Enchente no primeiro dia do Sol da Caparica

Por Pedro Rodrigues Santos

Milhares de pessoas vibraram no arranque da quinta edição do evento dedicado à lusofonia

17/08/2018

Um magnífico final de tarde recebeu as primeiras das mais de 20 mil pessoas que ontem marcaram presença no primeiro dia da 5ª edição d’O Sol da Caparica, no jardim urbano da cidade do concelho de Almada. À espera dos festivaleiros estava um cartaz de artistas de qualidade, distribuídos por quatro palcos. “É a terceira vez que venho. Todos os anos tem sido diferente e tem melhorado a cada edição”, contou ao CM Maria Martins, um dos muitos jovens que passaram pelo recinto. Carminho abriu as hostilidades no palco principal. Nem o calor que se fazia sentir impediu a multidão de vibrar com os seus sucessos, antes da entrada em ação de Jorge Palma. Noutro extremo do recinto, eram os Paus a obrigar o público a levantar o pó do chão, ao ritmo das suas canções. Ainda a nuvem de poeira não tinha assentado, e já os Linda Martini prometiam fazer estragos com os temas do seu último trabalho. O encerramento do primeiro dia do festival, neste palco, estava reservado aos Peste & Sida e aos seus inúmeros convidados, enquanto no principal Anselmo Ralph cantava para os corações apaixonados. Hoje o destaque vai para Miguel Araújo, GNR e UHF. “Será um regresso às origens”, afirmou ao CM António Manuel Ribeiro, ou não fosse aquele o local onde há 40 anos os futuros membros do grupo se reuniam. Tim e Renato Gomes, guitarrista dos primeiros UHF, são convidados.

Ler mais em::::> Correio da Manhã

Comments are closed.

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.