Archive for: Junho 2020

A população da Fonte da Telha concorda com a obra

29 de Junho 2020
Assembleia Municipal de Almada
Inês de Medeiros
Presidente da Câmara Municipal de Almada

“Foram décadas de estudos e durante essas décadas o que aconteceu à Fonte da Telha foi deteriorando-se cada vez mais …. o que aconteceu à duna primária foi deteriorando-se cada vez mais e cada vez mais havia mais carros sobre aquela duna mais autocarros sobre aquela duna……
Se há população que concorda com aquela obra, é a população da Fonte da Telha……
Porque a população da Fonte da Telha tem sentido que há décadas é abandonada e deixada á sua sorte……
Daqui por um ano a terá uma duna primária como há muitos anos não tem na Fonte da Telha…..
Foi tudo feito em articulação com as entidades responsáveis …..
O Pavimento que foi posto é o pavimento que foi aprovado no POC é o pavimento aprovado pelo ICNF…..
Estamos a trabalhar para criar um verdadeiro Plano de Pormenor…..
Estamos a fazer estudos as incidências ambientais e certamente os resultados serão surpreendentes.”

A população da Fonte da Telha concorda com a obra

29 de Junho 2020 Assembleia Municipal de Almada Inês de Medeiros Presidente da Câmara Municipal de Almada“Foram décadas de estudos e durante essas décadas o que aconteceu à Fonte da Telha foi deteriorando-se cada vez mais …. o que aconteceu à duna primária foi deteriorando-se cada vez mais e cada vez mais havia mais carros sobre aquela duna mais autocarros sobre aquela duna……Se há população que concorda com aquela obra, é a população da Fonte da Telha……Porque a população da Fonte da Telha tem sentido que há décadas é abandonada e deixada á sua sorte……Daqui por um ano a terá uma duna primária como há muitos anos não tem na Fonte da Telha…..Foi tudo feito em articulação com as entidades responsáveis …..O Pavimento que foi posto é o pavimento que foi aprovado no POC é o pavimento aprovado pelo ICNF…..Estamos a trabalhar para criar um verdadeiro Plano de Pormenor…..Estamos a fazer estudos as incidências ambientais e certamente os resultados serão surpreendentes.”

Publicado por Sultv em Terça-feira, 30 de junho de 2020

João Geraldes e os “pontos nos iii” no Movimento Associativo

Assembleia Municipal de Almada
26 de Junh2020

João Geraldes CDU

“Aquilo que foi dito na reunião de ontem desta Assembleia Municipal pelo Sr.Deputado Pedro Matias….. é necessário dizer que a CDU lamenta profundamente que o Partido Socialista pelo qual este Sr.Deputado é eleito, não se tenha demarcado das afirmações profundamente ofensivas mentirosas e gratuitas de roupagem claramente fascizante que o Sr. Deputado Pedro Matias que o Sr Deputado Pedro Matias aqui ontem produziu.
O Sr Deputado Pedro Matias agrediu e insultou de forma absolutamente gratuita e infundada milhares de cidadãos, dirigentes associativos do nosso Concelho, que o são voluntariamente por amor e dedicação às populações do Concelho.
É esta realidade revelada por este tipo de agressão gratuita, que justifica afinal, a politica de asfixia traduzida na constante redução dos apoios municipais à sua actividade que esta maioria vem impondo ao Movimento Associativo desde que tomou posse.
E é esta realidade que justifica também e de forma agora absolutamente transparente a razão pela qual o PS rejeitou a proposta da CDU para a criação de um fundo de 1 milhão de euros para apoio não ao Movimento Associativo em exclusivo, como onte o0 Sr. Deputado Pedro Matias quis fazer crer
mas a todas as Associações e Instituições do Concelho afectadas pelas duras consequências da pandemia em que vivemos.
A CDU entende que é necessário eliminar rapidamente este preconceito que capturou o PS e é urgente mudar de rumo…..
A CDU lamenta profundamente que ao aceitar de forma totalmente passiva o discurso ontem aqui feito pelo Sr.Deputado Pedro Matias, o PS de Almada não dê qualquer sinal positivo no sentido da indispensável mudança de orientação e de estratégia neste domínio.”

João Geraldes e os "pontos nos iii" no Movimento Associativo

Assembleia Municipal de Almada 26 de Junh2020 João Geraldes CDU"Aquilo que foi dito na reunião de ontem desta Assembleia Municipal pelo Sr.Deputado Pedro Matias….. é necessário dizer que a CDU lamenta profundamente que o Partido Socialista pelo qual este Sr.Deputado é eleito, não se tenha demarcado das afirmações profundamente ofensivas mentirosas e gratuitas de roupagem claramente fascizante que o Sr. Deputado Pedro Matias que o Sr Deputado Pedro Matias aqui ontem produziu.O Sr Deputado Pedro Matias agrediu e insultou de forma absolutamente gratuita e infundada milhares de cidadãos, dirigentes associativos do nosso Concelho, que o são voluntariamente por amor e dedicação às populações do Concelho.É esta realidade revelada por este tipo de agressão gratuita, que justifica afinal, a politica de asfixia traduzida na constante redução dos apoios municipais à sua actividade que esta maioria vem impondo ao Movimento Associativo desde que tomou posse.E é esta realidade que justifica também e de forma agora absolutamente transparente a razão pela qual o PS rejeitou a proposta da CDU para a criação de um fundo de 1 milhão de euros para apoio não ao Movimento Associativo em exclusivo, como onte o0 Sr. Deputado Pedro Matias quis fazer crermas a todas as Associações e Instituições do Concelho afectadas pelas duras consequências da pandemia em que vivemos.A CDU entende que é necessário eliminar rapidamente este preconceito que capturou o PS e é urgente mudar de rumo…..A CDU lamenta profundamente que ao aceitar de forma totalmente passiva o discurso ontem aqui feito pelo Sr.Deputado Pedro Matias, o PS de Almada não dê qualquer sinal positivo no sentido da indispensável mudança de orientação e de estratégia neste domínio."https://www.facebook.com/128721513860834/videos/292239418813979

Publicado por Sultv em Sábado, 27 de junho de 2020

Pedro Matias, S. João e Associações na AM

Pedro Matias Assembleia Municipal 25 de Junho 2020

” O Sr.Vereador António Matos veio às Redes Sociais chamar TRALHA a todos aqueles que não votaram CDU.
Fiquei um pouco triste por um Vereador responsável da Câmara Municipal durante muitos anos….
pois não há necessidade de chamar tralha a todos aqueles que não votaram CDU.

Há que ter um mínimo de dignidade e respeito pelas pessoas….. eu não sou tralha e não admito que me chamem tralha.

Quanto ao Movimento Associativo e aos apoios….
Todos Sabemos que a última trincheira da CDU em Almada é o Movimento Associativo….
Hoje em Almada, as Direções das centenárias, são feitas dentro da sede do Partido Comunista….
O Movimento Associativo Almadense precisa de uma revolução….
As colectividades em vez de estarem ao serviço do Partido Comunista, devem estar ao serviço da comunidade onde estão inseridas….
O que nós queremos é um Movimento Associativo robusto, autónomo e que trabalha com a sua comunidade e que não esteja sujeito a vicissitudes do Partido Comunista ou de outro Partido Qualquer.”

Pedro Matias na AM 25 de Jun 2020

S. João e Associações26 de Junho 2020 <h3>Pedro Matias Assembleia Municipal 25 de Junho 2020</h3>" O Sr.Vereador António Matos veio às Redes Sociais chamar TRALHA a todos aqueles que não votaram CDU.Fiquei um pouco triste por um Vereador responsável da Câmara Municipal durante muitos anos….pois não há necessidade de chamar tralha a todos aqueles que não votaram CDU.Há que ter um mínimo de dignidade e respeito pelas pessoas….. eu não sou tralha e não admito que me chamem tralha.Quanto ao Movimento Associativo e aos apoios….Todos Sabemos que a última trincheira da CDU em Almada é o Movimento Associativo….Hoje em Almada, as Direções das centenárias, são feitas dentro da sede do Partido Comunista….O Movimento Associativo Almadense precisa de uma revolução….As colectividades em vez de estarem ao serviço do Partido Comunista, devem estar ao serviço da comunidade onde estão inseridas….O que nós queremos é um Movimento Associativo robusto, autónomo e que trabalha com a sua comunidade e que não esteja sujeito a vicissitudes do Partido Comunista ou de outro Partido Qualquer."

Publicado por Sultv em Sexta-feira, 26 de junho de 2020

Autoeuropa celebra 3 milhões de unidades produzida

Por Mário Rui Sobral 26/06/2020

Fábrica de Palmela salienta marco histórico e enaltece contributo dos trabalhadores

A Volkswagen Autoeuropa celebrou esta quinta-feira, 25, mais uma marca histórica, ao atingir o número redondo de três milhões de unidades automóveis produzidas.

Em comunicado, a fábrica de Palmela enaltece o feito, lembrando outros momentos marcantes que ficaram para trás e a actual conjuntura difícil, para destacar o papel preponderante dos funcionários da empresa.

“A história repete-se. Celebramos juntos (e em segurança) com os nossos colaboradores. Graças ao seu empenho, resiliência e profissionalismo retomamos a actividade durante uma crise sanitária sem precedentes”, pode ler-se no comunicado da Autoeuropa, que reúne comentários de alguns dos trabalhadores.

Os meses de Junho e Julho, salienta a empresa, são de boa memória para a fábrica de Palmela, até porque ficaram ligados à conquista de outros marcos históricos.

“No dia 16 de Junho de 2003 celebrámos 1.000.000 de carros produzidos, ano que ficou marcado por uma quebra no volume de produção que nos levou à assinatura de um acordo laboral histórico, com a introdução dos downdays”, recorda a produtora de automóveis, acrescentando: “Dez anos depois, a 1 de Julho de 2013, os monitores na montagem marcaram 2.000.000 de unidades produzidas desde o arranque da fábrica em 1995. A fábrica já fazia quatro modelos, Sharan, Eos, Scirocco e SEAT Alhambra, mas adivinhava-se que, em breve, passaria a sair mais um da sua linha de montagem: o T-Roc.”

Agora, e de novo em período difícil – tal como em 2003 –, a fábrica da marca alemã volta a celebrar outro número digno de registo (3 milhões), para o qual muito contribuiu também o novo modelo T-Roc.

Veja mais em ::::> o Setúbalense

ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA EM ESTADO DE CONTINGÊNCIA

25 de Junho 2020

AML

Estado de contingência
Estabelecimentos comerciais encerrados às 20 horas, com excepção de: restauração, supermercados, postos de combustível, clínicas, consultórios, veterinários, farmácias, funerárias e equipamentos desportivos; ajuntamentos com um máximo de 10 pessoas; proibida a venda de álcool nas estações de serviço

Portugal Continental

Estado de Alerta
Confinamento obrigatório para doentes e pessoas em vigilância; distanciamento social, uso de máscara, lotação máxima e higienização dos espaços; ajuntamentos com um máximo de 20 pessoas e proibição de consumo de álcool na via pública

<h3>19 freguesias da AML/h3>
Estado de Calamidade
Dever cívico de recolhimento domiciliário; Feiras e mercados de levante proibidos; ajuntamentos com um máximo de 5 pessoas 19 freguesias abrangidas pelo Estado de Calamidade são: todas dos concelhos de Amadora e Odivelas; Queluz-Belas/Massamá, Monte Abraão/Agualva; Mira Sintra/Algueirão-Mem-Martins, Rio de Mouro, Cacém/São-Marcos; Camarte, Unhos, Apelação, Sacavém-Prior Velho; Santa Clara.

Veja mais em::::> A BOLA

Pavimentação da Fonte da Telha

16 de Junho 2020

Comunicado Da Câmara Municipal de Almada

A Câmara Municipal de Almada (CMA) esclarece que a intervenção em curso na Fonte da Telha cumpre o estabelecido para a zona, no Programa da Orla Costeira Alcobaça Cabo Espichel (POC-ACE).
Os objetivos destas obras são:

  • Proteger a duna primária;
  • Ordenar o trânsito e o estacionamento na via já existente.
    A praia da Fonte da Telha é classificada no POC-ACE, tanto como praia urbana, como praia seminatural, consoante a zona.
    Na reabilitação da via não há colocação de alcatrão, mas sim de um betuminoso semipermeável, seguindo as recomendações das entidades competentes.
    A intervenção em curso cumpre, por isso, o estabelecido para a Fonte da Telha, tal como definido no “Artigo 11.º – Tipo III – praia seminatural: 2 – Os acessos rodoviários e os parques e as zonas de estacionamento devem ser delimitados e ter pavimento permeável ou semipermeável.”
    O betuminoso semipermeável está a ser aplicado apenas na estrada já existente e não na duna. Com a atual intervenção, será criada igualmente uma via pedonal e ciclável, impedindo assim que as dunas sejam invadidas por veículos e alvo de destruição.
    Com a aceitação da competência prevista no Decreto-Lei 97/2018, relativo à gestão das praias marítimas, fluviais e lacustres, a entidade com competência nessa área é a CMA.
    No entanto, o executivo municipal quis envolver as entidades que tinham competência até então, pelo que a obra da Fonte da Telha foi apresentada em visitas ao local, no dia 12 de maio de 2020, à Agência Portuguesa do Ambiente e, no dia 26 de maio de 2020, ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e à Secretaria de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território que não apontaram qualquer objeção, tendo sido, inclusive, enviado o projeto com a ficha técnica dos materiais a aplicar.
    O mesmo material, pavimento semipermeável, será também empregue na intervenção das praias do Rei à Bela Vista, o que mereceu o parecer favorável do ICNF.
    Esta é uma intervenção há muito esperada por moradores e visitantes e tem como objetivo garantir que todos acedem à Fonte da Telha de forma confortável, segura e tendo em conta a proteção da duna primária ali existente, impedindo o estacionamento abusivo em área protegida.

Veja mais em ::::>CMA Facebook

Maria das Dores Meira admite candidatar-se à Câmara de Almada

15/06/20 POR LUSA

A presidente da Câmara de Setúbal, Maria das Dores Meira, a cumprir o terceiro e último mandato no município, admitiu hoje candidatar-se à presidência da Câmara de Almada nas próximas eleições autárquicas, em 2021.

“Almada é um desafio. Ainda não está na hora de tomar essa decisão em definitivo, mas tenho sentido muita solicitação, muita pressão, de muitos almadenses, tendo em conta que moro em Almada e que estou a cumprir o meu último mandato em Setúbal”, disse Maria das Dores Meira, quando questionada pela agência Lusa sobre essa possibilidade.

“O trabalho autárquico é um trabalho que me seduz muito, que me alicia muito. Ver transformar, no dia-a-dia, o espaço público, o espaço de cultura, de desporto, aquilo que dá prazer às outras pessoas, para mim é muito empolgante, muito motivante, muito aliciante”, acrescentou a comunista.

A atual presidente da Câmara de Setúbal está legalmente impedida de se recandidatar ao cargo, dado que, de acordo com a legislação em vigor, não pode ir além de três mandatos consecutivos, mas nada a impede de ser cabeça-de-lista em qualquer outro município.

Maria das Dores Meira assumiu a presidência da Câmara de Setúbal em 07 de setembro de 2006, em substituição de Carlos de Sousa, que renunciou ao mandato depois de ter perdido a confiança política do PCP.

Três anos depois de ter sucedido a Carlos de Sousa, ganhou as primeiras eleições como candidata da CDU à presidência da autarquia, em outubro de 2009, feito que repetiu por duas vezes, em setembro de 2013 e outubro de 2017, sempre com maioria absoluta e aumentando o número de eleitos e a percentagem de votos – 38,83% (2009), 41,93% (2013) e 49,95% (2017).

Fonte da Direção da Organização Regional de Setúbal do PCP contactada pela agência Lusa disse que ainda não há uma decisão definitiva sobre o cabeça-de-lista em Almada para 2012 e escusou-se a confirmar ou a desmentir a candidatura de Maria das Dores Meira.

Apesar do silêncio oficial, outras fontes do PCP e da CDU disseram que a candidatura da atual autarca setubalense é “uma forte possibilidade” ou dão praticamente como certo que a escolha do PCP para cabeça-de-lista nas próximas eleições autárquicas em Almada irá recair em Maria das Dores Meira.

O município de Almada, no mesmo distrito, é presidido por Inês de Medeiros, eleita pelo PS.

Veja mais em ::::>Notícias ao Minuto

Palmela – Mercado Queijo, Pão e Vinho 2020

Em segurança, encontre os melhores produtos regionais!

Nos dias 27 e 28 de junho e 4 e 5 de julho, visite o Mercado do Queijo, Pão e Vinho, em S. Gonçalo, Quinta do Anjo, e encontre os melhores produtos regionais.

A edição deste ano do Festival Queijo, Pão e Vinho teve que ser cancelada, devido ao surgimento da pandemia que assola o país mas, consciente da importância que este evento tem para a economia local, a organização, a cargo da ARCOLSA – Associação Regional de Criadores de Ovinos Leiteiros da Serra da Arrábida, com o apoio da Câmara Municipal de Palmela e da Junta de Freguesia da Quinta do Anjo, decidiu avançar com esta iniciativa.

Nestes dois fins de semana, entre as 9h00 e as 14h00, as/os visitantes vão poder encontrar os produtores de queijo, pão, vinho e doçaria regional que, habitualmente, participam no Festival, apresentando e vendendo alguns dos melhores produtos da região. Ao visitar o Mercado do Queijo Pão e Vinho, está também a apoiar estes agentes económicos, que viram a sua atividade prejudicada pela pandemia da COVID-19.

A iniciativa não vai contar com os espaços de gastronomia, animação e exposição habitualmente presentes no Festival. Para garantir as distâncias obrigatórias e a segurança de todas/os, os produtores vão repartir-se entre o interior e o exterior do pavilhão da ARCOLSA.

Veja mais em :::::> ROSTOS


Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.