Category: Nacional

Almada Extreme Sprint 2018

13 de Outubro 2018
Prova Almada Extreme Sprint 2018, realizada no dia 13 de outubro nas instalações da antiga Lisnave em Almada.

Foto: José Cipriano


Veja mais em ::::> José Cipriano


vídeo ::::> Lisbon Droneye

João Tavares :::> “Uma excelente organização. Um espectáculo excelente quer pela parte desportiva quer pela movimentaçao que gerou em Almada. Para mim como participante só me resta agradecer ao C.M.Setubal o trabalho feito e á C.M.Almada o apoio que concedeu.PARABENS.”

Luis Canena Santos .:::::>”Grande Espectaculo.
Espero que seja a 1° de muitas edições do genero em Almada.
Parabens à organização extencivel à Camara Municipal de Almada”


Almada Extreme Sprint “White”

Autarcas dão milhares a empresários amigos

7 de Maio 2018

COMUNISTAS

EMPRESAS DE COMINICAÇÃO E ARTES GRÁFICAS QUASE SÓ TÊM AUTARQUIAS DO PCP COMO CLIENTES NO ESTADO.

Desses, cerca de 30 estão ligados ao PCP: autarquias de Alcácer do Sal, Avis, Alcochete, Moura, Moita, Grândola, Barreiro, Palmela, Santiago do Cacém, Cuba, Montemor-o-Novo e Vendas Novas e os Serviços de Água e Saneamento de Almada – todos eles liderados pela CDU à data dos contratos.

Duas Empresas de Setúbal ganharam cerca de 648 mil euros em dez anos, sobretudo com autarquias do PCP.
A Mimir, firma de consultadoria, e a empresa de artes gráficas Regiset quase só têm câmaras comunistas na lista de entidades públicas com as quais assinaram contratos desde 2008.

As empresas são lideradas por Carlos Menezes, que fez parte de uma comissão de empresários de apoio à CDU nas legislativas de 2002, e Pedro Magro Ramos, que em 2009 ficou em 4º lugar como candidato à Câmara de Oeiras pela CDU.

Na lista de clientes públicos da Mimir, segundo o portasl Base, contabilizam-se nove contratos e cinco clientes :
Autarquias do Seixal, Loures e Moura, todos liderados por comunistas à época dos contratos;
Área Metropolitana de Lisboa que, em 2015, data do contrato, era liderada por Demétrio Alves, histórico autarca de Loures pelo PCP;
e a Associação de Municípios de Setúbal que à data dos contratos (2008 e 2009) era liderada por Alfredo Monteiro,ex autarca do Seixal.A empresa já ganhou 404.270 Euros.

O facto é ainda mais visível no caso da Regiset:
tem 34 contratos com 17 clientes no Estado, desde 2009.Desses cerca de 30 estão ligado ao PCP:
Autarquias de Alcácer do Sal, Avis, Alcochete, Moura, Moita, Grãndola, Barreiro, Palmela, Santiago do Cacém. Cuba. Montemos o Novo e os

Serviços de água e Saneamento de Almada

todos eles liderados pela CDU à data dos contratos. Arrecadou 244.320 euros.
Confrontada pelo CM, a Regiset diz não entender o “objetivo das questões”. “A nossa carteirade clientes é diversificada, que no plano público/intitucional quer no plano privado.
A Mimir não respondeu.

Veja mais em ::::> Correio da Manhã

Alcochete – Sporting. Ataque à equipa foi planeado previamente

18 de Maio 2018

O Ministério Público defende a prisão preventiva para os 23 suspeitos por haver risco de continuarem a atividade criminosa


O Ministério Público (MP) alegou em tribunal que os 23 detidos pelas agressões na Academia do Sporting, em Alcochete, agiram de acordo com um plano previamente combinado para intimidar e agredir os jogadores e elementos da equipa técnica da equipa principal do clube leonino. Segundo a descrição da procuradora do MP, depois de ter ouvido os testemunhos das vítimas, este “bando” atuou com um “forte sentimento de impunidade, demonstrando uma personalidade desviante do direito”.

O grupo detido – que constitui menos de metade dos cerca de 50 que invadiram o centro de treinos – estava ainda a ser ouvido em tribunal à hora do fecho desta edição e ainda não eram conhecidas as medidas de coação. No entanto, a magistrada do MP não tem dúvidas de que essas medidas terão que ser mais graves do que o Termo de Identidade e Residências. Isto porque, no seu entender, estão verificados os pressupostos para a prisão preventiva: perturbação do inquérito (nomeadamente para a conservação da prova já produzida); perigo de continuação da atividade criminosa; perigo de perturbação da ordem e tranquilidade pública.

“Vocês são uns filhos da puta, cabrões. Vocês são um monte de merda. Vamos-vos matar! Vocês estão fodidos! Vamos-vos arrebentar a boca toda” Não ganhem o jogo no domingo que vocês vão ver”, foram algumas das ameaças ouvidas que os jogadores e dirigentes transmitiram ao MP. De acordo com os relatos, os arguidos já iam munidos de tochas, que arremessaram para o recinto logo que chegaram, causando logo queimaduras a um elemento da equipa técnica.

Agrediram depois violentamente vários jogadores e outras pessoas presentes. O treinador Jorge Jesus foi atingido com um cinto na cara e pontapeado em diversas partes do seu corpo. Segundo ainda a descrição do MP, depois de terem cumprido o seu objetivo premeditado, o “bando” colocou-se em fuga apeada. Nesta altura, a GNR já tinha sido informada dos incidentes e estava a chegar à Academia.

Os arguidos estão indiciados por vários crimes, o mais grave dos quais de terrorismo. Este crime pode ser imputado, de acordo com a lei, sempre que “um agrupamento de duas ou mais pessoas, atuando concertadamente” ajam para “intimidar certas pessoas, grupos de pessoas ou a população em geral”, através de ameaças ou contra a sua integridade física.

Veja mais em ::::> Diário de Notícias

ALMADA – 140 Fuzileiros vão integrar força da NATO na Lituânia

2018-04-27

A força de fuzileiros que parte na próxima segunda-feira, faz parte de um quadro de Medidas de Tranquilização da NATO naquele território.


O ministro da Defesa Nacional, Azeredo Lopes, vai estar presente na Base Naval de Lisboa (Alfeite) na próxima segunda-feira (30) onde vai presidir à cerimónia de entrega do Estandarte Nacional à Força de Fuzileiros que integra um contingente de 140 militares numa missão de Medidas de Tranquilização da NATO na Lituânia.

Esta é a primeira vez que uma força, tão significativa, integra uma formação de fuzileiros a operar num teatro Europeu.

veja mais em ::::> DIário do Distrito

Costa pede urgência no consenso para novo aeroporto internacional

23 Abril 2018

O primeiro-ministro pediu hoje urgente consenso político em torno do novo aeroporto internacional e defendeu que o turismo em Portugal tem ainda margem para crescer caso se reforce a diversificação da oferta.

António Costa falava na cerimónia de posse da recondução de Francisco Calheiros no cargo de presidente da direção da Confederação do Turismo de Portugal, que decorreu em Lisboa e em que também esteve presente o ex-líder do PSD e ex-chefe do Governo Pedro Passos Coelho.

“Importa concentrarmo-nos no futuro e recuperar o tempo perdido, assegurando rapidamente a solução duradoura, politicamente consensual, para dotarmos o país de um aeroporto internacional com a capacidade que o crescimento do tráfego aéreo necessariamente impõe”, defendeu o primeiro-ministro na parte final do seu discurso.

Antes de António Costa, já o presidente da Confederação do Turismo Português tinha colocado como questão de resolução urgente a abertura de um novo aeroporto.

Neste ponto, António Costa avisou mesmo que não se cansará de repetir “o quanto é absolutamente essencial para grandes investimentos públicos o país ser capaz de construir consensos políticos alargados”.

“Isto com a consciência de que cada decisão de fazer ou de não se fazer nunca será uma decisão cujos efeitos se esgotem na legislatura em que é tomada, mas que duradouramente se projeta para décadas e séculos posteriores”, sustentou.

Na perspetiva do primeiro-ministro, a solução base assumida pela ANA – Aeroportos de Portugal e pelo Estado Português em relação ao Montijo, distrito de Setúbal, “deve ser objeto de todos os estudos necessários para que não haja dúvidas, hesitações e se tomem as decisões que urge tomar”.

“Temos de recuperar tão rapidamente possível o tempo que estamos atrasados para dotar o país com um novo aeroporto internacional com a capacidade que Portugal carece”, completou.

Na sua intervenção, o primeiro-ministro mostrou-se também convicto que o turismo em Portugal tem ainda margem de crescimento caso se aposte na diversificação da oferta, designadamente na valorização do património cultural e das regiões do interior, bem como no turismo de congressos.

Nos últimos dois anos, de acordo com os dados citados pelo primeiro-ministro, houve 41 novos congressos internacionais em Portugal, o que “ajuda a quebrar o fator da sazonalidade” inerente a esta atividade.

Ainda no que respeita às questões relativas à acessibilidade, mencionadas no discurso anterior de Francisco Calheiros, o líder do executivo referiu-se à abertura nos últimos dois anos “de 104 novas rotas e operações no período de inverno”, bem como de “42 no período do verão”.

“Esta questão das acessibilidades, como é evidente, dá atualidade a novos desafios que se colocam ao país”, observou António Costa – aqui, outra vez numa alusão ao problema de o aeroporto de Lisboa ter atingido o limite de capacidade no ano passado.

Na sessão, estiveram também presentes os ministros da Presidência, Maria Manuel Leitão Marques, e do Trabalho e Segurança Social, Vieira da Silva, bem como o antigo ministro social-democrata José Luís Arnaut, que hoje tomou posse como membro da direção da Confederação do Turismo Português em representação da ANA – Aeroportos de Portugal.

Veja mais em :::> SAPO24

ALFAMA DISTINGUIU UM DOS SEUS FILHOS DE ALMADA

04 de Fevereiro 2018

No passado sábado (ontem) foi um dia muito emocional para mim e toda a minha família e amigos que me deram o gosto é o prazer de estarem presentes em Alfama, mais precisamente juntos na porta do Grupo Sporting Adicense, na rua de São Pedro, motivo de interesse mediático a homenagem de que fui alvo.
Regressei as minhas origens para ser lembrado com uma imagem minha que irá perpectuar para sempre na história, como um figura do bairro,para mim mais rica do que tivesse recebido uma medalha de ouro de qualquer competição internacional. E, sempre importante colecionar memórias de reconhecimento, especial como este. Foram mais de 75 anos dedicados ao.Desporto desde o ensino até ao do mais alto rendimento, assim como ao Movimento Associativo, durante os quais tive a possibilidade de desfrutar deste bairro, desta cidade é desta província que é Lisboa, que tenho orgulho de transportar o seu nome.
O meu coração na hora dos agradecimentos, o meu coração ficou ainda mais apertado: Desde criança que tenho a sorte de fazer o que gosto, e estar certo na vida que sempre levei ao serviço da Comunidade, Movimento Associativo e Desportivo deste pais.
Agradeço aos meus amigos e familiares presentes, Presidentes dra Junta de Freguesia de Santa Maria Maior,Dr. Miguel Coelho, Virgílio Teixeira, Grupo Sportivo Adicense, os obreiros e responsáveis por esta iniciativa dra homenagem
As forças vivas do Movimento Associativo presentes, amigos , José Manuel Constantino, Presidente.do Comitê Olímpico de Portugal, Antônio Silva, Presidente da Federação Portuguesa de Natação, Dr. Duarte Cordeiro, vice-presidente dra Câmara Municipal de Lisboa Odete Paixão, vereadora do desporto to da CML, a todos os amigos e companheiros/as que teem enviado saudações agradeço do fundo do coração pelo carinho que teem tido comigo e com a minha família, bem hajam a todos do fundo do coração……. Guerreiro

Veja mais em ::::> José Freitas

Câmaras socialistas da Peninsula de Setúbal apoiam Fernando Medina para presidente do Conselho Metropolitano

25 de Outubro 2017

Presidentes de Almada, Montijo, Barreiro e Alcochete deram acordo à candidatura do autarca de Lisboa

Os autarcas das quatro câmaras socialistas da Península de Setúbal apoiam o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, para presidente do Conselho Metropolitano de Lisboa, informou o presidente da Federação Distrital do PS, António Mendes, em nota enviada ao DIÁRIO DA REGIÃO.

“O presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta, convidado para o cargo, manifestou a sua indisponibilidade para se candidatar novamente, por considerar que essas funções devem ser exercidas preferencialmente pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa”, refere o comunicado em que o PS distrital anuncia o apoio à candidatura de Fernando Medina por parte dos presidentes das câmaras de Almada, Montijo, barreiro e Alcochete.

“Obtido o acordo de todos os presidentes de Câmara do PS da Área Metropolitana de Lisboa – Alcochete, Almada, Amadora, Barreiro, Lisboa, Montijo, Odivelas, Sintra e Vila Franca de Xira – o Partido Socialista candidatará a presidente do Conselho Metropolitano de Lisboa o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina”, conclui o referido documento.

O Conselho Metropolitano de Lisboa é o órgão directivo da Área Metropolitana de Lisboa (AML), que integra 18 concelhos a norte e a sul do rio Tejo, entre os quais os nove concelhos da Península de Setúbal.

Este órgão é eleito pelos presidentes das 18 Câmaras Municipais e passou para a mão dos socialistas na sequência das eleições autárquicas em que António Costa conquistou a Câmara Municipal de Setúbal e o PS ficou com maior representatividade autárquica na Área Metropolitana de Lisboa.

Antes disso a AML era dirigida pelo PCP, que tinha mais autarquias no conjunto metropolitano. Daniel Branco, antigo autarca de Vila Franca de Xira, foi um dos presidentes comunistas da Área Metropolitana.

Veja mais em ::::> Diário da Região

Uma escuta aqui, uma escuta ali

“Tudo gravado ao vivo com a voz de Sócrates”, diz músico

Canção com palavras do ex-primeiro ministro já foi vista milhares de vezes nas redes sociais.

É num pequeno estúdio doméstico que Nuno Gelpi, de 42 anos, conhecido como Bandex, gasta horas e horas a produzir canções que usam palavras de figuras públicas .

“Sou um músico de Lisboa que não sabe cantar nem escrever letras, então preciso de roubar a outras pessoas as letras e as vozes. Como posso escolher qualquer vocalista que tenha declarações no Youtube, tenho dois preferidos: Passos Coelho e José Sócrates”, explica ao CM o criador da música ‘Uma escuta aqui, uma escuta ali’, que se tornou viral nos últimos dias. “É um vídeo sobre escutas, no qual Sócrates prova que não há nada contra ele, são tudo acusações infundadas”, diz, sarcasticamente, “há apenas uma escuta aqui, uma escuta ali”.

A canção não é nova, mas foi republicada esta semana, após a conclusão da acusação do MP sobre a Operação Marquês. “Demoro muito tempo a fazer estas canções, mas com o senhor engenheiro tudo é mais fácil, porque ele é muito musical a falar”, garante o criador do canal Bandex TV. “Foi tudo gravado por músicos e depois acrescentei a voz de Sócrates”. Na calha está já outra música, depois da entrevista do ex-primeiro-ministro à RTP: “Já tenho muitas ideias a fervilhar”. “Como qualquer músico, tentas fazer músicas para expressar qualquer coisa, e eu aqui encontrei letras que na minha opinião são mais interessantes do que as que ouço na rádio. São reais e dizem coisas às pessoas”, remata Nuno Gelpi, feliz com o sucesso desta canção.

Ler mais em::::::> Correio da Manhã

SETÚBAL: CDU PERDE TRÊS BASTIÕES PARA PS


Não é o distrito onde a CDU tem o maior número de perdas, mas é aquele onde a derrota terá certamente maior impacto (pela dimensão populacional e pela carga simbólica dos concelhos em causa para os militantes comunistas). Barreiro, Almada e Alcochete são agora presididos pelo PS (no sismo sofrido na Península de Setúbal, os comunistas perderam ainda a maioria absoluta em Palmela e Seixal). A CDU continua a ser a força com mais câmaras no distrito (oito), é verdade. Mas o PS, que só tinha um município na margem ribeirinha (Montijo), tem agora mais três nessa faixa (e ainda um quinto concelho mais a Sul, Sines). Com o rombo sofrido no distrito, os comunistas deixaram de ser o partido com mais câmaras na Área Metropolitana de Lisboa, da qual fazem parte 18 municípios dos dois lados do rio.

Veja mais em :::> EXPRESSO

Rui Rio junta barões numa reunião em Azeitão

02.10.2017

Futuro candidato à liderança do PSD reúne grupo que inclui Manuela Ferreira Leite, Morais Sarmento e Ângelo Correia. Rio não avança sem Passos abrir o jogo, mas já está em contactos com os dirigentes da máquina laranja

Luis Costa Carvalho POR031009LCC-Rui Rio


Rui Rio rumou a sul esta segunda-feira, para uma reunião de alto nível dos barões com quem se tem aconselhado na preparação da sua candidatura à liderança do PSD. Ao que o Expresso apurou, o ex-autarca convidou para um encontro numa quinta de Azeitão um conjunto de conselheiros onde se contam Ângelo Correia, Nuno Morais Sarmento, Manuela Ferreira Leite, Feliciano Barreiras Duarte e José Eduardo Martins.

A agenda do encontro tem um ponto único: analisar a situação do PSD depois dos resultados de domingo e preparar todos os cenários para a candidatura de Rio à presidência do PSD. Conforme o Expresso noticiou em primeira mão, Rio já tem um núcleo-duro a trabalhar na sua candidatura há algum tempo, já tem um site pronto para a campanha interna e o anúncio de que é candidato está apenas à espera que Pedro Passos Coelho abra o jogo. Não está em causa se será ou não candidato – essa decisão já estava tomada antes das eleições autárquicas, mas o modo e o timing em que irá assumir a sua posição.
Anúncio de Passos surpreendeu

O antigo presidente da Invicta preparou o seu avanço no pressuposto de que iria enfrentar Passos Coelho, e no domingo foi surpreendido pela reação do ainda líder do PSD. Entre os colaboradores que Rio já havia na semana passada quem colocasse a hipótese de o resultado ser tão mau que Passos saísse do jogo, mas no domingo nem foi isso que aconteceu. Tanto quanto se sabe, o líder do PSD está ainda em reflexão sobre o seu futuro político (a reflexão “vai bem”, disse Passos esta segunda-feira). Depois deste anúncio, os colaboradores de Rio consideram previsível que Passos não se recandidate, mas qualquer que seja o cenário, a bola está do lado do ainda presidente. Só depois de Passos resolver o seu tabu Rio falará.

Veja mais em :::> EXPRESSO

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.