“Já me habituei a ser Sra. Presidente, mas nas ruas de Almada chamam-me Inês”


29 de Janeiro 2018

Ganhou Almada para o Partido Socialista nas últimas autárquicas. Acabou assim o ciclo de mandatos consecutivos liderados por comunistas. Não foi “fácil”, admite a autarca que foi atriz.

Foi em outubro passado, depois de uma inesperada vitória do Partido Socialista em Almada, que Inês de Medeiros assumiu o papel mais improvável. Ex-atriz, que passou pelo Parlamento como deputada, Inês de Medeiros ficou em primeiro lugar na autarquia que até então só conhecia executivos comunistas. 313 votos garantiram-lhe a presidência da Câmara Municipal.

A passagem de serviço, admite não “foi fácil”, mas o tempo há de continuar a diluir os efeitos da sua conquista nas eleições autárquicas. Para governar Almada, Inês de Medeiros chegou a acordo com o PSD. O bloco central, diz, funciona de forma “muito clara, muito boa e muito transparente. Temos uma ótima colaboração”.

No dia em que apresenta o primeiro orçamento camarário, esta segunda-feira, Inês de Medeiros confessa que não sabe até onde vai viver da política. Rejeita planos demasiado longos, porque “as circunstâncias, às vezes, são mais fortes que as vontades pessoais”.

Por agora dedica-se a Almada, ainda a conhecer os cantos à casa e a dar-se a conhecer, com mais ou menos formalismo. “Já me habituei a ser Sra. Presidenta, mas na rua os almadenses chamam-se Inês e eu gosto que me tratem assim, apesar de em certas ocasiões ser necessário um tratamento mais formal”.

CLICK aqui para ouvir a entrevista a Inês Medeiros

Veja mais em ::::> TSF

Comments are closed.

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.