Concurso elege a melhor Caldeirada ...

Já está a decorrer a 13.ª edição do Concurso da Caldeirada à Pescador da Costa de Caparica, que se realiza há 33 anos e que constitui o segundo c...

Ministro garante admite início das ...

O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, reiterou hoje que o aeroporto complementar no Montijo é uma solução que pode ser imple...

Arresto preventivo das contas dos b...

A associação já tinha anunciado que o socorro estava posto em causa, uma vez que as contas tinham sido "congeladas". A Associação Humanitár...

Ministério condenado a pagar 400 mi...

Ministério da Educação tem de pagar indemnização à Câmara por incumprimento de acordo assinado em 2000. O Tribunal Administrativo e F...

CDU Almada apresenta candidatos às Autárquicas 2017

21 de Abril 2017
Laranjeiro – Praça da Portela

José Manuel Maia – Presidente da Assembleia Municipal
Joaquim Judas – Presidente da Câmara Municipal

União de Freguesias:
Teresa Paula Coelho – Caparica/Trafaria
Ricardo Louçâ – Almada, C. Piedade, Pragal e Cacilhas
Luis Filipe Palma – Laranjeiro e Feijó
Ana Margarida Carvalho – Charneca/ Sobreda
…………………… – Costa da Caparica

Click aqui para ver as ::::> FOTOS

Concurso elege a melhor Caldeirada à Pescador da Costa de Caparica

Já está a decorrer a 13.ª edição do Concurso da Caldeirada à Pescador da Costa de Caparica, que se realiza há 33 anos e que constitui o segundo concurso gastronómico mais antigo a nível nacional. Esta iniciativa prolonga-se até 9 de abril e conta com a participação de 11 restaurantes, onde será possível provar esta iguaria da cultura caparicana, apreciada por milhares de pessoas.

O Concurso da Caldeirada à Pescador distingue-se por ser uma homenagem à tradição secular da sabedoria dos homens do mar, na sua qualidade de pescadores e de criadores deste prato gastronómico único no país, confecionado com o peixe fresco pescado na zona da Costa de Caparica, e por potenciar o desenvolvimento económico e turístico da região.

À semelhança das edições anteriores, será feita uma homenagem a quem faz a história desta terra de pescadores. Este ano serão homenageadas as 11 vítimas do naufrágio do “Pensativo”, que perderam a vida na tragédia que ocorreu a 12 de dezembro de 1929 ao largo da Costa da Caparica.

O “Pensativo” era um saveiro em meia-lua, fazendo parte da primeira geração deste tipo de embarcações que praticava Arte-Xávega na frente Atlântica. A tripulação (chamada de companha) era constituída por 56 pessoas, 21 a bordo e 35 em terra.

O Concurso da Caldeirada à Pescador é promovido pela Junta de Freguesia da Costa de Caparica e nesta 13.ª edição participam os seguintes restaurantes: “Borda D´ água”, “Ohhh TC”, “O Barbas Catedral”, “O Barbas Tertúlia”, “O Camões”, “Cabana do Pescador”, “Praia do Castelo”, “Carolina do Aires”, “Só Grelhados”, “O Tarquínio” e “BBQ – Tapas e Petiscos”.

Ler mais: Jornal da Região

Ministro garante admite início das obras do aeroporto no Montijo para 2019

O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, reiterou hoje que o aeroporto complementar no Montijo é uma solução que pode ser implementada em “poucos anos” e sustentável do ponto de vista financeiro.

“É uma solução que pode ser implementada em poucos anos e é sustentável do ponto de vista financeiro”, advoga Pedro Marques, justificando a sustentabilidade da obra com o financiamento de receitas aeroportuárias a aplicar “sem que as taxas aumentem para valores que ponham em causa a competitividade dos aeroportos de Portugal”, em concreto o Humberto Delgado, em Lisboa.

O governante falava à agência Lusa e à SIC depois de ter presidido à sessão de abertura de um debate organizado pela Ordem dos Engenheiros dedicado à solução de um aeroporto complementar no Montijo que aumente a capacidade aeroportuária na região de Lisboa.

Pedro Marques estima que este ano e em 2018 sejam concretizados os estudos ambientais e a negociação com a ANA, e a construção possa arrancar em 2019.

O intuito é o de gerar uma solução consistente que assegure “capacidade aeroportuária para várias décadas”, abarcando um total possível de 50 milhões de passageiros na zona de Lisboa, declarou o governante às várias dezenas de engenheiros presentes no debate.

“A expansão poderá gerar a prazo 20 mil novos postos de trabalho, diretos e indiretos, apenas no setor aeroportuário, para além dos resultantes da atividade económica no geral”, realçou ainda Pedro Marques.

O ministro do Planeamento e Infraestruturas lembrou ainda que a “necessidade de expandir” a capacidade aeroportuária de Lisboa “é há muito conhecida, muitas soluções foram analisadas e discutidas, mas uma dificuldade histórica em gerar consensos e algum preconceito contra o investimento público impediram que fossem tomadas as decisões que são necessárias”.

A solução do Montijo, portanto, “permite o desenvolvimento harmonioso da Área Metropolitana de Lisboa, repartindo o desenvolvimento induzido pelo crescimento do tráfego aéreo pelas duas margens do Tejo”, disse.

E insistiu: “É uma solução financeiramente comportável para o Estado, com condições para o seu custo ser integralmente suportado através das receitas aeroportuárias, ao mesmo tempo que se assegura taxas no Montijo inferiores às do Aeroporto Humberto Delgado e dos principais aeroportos concorrentes”.

O aeroporto complementar ao de Lisboa deverá estar vocacionado principalmente para as ‘low cost’ (companhias de baixo custo) e para serviços de médio custo.

O bastonário da Ordem dos Engenheiros, Carlos Mineiro Aires, sublinhou por seu turno a importância da sessão pública de hoje para serem conhecidos documentos e mais informação sobre o projeto, mas reconheceu preocupações com o financiamento da obra “e os encargos que pode gerar para o país”.

Ler mais: Jornal da Região

Arresto preventivo das contas dos bombeiros do Seixal foi suspenso

A associação já tinha anunciado que o socorro estava posto em causa, uma vez que as contas tinham sido “congeladas”.

A Associação Humanitária de Bombeiros Mistos do Concelho do Seixal anunciou esta sexta-feira que foi “suspenso o arresto preventivo” das contas bancárias da associação, devido a um processo com um antigo funcionário. “Por despacho judicial do Processo Especial de Revitalização (CIRE) foi suspenso o arresto preventivo do saldo das contas bancárias da associação, anulando o procedimento cautelar de arresto”, refere a associação em comunicado. A associação anunciou a 30 de março que o socorro estava posto em causa na zona, uma vez que as contas tinham sido “congeladas”, referindo que “nem para gasóleo” existiam verbas. Esta situação surgiu depois de um processo em tribunal movido por um antigo funcionário da corporação, que acabou por ser despedido por alegado comportamento menos próprio, tendo este processado os bombeiros e vencido a causa com direito a uma indemnização de cerca de 262 mil euros. “Por decisão do Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa, Juízo do Trabalho do Barreiro, foi estabelecido um Procedimento Cautelar referente ao processo de que é requerente Carlos David Abreu Silva, remetido ao Banco de Portugal e notificada a Associação de Arresto de Depósitos Bancários até ao saldo no montante máximo de 262.025,17 euros, mantendo-se todas as contas, a partir de 30 de março, indisponíveis”, referiram os bombeiros na ocasião. A Associação Humanitária de Bombeiros Mistos do Concelho do Seixal agradeceu o apoio que lhe foi prestado num momento difícil.

Ler mais em:Correio da Manhã

Ministério condenado a pagar 400 mil ao Seixal

Ministério da Educação tem de pagar indemnização à Câmara por incumprimento de acordo assinado em 2000.

O Tribunal Administrativo e Fiscal de Almada condenou o Ministério da Educação (ME) a pagar quase 400 mil euros à Câmara do Seixal por causa do incumprimento de um acordo assinado no ano 2000 para construção de um pavilhão numa escola. O ME terá ainda de pagar juros de mora calculados desde dezembro de 2015, bem como os custos de processo. O ME disse ao CM que está “a analisar a possibilidade de avançar com recurso”. Segundo a autarquia, em causa está “o acordo de colaboração celebrado no ano 2000 com a Direção Regional de Educação de Lisboa (DREL) para a construção de um pavilhão desportivo e a recuperação dos campos de jogos exteriores da Escola Básica Pedro Eanes Lobato”. A DREL, de acordo com o município, “assumiu a obrigação de assegurar o projeto de execução da obra e de reembolsar integralmente o município das quantias pagas em execução do contrato de empreitada”. No entanto, a tutela não cumpriu “integralmente” o acordado. “O valor elegível dos pagamentos realizados em execução do contrato de empreitada ascendeu a 1 192 347,01€, com IVA incluído e, desse montante, a DREL assumiu a obrigação de pagar 956 097,01€, mas apenas pagou 567 852,99 €, pelo que deve ao município o valor remanescente”, refere a autarquia. O presidente da Câmara do Seixal, Joaquim Santos, considera que esta é “uma situação profundamente lamentável, que não deveria ocorrer entre dois órgãos de Estado”. O autarca diz que o processo “é uma vez mais bem demonstrativo do desrespeito pelo poder local e suas populações por parte de sucessivos governos”.

Ler mais em: Correio da Manhã

Estocolmo ataque terrorista: Pelo menos três mortos causados por um caminhão sequestrado

Pelo menos três mortos e muitos feridos depois de um ataque terrorista
Polícia liberta imagem de homem qque pennsam ter conexão com ataque
Polícia sueca prendeu duas pessoas para interrogatório
Testemunhas relatam centenas de compradores correndo por suas vidas
Capital sueca entra em lockdown e estação central evacuada
Primeiro-ministro sueco: Tudo indica que isso é terrorismo
Este ataque vem na sequencia de outros que utilizaram camiões causando as atrocidades de Nice e Berlim

Setúbal – Homem detido por burlar idosa com notas de 50 euros

GNR deteve burlão e reforça apelo sobre os que dizem trocar notas velhas por novas.

Conheça a nova nota de 50 euros, em circulação desde 4 de abril
Reuters


Um homem foi detido na segunda-feira por suspeitas de burla a uma idosa em Setúbal na sequência da entrada em circulação da nova nota de 50 euros, informou a Guarda Nacional Republicana (GNR). Em comunicado, o comando territorial de Setúbal adiantou que o homem, de 69 anos, fez-se “passar por funcionário bancário e abordou a vítima na sua residência convencendo-a a entregar-lhe todas as notas de 50 euros que tinha em casa para as trocar por umas novas”. O suspeito alegou que as notas antigas iriam sair de circulação e fugiu em direção a Setúbal, segundo a GNR. “A idosa deu 28 notas de 50 euros ao suspeito que fugiu em direção a Setúbal”, indica a GNR, acrescentando que “após terem conhecimento do sucedido, os militares encetaram diligências que permitiram localizar e intercetar o suspeito ainda na posse do dinheiro furtado”. O homem ficou sujeito a termo de identidade e residência. A nova nota de 50 euros, a mais utilizada na zona euro, entrou na terça-feira em circulação, com as autoridades a acreditarem ser mais segura do que a atual nota do mesmo valor que é mais falsificada.

Ler mais em:Correio da Manhã

Homem resgatado após queda em falésia no Cabo Espichel

Patrulha da GNR deparou-se com carro abandonado e avistou a vítima

Um homem de 37 anos caiu esta terça-feira no Cabo Espichel, em Sesimbra. O homem teve de ser resgatado pelas autoridades.

O alerta foi dado por militares da GNR que, ao passar pela zona à hora do almoço, encontraram um carro vazio no parque de estacionamento. Ao verificarem que não estava ninguém no topo da falésia, verificaram a escarpa e avistaram a vítima.

Tudo indica que se encontre sem vida. Os militares acionaram prontamente os meios de socorro, estando neste momento no local elementos dos bombeiros e Proteção Civil.

Ler mais em: Correio da Manhã

Trabalhadores da Soflusa avançam para dois dias de greve parcial

Trabalhadores da empresa realizaram um plenário no terminal do Barreiro.

Os trabalhadores da Soflusa, responsável pela ligação fluvial entre o Barreiro e Lisboa, decidiram hoje avançar para dois dias de greve parcial, devido à falta de embarcações e inexistência de respostas sobre a revisão do Acordo de Empresa. Os trabalhadores da empresa realizaram hoje um plenário no terminal do Barreiro, o que originou a paralisação das ligações durante um período da tarde, tendo votado a favor dos dois dia de greve, em data a decidir. “Os trabalhadores reuniram em plenário para avaliar a greve que foi realizada e decidiram avançar com mais dois dias de greve, de duas horas por turno, em data ainda a definir. Os trabalhadores vão intensificar a luta perante a ausência de respostas”, disse à agência Lusa Carlos Costa, do Sindicato dos Transportes Fluviais Costeiros e Marinha Mercante, afeto à Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (FECTRANS). Segundo o sindicalista, os trabalhadores não estão satisfeitos com a atual situação na Soflusa e decidiram avançar para um dia de greve. “A revisão do Acordo de Empresa está pré-acordada, mas ainda não temos respostas, e os problemas nos navios continuam”, defendeu. A Lusa contatou a Soflusa, mas até ao momento não foi possível obter qualquer comentário a esta decisão dos trabalhadores. Na quarta-feira, os trabalhadores da Transtejo, a outra empresa do grupo que faz as ligações do Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão com Lisboa, também vão realizar um plenário, que deve originar a paragem das carreiras fluviais durante um período da tarde. “Os trabalhadores da Transtejo também vão analisar a greve de dois dias que foi efetuada e é expectável que também voltem a avançar com novas formas de luta”, concluiu o sindicalista.

Ler mais em: Correio da Manhã

Novo elevador do Cristo Rei foi inaugurado

Monumento também foi alvo de intervenções

A Diocese de Setúbal inaugura na sexta-feira o novo elevador do Cristo Rei, monumento que também beneficiou de uma intervenção para resistir melhor às intempéries, disse hoje à agência Lusa o bispo de Setúbal, José Ornelas de Carvalho. “O elevador é um elemento essencial na gestão do monumento. No ano passado o antigo elevador esteve vários dias parado, pelo que decidimos proceder à substituição daquele equipamento”, disse, acrescentando que a substituição foi efetuada durante o período de menor afluência de visitantes, durante o inverno. O Cristo Rei localiza-se no concelho de Almada, no distrito de Setúbal, e é constituído por um pórtico projetado pelo arquiteto António Lino e por uma estátua do Santíssimo Redentor, de braços abertos para a cidade de Lisboa, da autoria do escultor Francisco Franco de Sousa. O conjunto tem 110 metros de altura, segundo o portal dedicado ao monumento. “O monumento está em perfeitas condições de segurança, mas aproveitámos para fazer também alguns melhoramentos na zona superior, bem como para melhorar a resistência às intempéries”, acrescentou José Ornelas de Carvalho. Segundo uma nota de imprensa da agência Eclésia, além da inauguração e bênção do novo elevador, a cerimónia, com início previsto para as 16h30, inclui a apresentação de um painel de azulejos no sopé da imagem do Cristo Rei e baixos-relevos em bronze com a frase “Deus é Amor”, em 16 idiomas, da autoria do arquiteto João de Sousa Araújo.

Ler mais em: Correio da Manhã

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.