Category: Fonte da Telha

Fonte da Telha – alcatrão sem poças

6 de Novembro 2020

Inês de Medeiros – DIREITO DE RESPOSTA

23 de Julho 2020
Inês de Medeiros no Facebook
“Na sequência de notícias recentes publicadas pelo jornal Expresso reproduzo aqui na íntegra o direito de resposta hoje enviado.
Foi com grande estupefação que fui confrontada com uma notícia publicada esta quarta-feira, dia 22 de julho, no site do Expresso com o título “Inês de Medeiros admite que Câmara de Almada fez obra na Fonte da Telha que “visivelmente não podia fazer””. Neste sentido, venho por este meio solicitar o direito de resposta pois, objetivamente, nem o texto nem o título correspondem à verdade.

A notícia baseia-se num vídeo colocado nas redes sociais com excertos de uma intervenção minha deliberadamente descontextualizada, durante a reunião da Câmara Municipal de Almada (CMA), do passado dia 20 de julho, que importa esclarecer.

Respondendo a uma questão colocada por uma Senhora Vereadora, na minha intervenção relatei todas as diligências feitas pela CMA, no seu coletivo, desde a preparação da época balnear. E citei a colaboração com as entidades, de forma cronológica. A frase presente no título diz respeito aos prazos para a execução da obra e não ao material utilizado, nem à sua legalidade.

Reforça -se que a intervenção cumpre as regras definidas no Regulamento de Gestão das Praias Marítimas e Domínio Hídrico da Orla Costeira Alcobaça-Cabo Espichel, que prevê um pavimento semipermeável. A solução apresentada às entidades competentes, antes da sua colocação, não só cumpre os requisitos legais como era a única que permitia que a intervenção fosse realizada, num curto espaço de tempo.

Na minha intervenção, refiro o decreto-lei 24/2020, datado de 25 de maio, que determina que “compete às autarquias locais proceder à criação e ao ordenamento do espaço de estacionamento”. Sendo a Fonte da Telha a segunda praia do país com maior lotação, e começando a época balnear a 6 de junho, era, pois, urgente fazer uma intervenção, que cumprisse todos os requisitos, até aos meses de maior afluência: julho e agosto.

Também esclarecemos os senhores vereadores e os Almadenses que a intervenção só se iniciou após parecer positivo do ICNF “atendendo à urgência.”

Nesse sentido, foi clarificado que se as entidades responsáveis, que acompanharam desde o início a intervenção, tivessem pretendido que a obra integrasse, à partida, um plano global, essa intervenção seria “visivelmente uma obra (que a CMA) não podia fazer” a tempo do verão deste ano.

A impossibilidade era, pois, reforço, temporal e não em termos de legalidade da obra.

Adiantamos ainda que já por mais do que uma vez o jornal Expresso, no seguimento que tem dado a esta matéria, não permite à CMA exercer o seu direito ao contraditório, algo que é um direito deontológico fundamental. Temos alertado para o facto tendo, aliás, sido corrigida, a nosso pedido, no passado dia 19 de junho, uma notícia com afirmações que me foram inicialmente imputadas e que nunca fiz.

Mais se acrescenta que, pelo respeito que o Expresso nos merece, desde o início temos sido totalmente colaborantes, enviando, inclusive, documentação que nunca foi sequer referida.

Não posso deixar, no entanto, de estranhar que um jornal reconhecido pelo seu rigor publique notícias, sem nos ser dado o direito ao contraditório, com base em vídeos publicados em páginas com conotações políticas e declaradamente descontextualizadas, e fazendo, inclusive, juízos de intenções despropositados e parciais, como revelam expressões como “procurou desculpar-se”, “atirar as culpas” ou “tentando isentar-se de responsabilidades”, quando, relembramos, ainda se aguarda pelos pareceres da CCDR-LVT.

Neste caso em concreto, um acesso às fontes oficiais da CMA, nomeadamente a sua página de YouTube, onde está a reunião de Câmara na íntegra, seria suficiente para perceber o contexto da referida frase.

Por fim, afirmámos e reafirmamos que é com agrado que recebemos as declarações do Senhor Ministro quando prevê a elaboração de um plano integrado para toda a frente marítima de Almada e, em particular, para a Fonte da Telha.

Veja mais em ::::>Inês de Medeiros no Facebook

Câmara de Almada tem de substituir o pavimento dos acessos à praia da Fonte da Telha

15.07.2020

Asfaltamento dos acessos à praia da Fonte da Telha espalham material betuminoso sobre a duna

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, anunciou que a Câmara Municipal de Almada terá de retirar o material betuminoso que colocou nos acessos à praia da Fonte da Telha e substituí-lo por “um pavimento mais permeável”.

ão me parece que aquele pavimento seja o mais adequado”, afirmou o ministro do Ambiente e da Ação Climática, esta terça-feira, durante uma audição na Comissão parlamentar de Ambiente e Ordenamento do Território. João Pedro Matos Fernandes respondia assim a uma questão levantada pela deputada Paula Santos, do PCP, relacionada com o asfaltamento dos acessos à praia da Fonte da Telha com um material betuminoso, realizada pela Câmara Municipal de Almada em junho.

“No contexto de um projeto integrado para aquele território, quero acreditar que depois da época balnear aquele pavimento seja substituído por um pavimento que seja efetivamente mais permeável”, disse Matos Fernandes.

Este anúncio do ministro do Ambiente é visto pelo geógrafo Sérgio Barroso como “o reconhecimento de que a intervenção na Praia da Fonte da Telha não está conforme com o Programa de Ordenamento de Alcobaça – Cabo Espichel (POC-ACE), nem se adequa à vulnerabilidade ecológica e costeira do local”. O perito saúda “a ação do Ministério, ao garantir que a reparação ambiental retoma o estabelecido no Plano de Praia e na proposta de Plano de Pormenor, promovido em 2015 pela Câmara Municipal de Almada, prevendo o recuo do acesso viário e a recuperação da duna frontal”.

O especialista, que coordenou a elaboração do POC-ACE considera que o asfaltamento executado pela autarquia em junho “é um crime ambiental”. E perante “tamanha aberração e atropelo do ordenamento do território”, assim que soube e observou o que foi feito, enviou um parecer técnico à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e uma carta ao ministro do Ambiente.

Agora, Sérgio Barroso espera que se “retirem lições” desta situação, já que, em sua opinião, “é evidente que os mecanismos de controlo prévio estão a falhar na proteção do litoral com danos ambientais e na credibilidade do ordenamento da orla costeira”.
veja mais em ::::> EXPRESSO

Fonte da Telha Julho 2020

Fonte da Telha 2020

Praia da Fonte da Telha 5 Julho 2020 – 10 h

Publicado por Cibersul Almada Setúbal em Domingo, 5 de julho de 2020

A população da Fonte da Telha concorda com a obra

29 de Junho 2020
Assembleia Municipal de Almada
Inês de Medeiros
Presidente da Câmara Municipal de Almada

“Foram décadas de estudos e durante essas décadas o que aconteceu à Fonte da Telha foi deteriorando-se cada vez mais …. o que aconteceu à duna primária foi deteriorando-se cada vez mais e cada vez mais havia mais carros sobre aquela duna mais autocarros sobre aquela duna……
Se há população que concorda com aquela obra, é a população da Fonte da Telha……
Porque a população da Fonte da Telha tem sentido que há décadas é abandonada e deixada á sua sorte……
Daqui por um ano a terá uma duna primária como há muitos anos não tem na Fonte da Telha…..
Foi tudo feito em articulação com as entidades responsáveis …..
O Pavimento que foi posto é o pavimento que foi aprovado no POC é o pavimento aprovado pelo ICNF…..
Estamos a trabalhar para criar um verdadeiro Plano de Pormenor…..
Estamos a fazer estudos as incidências ambientais e certamente os resultados serão surpreendentes.”

A população da Fonte da Telha concorda com a obra

29 de Junho 2020 Assembleia Municipal de Almada Inês de Medeiros Presidente da Câmara Municipal de Almada“Foram décadas de estudos e durante essas décadas o que aconteceu à Fonte da Telha foi deteriorando-se cada vez mais …. o que aconteceu à duna primária foi deteriorando-se cada vez mais e cada vez mais havia mais carros sobre aquela duna mais autocarros sobre aquela duna……Se há população que concorda com aquela obra, é a população da Fonte da Telha……Porque a população da Fonte da Telha tem sentido que há décadas é abandonada e deixada á sua sorte……Daqui por um ano a terá uma duna primária como há muitos anos não tem na Fonte da Telha…..Foi tudo feito em articulação com as entidades responsáveis …..O Pavimento que foi posto é o pavimento que foi aprovado no POC é o pavimento aprovado pelo ICNF…..Estamos a trabalhar para criar um verdadeiro Plano de Pormenor…..Estamos a fazer estudos as incidências ambientais e certamente os resultados serão surpreendentes.”

Publicado por Sultv em Terça-feira, 30 de junho de 2020

João Geraldes e os “pontos nos iii” no Movimento Associativo

Assembleia Municipal de Almada
26 de Junh2020

João Geraldes CDU

“Aquilo que foi dito na reunião de ontem desta Assembleia Municipal pelo Sr.Deputado Pedro Matias….. é necessário dizer que a CDU lamenta profundamente que o Partido Socialista pelo qual este Sr.Deputado é eleito, não se tenha demarcado das afirmações profundamente ofensivas mentirosas e gratuitas de roupagem claramente fascizante que o Sr. Deputado Pedro Matias que o Sr Deputado Pedro Matias aqui ontem produziu.
O Sr Deputado Pedro Matias agrediu e insultou de forma absolutamente gratuita e infundada milhares de cidadãos, dirigentes associativos do nosso Concelho, que o são voluntariamente por amor e dedicação às populações do Concelho.
É esta realidade revelada por este tipo de agressão gratuita, que justifica afinal, a politica de asfixia traduzida na constante redução dos apoios municipais à sua actividade que esta maioria vem impondo ao Movimento Associativo desde que tomou posse.
E é esta realidade que justifica também e de forma agora absolutamente transparente a razão pela qual o PS rejeitou a proposta da CDU para a criação de um fundo de 1 milhão de euros para apoio não ao Movimento Associativo em exclusivo, como onte o0 Sr. Deputado Pedro Matias quis fazer crer
mas a todas as Associações e Instituições do Concelho afectadas pelas duras consequências da pandemia em que vivemos.
A CDU entende que é necessário eliminar rapidamente este preconceito que capturou o PS e é urgente mudar de rumo…..
A CDU lamenta profundamente que ao aceitar de forma totalmente passiva o discurso ontem aqui feito pelo Sr.Deputado Pedro Matias, o PS de Almada não dê qualquer sinal positivo no sentido da indispensável mudança de orientação e de estratégia neste domínio.”

João Geraldes e os "pontos nos iii" no Movimento Associativo

Assembleia Municipal de Almada 26 de Junh2020 João Geraldes CDU"Aquilo que foi dito na reunião de ontem desta Assembleia Municipal pelo Sr.Deputado Pedro Matias….. é necessário dizer que a CDU lamenta profundamente que o Partido Socialista pelo qual este Sr.Deputado é eleito, não se tenha demarcado das afirmações profundamente ofensivas mentirosas e gratuitas de roupagem claramente fascizante que o Sr. Deputado Pedro Matias que o Sr Deputado Pedro Matias aqui ontem produziu.O Sr Deputado Pedro Matias agrediu e insultou de forma absolutamente gratuita e infundada milhares de cidadãos, dirigentes associativos do nosso Concelho, que o são voluntariamente por amor e dedicação às populações do Concelho.É esta realidade revelada por este tipo de agressão gratuita, que justifica afinal, a politica de asfixia traduzida na constante redução dos apoios municipais à sua actividade que esta maioria vem impondo ao Movimento Associativo desde que tomou posse.E é esta realidade que justifica também e de forma agora absolutamente transparente a razão pela qual o PS rejeitou a proposta da CDU para a criação de um fundo de 1 milhão de euros para apoio não ao Movimento Associativo em exclusivo, como onte o0 Sr. Deputado Pedro Matias quis fazer crermas a todas as Associações e Instituições do Concelho afectadas pelas duras consequências da pandemia em que vivemos.A CDU entende que é necessário eliminar rapidamente este preconceito que capturou o PS e é urgente mudar de rumo…..A CDU lamenta profundamente que ao aceitar de forma totalmente passiva o discurso ontem aqui feito pelo Sr.Deputado Pedro Matias, o PS de Almada não dê qualquer sinal positivo no sentido da indispensável mudança de orientação e de estratégia neste domínio."https://www.facebook.com/128721513860834/videos/292239418813979

Publicado por Sultv em Sábado, 27 de junho de 2020

Pedro Matias, S. João e Associações na AM

Pedro Matias Assembleia Municipal 25 de Junho 2020

” O Sr.Vereador António Matos veio às Redes Sociais chamar TRALHA a todos aqueles que não votaram CDU.
Fiquei um pouco triste por um Vereador responsável da Câmara Municipal durante muitos anos….
pois não há necessidade de chamar tralha a todos aqueles que não votaram CDU.

Há que ter um mínimo de dignidade e respeito pelas pessoas….. eu não sou tralha e não admito que me chamem tralha.

Quanto ao Movimento Associativo e aos apoios….
Todos Sabemos que a última trincheira da CDU em Almada é o Movimento Associativo….
Hoje em Almada, as Direções das centenárias, são feitas dentro da sede do Partido Comunista….
O Movimento Associativo Almadense precisa de uma revolução….
As colectividades em vez de estarem ao serviço do Partido Comunista, devem estar ao serviço da comunidade onde estão inseridas….
O que nós queremos é um Movimento Associativo robusto, autónomo e que trabalha com a sua comunidade e que não esteja sujeito a vicissitudes do Partido Comunista ou de outro Partido Qualquer.”

Pedro Matias na AM 25 de Jun 2020

S. João e Associações26 de Junho 2020 <h3>Pedro Matias Assembleia Municipal 25 de Junho 2020</h3>" O Sr.Vereador António Matos veio às Redes Sociais chamar TRALHA a todos aqueles que não votaram CDU.Fiquei um pouco triste por um Vereador responsável da Câmara Municipal durante muitos anos….pois não há necessidade de chamar tralha a todos aqueles que não votaram CDU.Há que ter um mínimo de dignidade e respeito pelas pessoas….. eu não sou tralha e não admito que me chamem tralha.Quanto ao Movimento Associativo e aos apoios….Todos Sabemos que a última trincheira da CDU em Almada é o Movimento Associativo….Hoje em Almada, as Direções das centenárias, são feitas dentro da sede do Partido Comunista….O Movimento Associativo Almadense precisa de uma revolução….As colectividades em vez de estarem ao serviço do Partido Comunista, devem estar ao serviço da comunidade onde estão inseridas….O que nós queremos é um Movimento Associativo robusto, autónomo e que trabalha com a sua comunidade e que não esteja sujeito a vicissitudes do Partido Comunista ou de outro Partido Qualquer."

Publicado por Sultv em Sexta-feira, 26 de junho de 2020

Pavimentação da Fonte da Telha

16 de Junho 2020

Comunicado Da Câmara Municipal de Almada

A Câmara Municipal de Almada (CMA) esclarece que a intervenção em curso na Fonte da Telha cumpre o estabelecido para a zona, no Programa da Orla Costeira Alcobaça Cabo Espichel (POC-ACE).
Os objetivos destas obras são:

  • Proteger a duna primária;
  • Ordenar o trânsito e o estacionamento na via já existente.
    A praia da Fonte da Telha é classificada no POC-ACE, tanto como praia urbana, como praia seminatural, consoante a zona.
    Na reabilitação da via não há colocação de alcatrão, mas sim de um betuminoso semipermeável, seguindo as recomendações das entidades competentes.
    A intervenção em curso cumpre, por isso, o estabelecido para a Fonte da Telha, tal como definido no “Artigo 11.º – Tipo III – praia seminatural: 2 – Os acessos rodoviários e os parques e as zonas de estacionamento devem ser delimitados e ter pavimento permeável ou semipermeável.”
    O betuminoso semipermeável está a ser aplicado apenas na estrada já existente e não na duna. Com a atual intervenção, será criada igualmente uma via pedonal e ciclável, impedindo assim que as dunas sejam invadidas por veículos e alvo de destruição.
    Com a aceitação da competência prevista no Decreto-Lei 97/2018, relativo à gestão das praias marítimas, fluviais e lacustres, a entidade com competência nessa área é a CMA.
    No entanto, o executivo municipal quis envolver as entidades que tinham competência até então, pelo que a obra da Fonte da Telha foi apresentada em visitas ao local, no dia 12 de maio de 2020, à Agência Portuguesa do Ambiente e, no dia 26 de maio de 2020, ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e à Secretaria de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território que não apontaram qualquer objeção, tendo sido, inclusive, enviado o projeto com a ficha técnica dos materiais a aplicar.
    O mesmo material, pavimento semipermeável, será também empregue na intervenção das praias do Rei à Bela Vista, o que mereceu o parecer favorável do ICNF.
    Esta é uma intervenção há muito esperada por moradores e visitantes e tem como objetivo garantir que todos acedem à Fonte da Telha de forma confortável, segura e tendo em conta a proteção da duna primária ali existente, impedindo o estacionamento abusivo em área protegida.

Veja mais em ::::>CMA Facebook

Guinness oficializa recorde da maior aula de surf do mundo na Fonte da Telha

19/12/2018

Tiago Pires juntou 327 surfistas. “Estou muito satisfeito”, garante.

O português Tiago Pires viu reconhecida pelo livro de recordes do Guiness “a maior aula de surf” do mundo, ao juntar 327 surfistas na praia da Fonte da Telha, anunciou esta quarta-feira a organização da iniciativa. “Estou muito satisfeito com o contributo das escolas de surf e dos surfistas em geral que se inscreveram nesta aula de surf. O facto de termos batido este recorde do Guinness é mais uma prova da força que este deporto tem em Portugal”, disse Tiago Pires. O recorde foi estabelecido em 23 de junho, na praia da Fonte da Telha, no concelho de Almada, com uma aula de surf conjunta, solidária com a Operação Nariz Vermelho, de solidariedade social com os serviços pediátricos dos hospitais portugueses. Na aula participaram 327 pessoas, batendo o recorde que pertencia a Sydney, na Austrália, na praia de Bondi, quando 320 pessoas entraram na água para uma aula de surf. Na iniciativa promovida em junho, em Portugal, foram convidadas cerca de 300 escolas de surf, de norte a sul do país, e disponibilizadas 50 aulas avulso para quem quisesse participar na iniciativa. Relacionadas Sociedade Portugal quer entrar no Guiness com maior aula de surf do mundo Fotogaleria Portugal quer entrar no Guiness com maior aula de surf do mundo

Ler mais em: Correio da Manhã

Fonte da Telha : Vento atira parapente contra falésia


Um homem, de 58 anos, sofreu ferimentos graves após o parapente que pilotava ter sido empurrado pelo vento contra uma falésia, na praia da Fonte da Telha, Almada. A vítima sofreu ferimentos no tórax e ainda está em estado grave no Hospital Garcia de Orta. O alerta soou às 12h45 e dava conta de um acidente com um parapente. Quando os socorristas chegaram ao local, depararam-se com a vítima ferida e presa numa falésia com cerca de 40 metros. “A vítima estava a 5 metros do topo da arriba e a nossa equipa de salvamento em grande ângulo teve de içá-la”, contou ao CM Jorge Paulo, 2º comandante dos bombeiros de Cacilhas. No local estiveram 17 operacionais, entre bombeiros, GNR, Proteção Civil e INEM, com sete viaturas.

Ler mais em: Correio da Manhã

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.