Para ajudar vítimas dos incêndios: ...

Um grupo de Bombeiros Sapadores de Setúbal voltou a despir a farda para um calendário de 2018 sexy, abraçando uma causa social, ajudando as vítimas...

Marcelo Rebelo de Sousa apela a cli...

>02-12-2017 Empresa admitiu esta quarta-feira avançar com novo horário para garantir volume de produção do T-Roc. ...

Pai Natal de chocolate com 1,80 met...

Obra foi feita por um pasteleiro da Quinta do Conde. 6 de Dezembro 2017 Um pasteleiro da Quinta do Conde, em Sesimbra, construiu este ano um Pai...

Cova da Piedade afasta Marítimo da ...

06/12/2017 Clube de Almada venceu os madeirenses no desempate por penáltis por 4-2. O Cova da Piedade protagonizou esta quarta-feira a primeir...

Para ajudar vítimas dos incêndios: Bombeiros Sapadores de Setúbal despem-se por uma boa causa


Um grupo de Bombeiros Sapadores de Setúbal voltou a despir a farda para um calendário de 2018 sexy, abraçando uma causa social, ajudando as vítimas queimadas e alertar para a falta de uma unidade de queimados para crianças.

A iniciativa, que contou com o apoio logístico da autarquia sadina, foi coordenada pelos bombeiros José Guilherme, Tiago Silva e Tiago Belchior. O trabalho começou há vários meses, tendo os bombeiros promovido uma série de castings e sessões fotográficas com os colegas da companhia.

Com o lema “Juntos ajudamos quem mais necessita”, o calendário tem um custo de cinco euros, pode ser comprado directamente na companhia ou na página do Facebook criada para o efeito, e vai ajudar a Associação Amigos dos Queimados, uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) de âmbito nacional, que dá apoio a doentes queimados.

“São cinco mil calendários disponíveis por agora, mas esperamos uma grande procura e estamos preparados para fazer mais”, refere José Guilherme.

Tiago Belchior afirmou que apesar de quererem ajudar esta causa, os bombeiros querem “alertar também para a falta de uma unidade de queimados pediátrica”. “Uma Unidade de Queimados para crianças e é importante alertar para essa falha”, afirmou.

“O dinheiro angariado irá reverter directamente na ajuda a vítimas queimadas, sejam pelos últimos incêndios a nível nacional, bem como outros que sofrem este tipo de lesões graves, quer seja em acidentes de trabalho, domésticos, entre outros”, pode ler-se na página do Facebbok.

“Queremos também alertar para um facto incontornável, que é a inexistência de uma unidade pediátrica para crianças queimadas. Gostaríamos, com a ajuda de todos chamar a atenção dos órgãos competentes para que se reverta esta situação urgente. Ao adquirir o seu calendário estará a contribuir directamente para a intervenção na vida destas pessoas”, refere ainda.

De referir que Portugal tem cinco unidades de queimados, mas não tem uma unidade específica para crianças.

A verba será canalizada para o pagamento de material compressivo doado pela IPSS às cerca de cem vítimas de incêndios que apoia, mas também para suportar custos dos campos de férias realizados com os mais novos e termas de Monfortinho para os adultos. “Temos um acordo com uma empresa alemã que produz fatos compressivos para crianças e para os adquirir, precisamos de verbas”, afirma, a título de exemplo, Celso Cruzeiro, presidente da IPSS com sede em Coimbra e delegação em Lisboa cuja receita provem das quotas dos 400 associados, angariações de fundos e apoios de empresas.

“Há um longo caminho a percorrer após a alta hospitalar no regresso ao quotidiano, tanto a nível de tratamento das mazelas como a nível psicológico e legal, nomeadamente no regresso ao trabalho e é aí que a IPSS entra”, adianta Celso Cruzeiro.

Não é a primeira vez que os Bombeiros Sapadores de Setúbal se juntam, sem preconceitos, para iniciativa solidária deste género. Em 2013, o calendário foi um sucesso angariando milhares de euros. Foi uma ideia pioneira em Portugal, sendo depois seguida por outras instituições.

Vela mais em ::::< Setúbal Mais

Marcelo Rebelo de Sousa apela a clima de paz social na Autoeuropa

>02-12-2017

Empresa admitiu esta quarta-feira avançar com novo horário para garantir volume de produção do T-Roc.

Correio da Manhã

Pai Natal de chocolate com 1,80 metros anima Sesimbra

Obra foi feita por um pasteleiro da Quinta do Conde.
6 de Dezembro 2017

Um pasteleiro da Quinta do Conde, em Sesimbra, construiu este ano um Pai Natal em chocolate com 1,80 metros de altura. A obra foi terminada em quatro semanas, numa média de 10 horas por dia de trabalho. “Foi construída em tempo recorde. A meio do trabalho tive vontade de desistir, mas fui avançando e estou orgulhoso”, disse Eduardo Cerqueira. A peça tem 130 quilos de chocolate e vai estar exposta a partir de hoje na pastelaria Barca Doce, na Quinta do Conde. “É a maneira que tenho de mimar os clientes que, todos os anos, aguardam com expectativa a peça em chocolate que decido fazer. Gosto de surpreendê-los”, explicou.

Ler mais em: Correio da Manhã

Cova da Piedade afasta Marítimo da Taça de Portugal

06/12/2017
Clube de Almada venceu os madeirenses no desempate por penáltis por 4-2.

O Cova da Piedade protagonizou esta quarta-feira a primeira surpresa dos oitavos de final da Taça de Portugal, ao afastar, no Funchal, o Marítimo, em jogo que venceu no desempate por penáltis por 4-2. Depois de um empate 0-0 no tempo regulamentar e prolongamento, a equipa da II Liga foi mais eficaz nos penáltis, eliminando assim a equipa da I Liga. Os oitavos de final da Taça de Portugal prosseguem na próxima semana, com a realização dos restantes sete encontros.

Ler mais em: Correio da Manhã

MONTIJO | Hora de discórdia entre gestão socialista e oposição reduzida à CDU

06/12/2017

Nova agenda de início para reuniões de câmara aprovada perante troca de acusações. Proposta apresentada por Nuno Canta passou com os votos socialistas. CDU votou contra e a bancada do PSD/CDS esteve “às moscas”

A gestão socialista fez hoje passar a proposta apresentada na reunião do executivo camarário, nos Paços do Concelho, que define as 15h00 como novo horário para início da realização das sessões de câmara neste mandato. A proposta (que registou quatro votos a favor e dois contra) mereceu dura contestação da oposição, ontem reduzida aos vereadores da CDU, Carlos Jorge de Almeida e Juleca Abibo (esta última em substituição de Ana Baliza), já que a bancada do PSD/CDS ficou deserta – sem o vereador João Afonso nem alguém que assegurasse a substituição.

De resto, João Afonso justificou a ausência, por motivos profissionais, apenas à vereação da CDU, conforme viria a revelar Carlos Jorge de Almeida, perante o espanto do presidente da Câmara, Nuno Canta, que considerou: “A informação ser transmitida à CDU e não à Câmara é um problema do PSD.”

O novo agendamento de horário foi amplamente criticado pelo vereador da CDU. “Cumpriu-se a grande ambição do ‘vale tudo’ em exercício na gestão municipal em Montijo dirigido a assegurar aquele que é o objectivo único da sua prática política ganhas as eleições: perpetuar o exercício do poder pelo poder. Continua a impor-se aos eleitos e às forças políticas que representam, o inadmissível agendamento de sessões ordinárias, quinzenalmente, para as 15h00 de quartas-feiras”, começou por dizer Carlos Jorge de Almeida, adiantando que a justificação socialista “é um insulto à inteligência de todos os montijenses”.

O autarca da CDU considerou a medida como “um ajuste de contas” do presidente para com os montijenses, por o socialista não ter ainda “digerido a opção dos eleitores que em 2013 colocaram a avaliação da gestão PS em minoria clara”. E lembrou a indisponibilidade dos montijenses que trabalham em Lisboa ou outras zonas da área metropolitana em poderem participar nas reuniões, bem como as dificuldades que o horário provoca aos eleitos da oposição.

“Há mais vida, mais democracia, mais cidadania, para lá das dificuldades colocadas ao trabalho dos vereadores. Porque confiamos nos montijenses! Porque tarde ou cedo se fará justiça”, concluiu.

Regimento e democracia

Na resposta, o presidente da Câmara salientou que o novo agendamento cumpre o estabelecido no regimento da Câmara e que é assim que a democracia funciona, dando o exemplo do sucedido no mandato anterior quando a CDU e o PSD “convocaram uma maioria negativa, colocando os interesses próprios e partidários acima dos interesses dos montijenses, ao votarem contra os orçamentos municipais”, obrigando a uma governação com orçamentos transpostos.

Nuno Canta reforçou de seguida que a Câmara teve, então, de “suportar prejuízos” resultantes do uso da democracia, face “à convocação” dessa maioria negativa, apontando outros exemplos, como o da aplicação das rendas no Mercado Municipal.

A vice-presidente Maria Clara Silva juntou depois que a democracia tanto funciona para um lado como para outro. “Há quatro anos foi a maioria que estava desse lado [n.d.r. CDU e PSD tinham dois vereadores cada e o PS três] que obrigou [a Câmara] a mudar o horário [para as 19h00]”, atirou a autarca socialista, com o presidente a anuir mais à frente: “Os órgãos não funcionam em função da vida privada dos vereadores. A anterior hora foi uma imposição, sem cabimento, que fizeram [CDU e PSD] para se poder aprovar o regimento. Podiam ter apontado para as 21h00, mas aprovaram para as 19h00, a hora de jantar.”

Sobre a ausência de João Afonso, Nuno Canta foi lapidar: “São eleitos para isto. Se não quiserem vir é um problema dos partidos.”

Perspectiva regional

Recorde-se que, tal como o DIÁRIO DA REGIÃO noticiou oportunamente, a Moita é o único município no Distrito de Setúbal onde as reuniões de câmara permitem sempre o acesso do público fora daquele que é o contexto mais normalizado de horário de trabalho (9h00-19h00). As sessões neste município têm início, invariavelmente, às 21h00, sejam elas realizadas nos Paços do Concelho ou descentralizadas, ao invés do que sucede na esmagadora maioria dos concelhos da região.

O município de Palmela também realiza reuniões públicas às 21h00, mas apenas quando estas são descentralizadas nas “Semanas das Freguesias”.

Os horários de início das reuniões de câmara na região variam, regra geral, de município para município. Em três dos quatro municípios do litoral alentejano encontra-se um padrão uniforme. Em Alcácer do Sal e Santiago do Cacém as reuniões iniciam-se pelas 9h30, ao passo que em Grândola arrancam pelas 10h00 – em Sines começam às 14h30. Sesimbra afina pelo horário de Grândola (10h00). Em Seixal e Montijo realizam-se a partir das 15h00. Palmela e Setúbal têm adoptado as 16h00, em Alcochete e no Barreiro realizam-se a partir das 17h30 e em Almada pelas 18h00. As quartas e quintas-feiras são os dias utilizados para a realização das sessões.

Grupo de munícipes pediu à Assembleia Municipal para recomendar reuniões às 19h00

Na última reunião da Assembleia Municipal do Montijo, um grupo de munícipes apresentaram um documento a solicitar ao órgão que recomende à Câmara Municipal para que as reuniões do executivo camarário voltassem a ter início às 19h00, com o período de uso da palavra pelo público a partir das 19h30.

Veja mais em:::::> Diário da Região

TEMPESTADE ANA – Vários distritos em alerta vermelho ao final do dia de hoje

2017-12-10 11:39:39
O vento forte que se prevê que possa atingir Portugal continental fez com que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocasse oito distritos em alerta vermelho a partir do final do dia. O IPMA prevê rajadas superiores a 130 quilómetros/hora.

São oito os distritos do continente que estão em alerta vermelho a partir do final do dia por causa de vento muito forte, com rajadas superiores a 130 quilómetros/hora nas terras altas.

O IPMA emitiu um comunicado que explica que este alerta, para os distritos de Viseu, Porto, Guarda, Vila Real, Viana do Castelo, Aveiro, Coimbra e Braga, está válido entre as 19h59 de hoje e a 01h59 de segunda-feira.

Já no ‘site’ do instituto explica que o vento irá intensificar-se durante o dia de hoje, “tornando-se forte de sudoeste, com rajadas até 110 quilómetros/hora, e podendo chegar a 130 quilómetros/hora nas terras altas do norte e centro até ao início da manhã”.

Em causa está a tempestade Ana, formada a noroeste da Península Ibérica, que terá como período mais crítico “o final da tarde de domingo e a madrugada de segunda-feira, com impactos expectáveis devido a ventos fortes, precipitação intensa, queda de neve e forte agitação marítima”.

Os restantes distritos, de Bragança, Évora, Faro, Setúbal, Leiria, Santarém, Lisboa, Beja, Castelo Branco e Portalegre, estão em alerta laranja devido à previsão de vento forte de sudoeste com rajadas até 70 quilómetros/hora e 120 quilómetros/hora nas terras altas.

Setúbal e Lisboa são dois dos distritos que estão em alerta amarelo devido a períodos de chuva forte ao longo da manhã de hoje e que se estendem até à madrugada de segunda-feira.

O IPMA alerta ainda para a forte agitação marítima, com ondas que podem atingir os cinco a seis metros em Viana do Castelo, Lisboa, Leiria, Aveiro, Coimbra, Porto e Braga (entre as 20h59 de hoje e as 17h59 de segunda-feira) e me Setúbal, Faro e Beja (entre as 05h59 e as 17h59 de segunda-feira).

Veja mais em ::::> Diário do Distrito

Barreiro – Pista de Gelo situada no Parque da Cidade Atraiu mais de mil pessoas este fim de semana

4 de Dezembro 2017

. Angariados mais de 5 mil euros para IPSS’s

Dezenas de crianças e seus familiares puderam visitar a Casa do Pai Natal localizada no Mercado 1º de Maio

A Pista de Gelo situada no Parque da Cidade é já um sucesso. Cerca de 1500 pessoas de todas as idades já experimentaram esta nova atração aberta ao público, desde o dia 1 de dezembro.
Está inserida no programa da animação de Natal promovido pelo Município, pelas Uniões de Freguesia do Concelho e pela Junta de Freguesia de Santo António da Charneca.
Até 2 de janeiro, a Pista de Gelo funcionará 6ª feira, sábado e vésperas de feriados, das 10h00 às 13h00 e das 14h30 às 22h00. Nos restantes dias, das 10h00 às 13h00 e das 14h30 às 20h00.
O ingresso está à venda no local por 2€ (valor que reverte para as instituições de solidariedade social aderentes do Concelho: CERCIMB, CAI, CJT – Centro Jovem Tejo, Creche “Os Reguilas”, CSPSA, Rumo, Catica, Persona, Voz do Operário, SDUB Franceses – O Inicio, Instituto Ferroviários, Jardim de Infância D.Pedro V e CASP).
No âmbito da Campanha “Mais Natal com o Comércio Local” os ingressos podem, ainda, ser adquiridos nos estabelecimentos comerciais aderentes se forem efetuadas compras, no valor mínimo de 25 €, com direito a um bilhete por cada aquisição naquele montante, ou bilhetes por cada valor global de compras, até ao limite máximo de cinco bilhetes por cada compra.

Veja mais em ::::> ROSTOS

Embaixador da Coreia do Sul visita Lisbon South Bay

10 de Dezembro 2017

Apresentados ativos da Baía do Tejo e dos concelhos de Almada, Barreiro e Seixal


. Vai ser dada nota de destaque aos empresários da Coreia do Sul do potencial destes territórios e dos projetos

Registou-se uma visita do corpo diplomático da Coreia do Sul, através do seu Embaixador e Cônsul no nosso país, aos territórios Lisbon South Bay e à Baía do Tejo.
Para além da administração da Baía do Tejo, os Presidentes dos Municípios destes territórios foram envolvidos e a visita contou ainda com a participação do Portugal In (Unidade do Gab do Primeiro Ministro para a atração de investimento)

Desenvolvida em torno dos ativos da Baía do Tejo e dos concelhos de Almada, Barreiro e Seixal, a visita decorreu de modo muito interessado e com a certeza de que vai ser dada nota de destaque aos empresários da Coreia do Sul do potencial destes territórios e dos projetos que aqui estão em desenvolvimento por parte do seu Embaixador em Lisboa.

Veja mais em :::> ROSTOS

Associação de Municípios da Região de Setúbal já tem novos órgãos sociais

04 de Dezembro 2017


Novos eleitos para a Mesa da Assembleia Intermunicipal, Conselho Directivo e Conselho Fiscal tomaram posse hoje. Rui Garcia, presidente da Câmara da Moita, mantém a presidência do Conselho Directivo e Sofia Martins, vereadora no Barreiro, é a nova secretária-geral da AMRS

Foram esta manhã eleitos, por unanimidade, e empossados os novos órgãos sociais da Associação de Municípios da Região de Setúbal (AMRS), em reunião da Assembleia Intermunicipal que teve lugar no Centro de Formação da Quinta de São Paulo.

Rui Garcia, que preside à Câmara Municipal da Moita, foi reconduzido na presidência do Conselho Directivo da AMRS, que conta ainda com Manuel Pisco Lopes, vereador na Câmara Municipal de Setúbal, como vice-presidente, e Jorge Gonçalves, vereador no município do Seixal, como secretário. João Pintassilgo, vereador na Câmara Municipal do Barreiro, e Maria Margarida Santos, vereadora na Câmara Municipal de Santiago do Cacém, completam o Conselho Directivo como vogais. O Conselho Directivo nomeou, depois, Sofia Martins, vereadora na autarquia do Barreiro, como secretária-geral da AMRS. No anterior mandato, a autarca do Barreiro havia ocupado a vice-presidência da AMRS.

Para a Mesa da Assembleia Intermunicipal, Francisco de Jesus, que preside à Câmara de Sesimbra, foi eleito presidente, sendo acompanhado neste órgão por Vivina Nunes (vice-presidente), que é vereadora na Câmara da Moita, e por João Couvaneiro (secretário), que é vereador no município de Almada.

A presidência do Conselho Fiscal ficou entregue a José Polido, vereador na Câmara de Sesimbra, com Luís Calha, vereador no município de Palmela, a ocupar a vice-presidência, e Ricardo Bernardes, vereador na Câmara do Montijo, o cargo de secretário.

Secretária-geral cessante elogiada pelos novos eleitos

A sessão da Assembleia Intermunicipal foi dirigida pelo presidente em exercício, Luís Franco, que presidiu ao município de Alcochete até às últimas autárquicas, arrancando com um momento de pesar pelo falecimento do anterior presidente da Assembleia Intermunicipal, Augusto Pólvora, que presidiu também ao município de Sesimbra.

Joaquim Santos, presidente da Câmara Municipal do Seixal, foi quem apresentou as propostas de composição dos novos órgãos a eleger, tendo “todas elas merecido a concordância dos representantes dos municípios associados e [sido] votadas por unanimidade”, anunciou a AMRS em nota de Imprensa.

“Na continuidade da sessão da Assembleia Intermunicipal, o Conselho Directivo eleito, através do seu presidente, Rui Garcia, informou que o mesmo decidiu nomear para o cargo de secretária-geral da AMRS Sofia Martins, cargo que durante os últimos 15 anos foi ocupado por Fátima Mourinho, que hoje [ontem] cessou funções, tendo sido vários os eleitos que elogiaram o seu trabalho e inigualável empenho”, revelou a AMRS na mesma nota.

A secretária-geral cessante recebeu do novo presidente da Mesa da Assembleia Intermunicipal, Francisco de Jesus, “um agradecido e autêntico voto de reconhecimento e louvor pela dedicação e empenho na afirmação da região e do projecto protagonizado pela AMRS”.

Já a nova secretária-geral, Sofia Martins, acompanhada pelo presidente do Conselho Directivo, Rui Garcia, apresentou-se a todos os trabalhadores da AMRS, expressando “vontade e determinação na continuidade do projecto” da associação.

COMPOSIÇÃO DOS ÓRGÃOS SOCIAIS DA AMRS


Mesa da Assembleia Intermunicipal

Presidente: Francisco Manuel Firmino de Jesus – Presidente da Câmara Municipal de Sesimbra

Vice-presidente: Vivina Maria Semedo Nunes – Vereadora da Câmara Municipal da Moita

Secretário: João Luís Serrenho Frazão Couvaneiro – Vereador da Câmara Municipal de Almada

Conselho Directivo

Presidente: Rui Manuel Garcia – Presidente da Câmara Municipal da Moita

Vice-Presidente: Manuel Joaquim Pisco Lopes – Vereador da Câmara Municipal de Setúbal

Secretário: Jorge Osvaldo Dias dos Santos Gonçalves – Vereador da Câmara Municipal do Seixal

Vogal: João António da Silva Pintassilgo – Vereador da Câmara Municipal do Barreiro

Vogal: Maria Margarida da Costa Rosa Santos – Vereadora da Câmara Municipal de Santiago do Cacém

Conselho Fiscal

Presidente: José Henrique Peralta Polido – Vereador da Câmara Municipal de Sesimbra

Vice-Presidente: Luís Miguel Calha – Vereador da Câmara Municipal de Palmela

Secretário: Ricardo Manuel Nogueira Bernardes – Vereador da Câmara Municipal do Montijo

Veja mais em ::::> Diário da Região

Setúbal Crianças batizam novos golfinhos

27 de Novembro 2017

Os nomes de três crias de golfinhos nascidas este ano no Estuário do Sado são escolhidos por alunos da EB Luísa Todi, no dia 11, à tarde.

As cerca de cinco dezenas de alunos do 4.º ano da escola básica escolhem, de uma lista previamente definida, os nomes dos novos elementos da comunidade de roazes-corveiros, com o resultado da votação a ser anunciado às 15h00 pela presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira.

A iniciativa, organizada pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas em parceria com a autarquia, inclui uma apresentação feita às crianças, às 14h00, com técnicos daquele organismo a abordarem aspetos relacionados com a comunidade de golfinhos e o Estuário do Sado.

As três crias pertencentes à população de cetáceos residentes no Sado, única em Portugal e atualmente com três dezenas de elementos, nasceram este ano, em junho, agosto e setembro.

Veja mais em ::::> CM Setúbal

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.