Câmara de Almada recua com Plano de Pormenor da Fonte da Telha

fontedatelha

Joaquim Judas, presidente da Câmara, e a vereadora Amélia Pardal garantem que o projecto não avançará contra a vontade dos residentes O presidente da Câmara de Almada, Joaquim Judas, garantiu que a autarquia não avançará com o Plano de Pormenor da Fonte da Telha contra a vontade dos moradores, mas reafirmou a necessidade de requalificação daquela zona.

“Contra a opinião dos moradores da Fonte da Telha, não haverá plano de pormenor, mas ninguém vai ouvir o presidente da Câmara dizer que aquilo está bem”, disse o autarca da CDU no encerramento de uma reunião com munícipes, no âmbito da discussão pública do Plano de Pormenor da Fonte da Telha, que decorre até 12 de Novembro.

Com o Auditório Costa de Caparica a abarrotar, centenas de moradores e pescadores reafirmaram a intenção de permanecerem na Fonte da Telha, local onde alguns deles nasceram e onde sempre trabalharam, ao mesmo tempo que se manifestavam contra as demolições previstas na proposta de Plano de Pormenor apresentada pela autarquia para a requalificação e ordenamento.

Os técnicos responsáveis pela elaboração do plano de pormenor, que prevê a demolição de grande parte dos cerca de 500 edifícios existentes na Fonte da Telha, começaram por sublinhar a necessidade de prevenir situações de risco devido às alterações climáticas que provocam o avanço do mar em diversas zonas da costa portuguesa. No entanto, as preocupações dos moradores estavam apenas focadas na perspectiva de demolição das casas e na possibilidade de terem de abandonar o local onde vivem.

Veja mais em ::::> Setúbal na Rede

Comments are closed.

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.