Autoridades recolhem amostras em praias de Alcochete onde apareceram peixes mortos

13/07/2018
Lusa

As autoridades já recolheram amostras de efluentes da estação de tratamento de Alcochete e de água superficial do estuário na zona onde foram encontradas centenas de peixes mortos na semana passada, disse à Lusa o Ministério do Ambiente. Segundo a tutela, a zona onde foram encontrados os peixes mortos tem um quilómetro de extensão e, apesar de não estar classificada como zona balnear, é usada como tal. A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) enviou ao local uma equipa de fiscalização há uma semana (06 de julho), depois de a autarquia ter alertado para a existência de centenas de peixes mortos nas praias dos Moinhos e do Samouco, em Alcochete. A equipa da APA recolheu “amostras de efluente da ETAR de Alcochete, cujo emissário descarrega ao largo deste local”, e de “água superficial do Estuário, cujos resultados ainda não são conhecidos”, esclareceu o Ministério. A APA contactou o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas, que esteve igualmente no local e confirmou que os peixes se encontravam mortos, “com sinais de decomposição, numa extensão de cerca de um quilómetro de margem do Estuário”. Foi também contactada a GNR/SEPNA, que no passado domingo esteve no local e não observou novos peixes mortos, acrescenta o Ministério do Ambiente na resposta enviada à Lusa.

Ler mais em: Correio da Manhã

Comments are closed.

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.