Archive for: Dezembro 2017

Alexandre Castanheira tem nome de escola no Laranjeiro


A Câmara Municipal de Almada acaba de aprovar, por unanimidade e aclamação, o nome de Alexandre Castanheira para nome da Escola Básica no 2 do Laranjeiro.
Perpetuado num estabelecimento de ensino do concelho um insigne almadense, escritor, homem de cultura, combatente anti-fascista, associativista e professor.
Exemplos de vida!

António Matos

castanheiraxxxxxxxxx
Alexandre Castanheira, militante do MUDJ e depois do PCP , funcionário do partido, representante do PCP em França, e membro do CC desde meados dos anos cinquenta até ao fim da década de sessenta, altura em que se afastou da militância partidária activa, publicou uma autobiografia com o título Outrar-se ou a Longa Invenção de Mim, Porto, Companhia das Letras, 2003.

Alexandre Castanheira tem o curso de Histórico-Filosóficas da Faculdade de Letras de Lisboa. Poeta, desde sempre se interessou pela divulgação da poesia, fazendo recitais em escolas, colectividades, festas em todo o País. Exilado em França, licenciou-se em Literatura Moderna e alarga a divulgação da poesia moderna e contemporânea aos círculos de portugueses imigrados em França. Regressado a Portugal, começa finalmente a publicar a sua obra, em que se destacam, em poesia, os volumes Poesia… sem Distanciação e Desilusão Optimista a par de outros livros como teatro, crónicas, ensaio e contos. Com o ensaio “Camões, Nosso Contemporâneo” ganha o Concurso Literário do IV Centenário de Camões, promovido pela Câmara Municipal de Almada, por decisão de um júri presidido pelo Prof. Doutor Óscar Lopes. Multiplicam-se em seguida os recitais de poesia não só em Portugal como na Galiza (Vigo, Baiona, Universidade de Santiago de Compostela) e as conferências-recital dedicadas a Antero de Quental, Guerra Junqueiro, Mário Sá-Carneiro, Manuel da Fonseca, Sidónio Muralha, Fernando Pessoa, entre outros. Professor na Escola Superior de Educação Jean Piaget, de Almada, cidade de onde é natural, nos vários cursos do Básico 2.º Ciclo e no de Animadores Socioculturais, participou com comunicações em quase todos os encontros e congressos organizados pelo Instituto Piaget. São algumas delas que a Editorial Piaget tem o prazer de editar agora, cônscia de que é uma boa contribuição que assim dá à divulgação da Poesia no seu relacionamento com a vida e o Homem do nosso tempo, a que Alexandre Castanheira dá tanta importância. ALEXANDRE CASTANHEIRA é professor jubilado do Instituto Piaget, tendo leccionado na Escola Superior de Educação Jean Piaget de Almada, onde continua ligado ao cancioneiro e à Unidade de Investigação em Antropologia.

2006 Almada Alexandre Castanheira

2006 Alexandre Castanheira no Jean Piaget

1989 – SFUAP Conferencia 100 anos de actividade

Nada e tudo
Parti numa hora de loucura
e agora longe de ti
vivo arrastado
o desejo da ausente
que vislumbro
e sinto no fundo de mim
presente
resultado do silêncio
disseminado em ondas de calor
inundando este vazio pleno
Entre o nada e o tudo
o que me falta e o que contenho
e o que pressinto de ti
a cada momento te amo
mais e mais e mais
e mais repito ainda
que te direi uma vez mais
como te amo
A sombra deste sol abrasador
fermenta o nosso amor
num cosmos azul profundo
onde te direi
envolta em nuvens de prazer
e felicidade
no momento extraordinariamente preciso
de te apertar enfeitiçado
e magnético
nos braços ávidos de carícias
COMO TE AMO

Veja mais em Almada2016

União dos Sindicatos de Setúbal/CGTP-IN acusa Câmara Municipal do Seixal

Quer impor horários desumanos

Concentração dia 27de Dezembro- Manhã, Serviços Centrais CMS

Apelamos à Administração da C.M. Seixal para que volte atrás nas medidas que pretende implementar, que contrate trabalhadores para o sector de modo a colmatar falhas de serviço, e a gerir a causa pública em respeito pelo direito dos trabalhadores ao gozo dos seus dias de descanso.

Chegou ao conhecimento da União dos Sindicatos de Setúbal/CGTP-IN, que a Câmara Municipal do Seixal quer impor aos trabalhadores da Recolha de Resíduos Sólidos Urbanos horários que comprometem o gozo do fim-de-semana ao sábado e domingo.

Acontece porem que tal alteração irá desregular a vida familiar dos trabalhadores em questão, isto para além do trabalho efectuado em dia de descanso complementar ter de ser pago como trabalho extraordinário e não ter de ser utilizado para belo prazer das entidades patronais.

Estranhamos no entanto que tal tentativa de mudança de horário seja feita em forma de imposição sem diálogo ou explicação alguma, seja às estruturas dos trabalhadores, seja aos trabalhadores visados, sendo que tal comunicação é feita por carta, “lamentável” a falta de diálogo.

Estranhamos também a utilização de empresas privadas na recolha dos Resíduos Sólidos Urbanos, levando com que estes trabalhadores efectuem horários de 42h. Semanais (horários de Segunda a Sábado) e com vínculos precários.

Nesse sentido os trabalhadores da recolha de resíduos sólidos urbanos, irão concentrar-se junto aos Serviços Centrais da C.M.Seixal dia 27 de Dezembro da parte da manhã e decidiram realizar uma greve na primeira quinzena de Janeiro.

Apelamos à Administração da C.M. Seixal para que volte atrás nas medidas que pretende implementar, que contrate trabalhadores para o sector de modo a colmatar falhas de serviço, e a gerir a causa pública em respeito pelo direito dos trabalhadores ao gozo dos seus dias de descanso.

Comissão Executiva da União dos Sindicatos de Setúbal/CGTP-IN

Veja mais em ::::> Rostos

Florista Faty Lopes vence o Concurso de Montras de Natal do Barreiro

20/12/2017

O primeiro prémio da XVI edição do Concurso de Montras de Natal 2017 foi atribuído a Faty Lopes – Florista e Decoração. Boutique das Flores e Green Color ocuparam os outros lugares do pódio, alcançado, respectivamente, o segundo e o terceiro posto.

O júri desta iniciativa, promovida pela autarquia do Barreiro, decidiu atribuir uma menção honrosa a Zé Banzé, pela harmonia e estética da montra, e também à Loja Paulartes e à Loja da Flor, ambas pela reutilização de materiais ecológicos.

Na sessão de entrega de prémios, que decorreu no dia 19 nos Paços do Concelho, o presidente da Câmara, Frederico Rosa, reforçou a ideia de se concretizar uma estratégia conjunta entre o município e o comércio local, pois defende que “se deve competir no negócio e cooperar na estratégia”.

O autarca mostrou ainda o desejo de que, para o ano, o número de participantes aumente neste concurso.

Nos Paços do Concelho estiveram também presentes os elementos do júri: a presidente da União das Freguesias de Palhais e Coina, Naciolinda Silvestre, em representação das freguesias; Mafalda Pires, em representação da Associação de Comércio, Indústria e Serviços do Barreiro e Moita; Margarida Feio (GMDEE) e Maria José Bronze (GAE), em representação da Câmara; e a artista Olívia Dias, licenciada em Artes Plásticas.

De referir que nesta edição participaram 33 estabelecimentos comerciais do concelho do Barreiro, com 42 montras decoradas que ficarão expostas até ao dia de Natal.

Veja mais em ::::> Diário da Região

Filipe Pacheco reeleito presidente da distrital de Setúbal da Juventude Socialista

18/12/2017

Congresso realizou-se no Fórum Cultural de Alcochete. Juntou várias personalidades socialistas, destacando-se a presença de António Mendes, presidente da Federação Distrital do partido

Filipe Pacheco foi reconduzido na presidência da distrital de Setúbal da Juventude Socialista (JS). A eleição teve lugar no passado dia 10, durante a realização do XVI Congresso da Federação da JS no Fórum Cultural de Alcochete, que contou com a presença de António Mendes, presidente da distrital de Setúbal do PS e secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, além do secretário-geral da JS, Ivan Gonçalves, entre outras figuras nacionais e distritais.

Filipe Pacheco mediu “forças” com Pedro Almeida e venceu por larga maioria com a moção global de estratégia “Geração à altura – Esquerda com sentido”, acabando assim reeleito presidente da da distrital de Setúbal da JS.

No encerramento do congresso, o presidente reeleito apontou o foco para “três importantes combates políticos” para os próximos dois anos. “O primeiro diz respeito às eleições Europeias que constituirão uma oportunidade única para ajudar a redefinir o modelo social e económico europeu, rejeitando cabalmente a ideia de uma Europa a várias velocidades. As eleições legislativas de 2019 serão outro importante desafio político e até lá é preciso garantir que o actual Governo PS continua a melhorar substancialmente a vida dos portugueses. Por último, o combate autárquico é mais um dos importantes desafios políticos a travar, devendo ser uma prioridade constante na actuação da JS”, revelou Filipe Pacheco.

O jovem socialista justificou de seguida, em relação ao combate autárquico, a importância da proximidade. “Porque as nossas freguesias e municípios são quem assume maior protagonismo no quotidiano das populações, teremos de estar em estreita proximidade e contacto com as populações, com o movimento associativo e com todas as ‘forças vivas’ do distrito”, vincou.

Por outro lado, considerou que a JS “deverá dar voz a toda uma geração de jovens, preparados para fazer a diferença e que enfrentam problemas ao nível da emancipação, desde o acesso ao mercado laboral e à habitação, passando pela educação, saúde, cultura ou participação”.

“Gerar debate, ouvir, agir e intervir, dos problemas da vida política e económica à vida social e cultural, de nível local, nacional e internacional” é objectivo da JS.

Veja mais em ::::> Diário da Região

PSD acusa câmaras do distrito de cobrarem IMI demasiado elevado

2017-12-19 23:50:27

O presidente da distrital de Setúbal e deputado do PSD, Bruno Vitorino, acusa as Câmaras Municipais da região de aplicarem as taxas máximas do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) aos munícipes e em troca prestarem apenas os serviços mínimos.

Numa nota de imprensa divulgada esta terça-feira, o social-democrata refere que «vivemos num distrito onde o PS e o PCP cobram as taxas de IMI mais altas do país, mas que depois falham nos serviços básicos, como é o arranjo de passeios, a reparação de estradas, a limpeza dos espaços públicos, na recolha do lixo».

O presidente da distrital falava duranta a IV Reunião Geral de Autarcas Social Democratas da região, que decorreu no sábado em Palmela.

«No entanto, existem casos de autarquias que cobram também taxas elevadas de IMI, mas o valor que os cidadãos pagam é aplicado no melhoramento do concelho e da qualidade de vida das populações. Parece que para PS e PCP ter casa própria é crime, tendo em conta o castigo que é aplicado aos munícipes, a terem que pagar impostos elevadíssimos».

Veja mais em ::::> Diário do Distrito

Moita Raríssimas: Paula Brito e Costa voltou e funcionários protestaram


A ex-presidente da Raríssimas, Paula Brito e Costa, apresentou-se na manhã desta quarta-feira na Casa dos Marcos, com o marido e o filho, depois de ter estado pela última vez na instituição no dia 12 de dezembro. A maioria dos funcionários da Raríssimas juntou-se no exterior das instalações, em protesto, e garantia não regressar ao trabalho enquanto a ex-presidente não saísse, coisa que acabou por acontecer perto das 17h00. O momento foi captado pela CMTV. Paula Brito e Costa saiu ao volante de um Mercedes cinzento e não respondeu a quaisquer perguntas feitas pelos jornalistas que a esperavam. A ex-presidente terá chegado por volta das 09h30 acompanhada por dois seguranças. No interior da Casa dos Marcos estiveram também dois advogados da Segurança Social. Recorde-se que Paula Brito e Costa demitiu-se do cargo de presidente da associação mas manteve-se como diretora geral, garantindo que só saía com uma indemnização. Caso a ex-presidente não se apresentasse esta quarta-feira na associação poderia ser despedida por justa causa e sair de ‘mãos a abanar’. A associação Raríssimas vai realizar uma assembleia-geral a 3 de janeiro.

Veja mais em ::::> Correio da manhã

Palmela Comissão de Trabalhadores confiante no futuro da Autoeuropa apesar do diferendo sobre novos horários


O coordenador da Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa afirmou hoje que não receia pelo futuro da fábrica, apesar do diferendo com a administração sobre novos horários, num dia em que estão previstas várias reuniões plenárias na fábrica de Palmela. “Não receio pelo futuro da fábrica”, disse à agência Lusa Fernando Gonçalves, que justificou a confiança demonstrada com as informações recolhidas numa recente deslocação que fez à casa mãe da Volkswagen, na Alemanha, mas que se escusou a revelar antes dos plenários previstos para esta quarta-feira. Quanto às propostas do caderno reivindicativo da Comissão de Trabalhadores que deverão hoje ser discutidas nas diversas reuniões plenárias, Fernando Gonçalves também remeteu eventuais esclarecimentos para a próxima quinta-feira.

Ler mais em: Correio da Manhã

2017 Mercado de Natal em Almada (vídeo)

13 de Dezembro 2017
Abertura ao público do Mercado de Natal amigo da terra

2017 Almada Mercado de Natal amigo da terra

Abriu hoje e vai ficar até 17 de Dezembro o Mercado de Natal amigo da terra
com propostas de prendas originais e amigas do ambiente e contou com a presença da Srª Presidente da Câmara e alguns vereadores.

13 de Outubro 2017

Para ajudar vítimas dos incêndios: Bombeiros Sapadores de Setúbal despem-se por uma boa causa


Um grupo de Bombeiros Sapadores de Setúbal voltou a despir a farda para um calendário de 2018 sexy, abraçando uma causa social, ajudando as vítimas queimadas e alertar para a falta de uma unidade de queimados para crianças.

A iniciativa, que contou com o apoio logístico da autarquia sadina, foi coordenada pelos bombeiros José Guilherme, Tiago Silva e Tiago Belchior. O trabalho começou há vários meses, tendo os bombeiros promovido uma série de castings e sessões fotográficas com os colegas da companhia.

Com o lema “Juntos ajudamos quem mais necessita”, o calendário tem um custo de cinco euros, pode ser comprado directamente na companhia ou na página do Facebook criada para o efeito, e vai ajudar a Associação Amigos dos Queimados, uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) de âmbito nacional, que dá apoio a doentes queimados.

“São cinco mil calendários disponíveis por agora, mas esperamos uma grande procura e estamos preparados para fazer mais”, refere José Guilherme.

Tiago Belchior afirmou que apesar de quererem ajudar esta causa, os bombeiros querem “alertar também para a falta de uma unidade de queimados pediátrica”. “Uma Unidade de Queimados para crianças e é importante alertar para essa falha”, afirmou.

“O dinheiro angariado irá reverter directamente na ajuda a vítimas queimadas, sejam pelos últimos incêndios a nível nacional, bem como outros que sofrem este tipo de lesões graves, quer seja em acidentes de trabalho, domésticos, entre outros”, pode ler-se na página do Facebbok.

“Queremos também alertar para um facto incontornável, que é a inexistência de uma unidade pediátrica para crianças queimadas. Gostaríamos, com a ajuda de todos chamar a atenção dos órgãos competentes para que se reverta esta situação urgente. Ao adquirir o seu calendário estará a contribuir directamente para a intervenção na vida destas pessoas”, refere ainda.

De referir que Portugal tem cinco unidades de queimados, mas não tem uma unidade específica para crianças.

A verba será canalizada para o pagamento de material compressivo doado pela IPSS às cerca de cem vítimas de incêndios que apoia, mas também para suportar custos dos campos de férias realizados com os mais novos e termas de Monfortinho para os adultos. “Temos um acordo com uma empresa alemã que produz fatos compressivos para crianças e para os adquirir, precisamos de verbas”, afirma, a título de exemplo, Celso Cruzeiro, presidente da IPSS com sede em Coimbra e delegação em Lisboa cuja receita provem das quotas dos 400 associados, angariações de fundos e apoios de empresas.

“Há um longo caminho a percorrer após a alta hospitalar no regresso ao quotidiano, tanto a nível de tratamento das mazelas como a nível psicológico e legal, nomeadamente no regresso ao trabalho e é aí que a IPSS entra”, adianta Celso Cruzeiro.

Não é a primeira vez que os Bombeiros Sapadores de Setúbal se juntam, sem preconceitos, para iniciativa solidária deste género. Em 2013, o calendário foi um sucesso angariando milhares de euros. Foi uma ideia pioneira em Portugal, sendo depois seguida por outras instituições.

Vela mais em ::::< Setúbal Mais

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.