Archive for: Agosto 2018

Escuteiros limpam Praia dos Corvos no Seixal

08/08/2018

“O desperdício nos oceanos é um grande problema para todos”

A Praia dos Corvos, no Seixal, está mais limpa, desde que recebeu, no inicio deste mês a iniciativa “Mares Circulares”, que pretende limpar o areal que separa a baía do Tejo do Sapal de Corroios. A acção, contou com a participação de cerca de 200 escuteiros marítimos e vários voluntários, sob orientação da Fundação Ecomar. A presidente da Fundação, Thereza Zabell Lucas, considerou a iniciativa, “muito positiva”, afirmando que esta foi a “mais participada” que teve até agora. “Com 220 voluntários e a excelente ajuda dos escuteiros marítimos, este foi um precioso contributo para o bom trabalho de recolha e de sensibilização ambiental realizados”, disse a responsável.

Veja mais em ::::> ADN Agência de Notícias

António Costa quer aeroporto no Montijo

14 de Agosto 2018

“Não há melhor solução que o Montijo” para o novo aeroporto”

O primeiro-ministro diz esperar que a construção do aeroporto em Montijo seja “ambientalmente possível”. Um novo estudo de impacte ambiental nos terrenos do Montijo, pedido pelo Ministério do Planeamento e Infraestruturas, voltou a lançar dúvidas sobre a futura localização do novo aeroporto. Mas o primeiro-ministro garante que o Montijo é mesmo a “melhor solução”. Em entrevista ao jornal Expresso, publicada este sábado, António Costa sublinha a urgência que é a construção de um novo aeroporto que complemente a Portela.

“Temos de recuperar de um erro enorme, cometido há dez anos, que foi ter-se considerado megalómano aquilo que hoje é, infelizmente, uma realidade comezinha e dramática do nosso dia a dia. O país já está a ter um custo económico muito elevado com o não ter decidido a tempo e horas a realização de um aeroporto, não podemos atrasar mais a decisão”.
O primeiro-ministro diz esperar que a construção do aeroporto seja “ambientalmente possível” e que o esgotamento do aeroporto Humberto Delgado seja um “caso que todos registem para a história sobre os custos da não decisão”.
O primeiro-ministro reconhece que o setor atravessa grave problemas e aponta o dedo ao anterior governo. O que se está a passar, diz Costa, “é o resultado de, ao longo de quatro anos, termos um secretário de Estado que entendeu que o principal produto de uma empresa de transportes era o EBITDA. Não interessava se transportava ou não pessoas”. O antigo secretário de Estado dos Transportes era Sérgio Monteiro.
O primeiro-ministro prevê multiplicar por quatro o investimento em ferrovia no final da legislatura.

Veja mais em ::::> ADN Agência de Notícias

Federação Distrital de Setúbal da Juventude Socialista «CDU coloca obstáculos à instituição dos Conselhos Municipais de Juventude»

10/08/2018

A Federação Distrital de Setúbal da Juventude Socialista, em comunicado, afirma que “continuará a lutar pela participação ativa e democrática dos jovens na vida dos seus municípios e, sobretudo, para que a sua voz não seja um mero artifício, mas sim um elemento interventivo na vida autárquica e na sociedade.”

O bloqueio à instituição dos Conselhos Municipais de Juventude

A Federação Distrital de Setúbal da Juventude Socialista reunida em Comissão Política Federativa, vem por este meio denunciar o bloqueio por parte das câmaras lideradas pela CDU à instituição dos Conselhos Municipais de Juventude (CMJ), previstos por lei e fulcrais enquanto meio de participação ativa e democrática dos jovens nas políticas de juventude.

Os Conselhos Municipais de Juventude são, por excelência, o espaço de participação democrática dos jovens. Enquanto órgão consultivo, ausculta a voz destes nas matérias relacionadas com as políticas de juventude do município. Deste modo, os Conselhos Municipais de Juventude procuram dinamizar e promover o envolvimento cívico-político dos jovens e das organizações de jovens nos seus concelhos, criando assim uma identidade e sentido de pertença nos mesmos.

Este bloqueio revela por um lado revela a faceta antidemocrática das câmaras CDU, ao impedir a participação democrática e ativa dos jovens na vida dos seus municípios, por outro, o profundo desrespeito desses mesmos municípios pela lei e pelos órgãos de soberania.
Quando a CDU coloca obstáculos à instituição dos Conselhos Municipais de Juventude, cria também um entrave à livre expressão das vontades e ambições da juventude. Fá-lo porque teme os jovens, a sua voz, a sua irreverência e a sua capacidade de renovação.

Além disso, o Conselho Municipal da Juventude é obrigatório por lei. Segundo o número 2 do artigo 27º da Lei nº8/2009, de 18 de fevereiro “os municípios que à data de entrada em vigor da presente lei não se encontrem dotados de um Conselho Municipal de Juventude devem proceder à sua instituição, nos termos da presente lei, no prazo máximo de seis meses”.

Apenas seis dos treze concelhos no distrito têm CMJ, destes seis concelhos, apenas um é liderado por um executivo da CDU (sem maioria), sendo todos os restantes liderados pelo PS. Em alguns casos, as câmaras lideradas pela CDU criam um outro órgão em substituição do CMJ, de modo a contornar a lei e a esvaziar as competências do mesmo, de nome “Fórum da Juventude”.
Já assistimos, inclusive, a um presidente de Câmara da CDU afirmar publicamente que não cumpre a lei de forma propositada, uma vez que o seu município possui algo melhor que o que a lei determina. Após uma queixa ao Provedor de Justiça, prefere ignorar as diretrizes deste órgão, incumprindo assim a lei.

Pelo exposto, condenamos o evidente desrespeito da CDU pela Lei e pelos órgãos de soberania que legislaram sobre esta matéria, a Assembleia da República e o Governo ((A Lei n.º6/2012, de 10 de fevereiro, primeira alteração à Lei n.º8/2009, de 18 de fevereiro, que criava o regime jurídico dos conselhos municipais de juventude, e segunda alteração ao Decreto-Lei n.º7/2003, de 15 de janeiro, que regulamenta os conselhos municipais de educação e aprova o processo de elaboração de carta educativa, transferindo competências para as autarquias locais). Não podemos continuar a tolerar a prepotência e a falta de exemplo de prática democrática.

A Federação Distrital de Setúbal da Juventude Socialista continuará a lutar pela participação ativa e democrática dos jovens na vida dos seus municípios e, sobretudo, para que a sua voz não seja um mero artifício, mas sim um elemento interventivo na vida autárquica e na sociedade.

Veja mais em ::::> ROSTOS

Incêndio no Montijo mobiliza 145 bombeiros


11/08/2018

Um incêndio deflagrou este sábado à tarde em Canha, no Montijo, com cerca de 150 operacionais no terrenos apoiados por 33 veículos e três meios aéreos. O incêndio já está em fase de resolução. Foram cerca de duas horas no combate às chamas.

O objetivo agora é garantir que não há reacendimentos. No local estiveram várias corporações, nomeadamente de Montijo, Vila Franca de Xira, Samora Correia e Canha.

Ler mais em: Correio da Manhã

Autoridades recolhem amostras em praias de Alcochete onde apareceram peixes mortos

13/07/2018
Lusa

As autoridades já recolheram amostras de efluentes da estação de tratamento de Alcochete e de água superficial do estuário na zona onde foram encontradas centenas de peixes mortos na semana passada, disse à Lusa o Ministério do Ambiente. Segundo a tutela, a zona onde foram encontrados os peixes mortos tem um quilómetro de extensão e, apesar de não estar classificada como zona balnear, é usada como tal. A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) enviou ao local uma equipa de fiscalização há uma semana (06 de julho), depois de a autarquia ter alertado para a existência de centenas de peixes mortos nas praias dos Moinhos e do Samouco, em Alcochete. A equipa da APA recolheu “amostras de efluente da ETAR de Alcochete, cujo emissário descarrega ao largo deste local”, e de “água superficial do Estuário, cujos resultados ainda não são conhecidos”, esclareceu o Ministério. A APA contactou o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas, que esteve igualmente no local e confirmou que os peixes se encontravam mortos, “com sinais de decomposição, numa extensão de cerca de um quilómetro de margem do Estuário”. Foi também contactada a GNR/SEPNA, que no passado domingo esteve no local e não observou novos peixes mortos, acrescenta o Ministério do Ambiente na resposta enviada à Lusa.

Ler mais em: Correio da Manhã

Casa Ermelinda Freitas ganha melhor vinho tinto de portugal na korea

Palmela
17/08/2018

Cabernet Sauvignon foi eleito o melhor vinho tinto Português da competição.

A Casa Ermelinda Freitas, obteve um total de 10 prémios com os seus vinhos nas mundialmente famosas competições, “Korea Wine Challenge 2018” (1 Medalha de Ouro, 3 Medalhas de Prata, 1 de Bronze), na mesma competição viu o seu vinho CEF Cabernet Sauvignon Reserva 2015 premiado como o melhor Vinho Tinto Português. No “Berliner Wein Trophy – Edição de Fevereiro 2018”, (4 Medalhas de Ouro, 1 Medalha de Prata). Estes prémios servem para reforçar a grande qualidade reconhecida a nível nacional e internacional dos vinhos da Casa Ermelinda Freitas, que desde de 1999 já obteve mais de 1000 prémios, fruto do reconhecimento dos seus consumidores que tem preferido os vinhos da Casa Ermelinda Freitas. “Korea Wine Challenge 2018” São 5 medalhas (1 de ouro. 3 de prata, 1 de bronze) melhor vinho português tinto da competição. Melhor Vinho Tinto Português: – CEF Cabernet Sauvignon Reserva 2015 Medalhas de Ouro: – CEF Moscatel Roxo de Setúbal Superior 2010 Medalhas de Prata: – CEF Alicante Bouschet Reserva 2016 – CEF Sauvignon Blanc & Verdelho 2016 – Vinha do Rosário – Syrah 2016 Medalhas de Bronze: – Vinha do Fava – Touriga Nacional 2017 “Berliner Wein Trophy – Edição de Fevereiro 2018” São 5 medalhas (4 de ouro e 1 de prata). Medalhas de Ouro: – Dona Ermelinda Branco 2017 – Vinha do Rosário – Verdelho 2017 – Baía de Tróia – Castelão 2017 – Rocksand Shiraz 2016 Medalha de Prata: – CEF Sauvignon Blanc 2017 Conheça este e outros vinhos em www.ermelindafreitas.pt

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/comunicados-imprensa/detalhe/casa-ermelinda-freitas-ganha-melhor-vinho-tinto-de-portugal-na-korea

Agentes da PSP ressuscitam homem afogado no Tejo

07/08/2018

Agentes Pratas e Andrade reanimaram homem de 70 anos e detiveram pai e filho que os agrediram.


Por Miguel Curado
Dois agentes da PSP da Cruz de Pau, no Seixal, trouxeram de volta à vida um homem, de 70 anos, que foi resgatado das águas do rio Tejo, na Amora, quando já estava sem respiração e batimento cardíaco. Os polícias prenderam ainda dois homens, pai e filho, por agressões e injúrias. A chamada de socorro ocorreu pelas 18h00 de sábado. Um homem que estava num barco ancorado junto ao pontão de canoagem da Amora presenciou uma aparente doença súbita do homem, de 70 anos, que tombou para dentro de água. De imediato, a testemunha conseguiu agarrar o doente e colocá–lo em terra firme. O mesmo chamou depois o socorro, via 112. Os primeiros a chegar foram os agentes Pratas e Andrade, ambos de 33 anos, da esquadra da PSP da Cruz de Pau. Fonte oficial do Comando de Setúbal da Polícia disse ao CM que os dois polícias já viram a vítima com a pele roxa e sem respiração nem batimento cardíaco. Por iniciativa própria, os agentes realizaram manobras de reanimação que, ao final de alguns minutos, conseguiram trazer o doente de volta à vida. Enquanto aguardavam pela chegada dos técnicos do INEM e ao assegurarem um perímetro de segurança, os polícias foram agredidos por um homem, de 58 anos, e depois pelo filho, de 22, e por dois amigos deste – sem motivo aparente. Os dois agressores familiares foram detidos, enquanto os restantes fugiram. Com a chegada de uma ambulância do INEM, o homem de 70 anos resgatado do Tejo foi encaminhado para o Hospital Garcia de Orta, em Almada.

Ler mais em: Correio da Manhã

Enchente no primeiro dia do Sol da Caparica

Por Pedro Rodrigues Santos

Milhares de pessoas vibraram no arranque da quinta edição do evento dedicado à lusofonia

17/08/2018

Um magnífico final de tarde recebeu as primeiras das mais de 20 mil pessoas que ontem marcaram presença no primeiro dia da 5ª edição d’O Sol da Caparica, no jardim urbano da cidade do concelho de Almada. À espera dos festivaleiros estava um cartaz de artistas de qualidade, distribuídos por quatro palcos. “É a terceira vez que venho. Todos os anos tem sido diferente e tem melhorado a cada edição”, contou ao CM Maria Martins, um dos muitos jovens que passaram pelo recinto. Carminho abriu as hostilidades no palco principal. Nem o calor que se fazia sentir impediu a multidão de vibrar com os seus sucessos, antes da entrada em ação de Jorge Palma. Noutro extremo do recinto, eram os Paus a obrigar o público a levantar o pó do chão, ao ritmo das suas canções. Ainda a nuvem de poeira não tinha assentado, e já os Linda Martini prometiam fazer estragos com os temas do seu último trabalho. O encerramento do primeiro dia do festival, neste palco, estava reservado aos Peste & Sida e aos seus inúmeros convidados, enquanto no principal Anselmo Ralph cantava para os corações apaixonados. Hoje o destaque vai para Miguel Araújo, GNR e UHF. “Será um regresso às origens”, afirmou ao CM António Manuel Ribeiro, ou não fosse aquele o local onde há 40 anos os futuros membros do grupo se reuniam. Tim e Renato Gomes, guitarrista dos primeiros UHF, são convidados.

Ler mais em::::> Correio da Manhã

E o Sol da Caparica começou em cheio, com grande cartaz

17 de Agosto 2018
Inês de Medeiros Presidente da Câmara Municipal de Almada
“Não consigo esconder a emoção de ouvir o Jorge Palma sozinho naquele palco imenso com o seu piano.
PS: Por princípio não respondo a boatos por mais absurdos que sejam mas fui tantas vezes interpelada hoje que aqui vai a declaração oficial: não está, nem nunca esteve previsto, nem isso nunca passou pela cabeça de nenhum de nós, passar o Sol da Caparica para o parque da Paz em Almada. É uma genuína, absoluta e primorosa « fake news »
Eu chego a admirar a imaginação para quem nada mais faz do que espalhar ideias absurdas na net.”

Veja mais em ::::> Inês de Medeiros

Bombeiros de Setúbal combatem incêndio em Monchique

6/8/2018

Partida o autocarro, cedido pela CMA, com 40 bombeiros do distrito de Setúbal, incluindo 10 do concelho de Almada, que vão render os operacionais que estão a combater o incêndio em Monchique. No terreno estão 12 bombeiros e 3 meios das corporações do concelho de Almada.

Veja mais em::::> CM Almada

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.