Bloco de Esquerda defende Hospital do Seixal e alargamento dos cuidados de saúde no distrito de Setúbal

. O distrito de Setúbal é um dos distritos com mais utentes sem acesso a médico de família.

bloco
A Coordenadora Distrital de Setúbal do Bloco de Esquerda em comunicado sublinha que – “um dos maiores exemplos da irresponsabilidade perante a saúde da população do distrito é falta de cumprimento de promessas que sucessivos governos foram fazendo sobre a construção do hospital no concelho do Seixal”.

Bloco de Esquerda defende Hospital do Seixal e alargamento dos cuidados de saúde no distrito de Setúbal

Na última semana o país teve maior conhecimento da situação de rotura dramática que se vive na prestação de cuidados da saúde, com tempos de espera de 18 horas em algumas unidades, falta de recursos humanos e de planeamento que leva a que ambulâncias e bombeiros fiquem retidos durante horas nas urgências por falta de camas para internamento e, tragicamente, já levou à morte de duas pessoas que aguardaram horas nas urgências à espera de serem assistidas.

Num só ano o país perdeu mais de 400 camas e 1400 médicos de família aposentaram-se nos últimos 5 anos. O distrito de Setúbal é um dos distritos com mais utentes sem acesso a médico de família. Como consequência, as urgências hospitalares demonstram as deficiências dos cuidados de serviços primários: os Centros de Saúde e as Unidades de Saúde Familiar com urgências reduziram drasticamente o seu horário e têm dias de atendimento limitados. O Hospital Garcia de Orta está sobrelotado e não consegue dar resposta a todas as necessidades.

Veja mais em :::> Rostos

Comments are closed.

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.