Dois mariscadores continuam desaparecidos após uma semana de buscas no Tejo

tejo

A área de intervenção das equipas é cada vez maior, abrangendo zonas do Tejo desde o município de Vila Franca de Xira (Alhandra) até Almada.

As buscas para encontrar dois mariscadores que desapareceram no rio Tejo no sábado passado, quando apanhavam amêijoa, continuam sem qualquer resultado, disse hoje à agência Lusa fonte da Polícia Marítima.

Tanto a Polícia Marítima, como o Centro Coordenador de Busca e Salvamento Marítimos, referiram à agência Lusa que ao fim de sete dias de buscas, a área de intervenção das equipas é cada vez maior, abrangendo zonas do Tejo desde o município de Vila Franca de Xira (Alhandra) até Almada.

No sábado passado, por volta das 12:30 horas, foi dado o alerta do desaparecimento de três mariscadores no Rio Tejo, tendo o corpo de um deles sido encontrado já sem vida, a meio da tarde desse mesmo dia.

Segundo fonte da PSP, o corpo desse mariscador foi avistado na Ponta dos Corvos, concelho do Seixal, por um helicóptero da Força Aérea que esteve envolvido nas buscas.

Veja mais em :::> Diário de Notícias

Centenas arriscam a vida no Tejo

mariscadores

Ganham entre 50 e cem euros por dia. Amêijoa há com fartura e com a crise surgiram mariscadores sem ligação ao rio e que desconhecem os perigos.

Ao início da noite um dos mariscadores apareceu cadáver na Ponta dos Corvos, em frente ao Seixal.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/pesquisa.html?q=seixal

Comments are closed.

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.