Ambiente diz que planos do Polis da Costa da Caparica são para avançar

costa

O Ministério do Ambiente afirma que vão ser concluídos os planos de pormenor previstos no Polis da Costa da Caparica, que poderão ser executados depois do final do programa.

A assembleia geral da CostaPolis, gestora do programa de reabilitação da Costa da Caparica, decidiu liquidar a sociedade até junho de 2014, prevendo-se a conclusão da intervenção no final deste ano. A decisão do Estado, accionista maioritário, contou com o voto contra da Câmara de Almada (accionista minoritário) e mereceu fortes críticas da Junta de Freguesia local, do PSD.

O presidente da Junta de Freguesia da Costa da Caparica, António Neves, afirma estar “indignado com o fim do programa Polis e acusou os poderes políticos de prejudicarem a cidade por cederem aos “lóbies da linha do Estoril e Algarve”. Em declarações à Lusa, o autarca vinca que a cidade da Costa da Caparica “precisa do programa de reabilitação urbana, e o que o Polis permitiria “transformar uma terra com vocação turística”.

Ler mais: Jornal da Região

Comments are closed.

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.