Submarino Tridente em reparação no Alfeite

Pela primeira vez, um submarino da classe Tridente deu entrada numa doca seca em Portugal. O NRP Tridente vai ser alvo de uma reparação nos estaleiros da Arsenal do Alfeite S.A.

A data de 8 de novembro de 2018 fica na história da reparação naval portuguesa porque foi neste dia que, pela primeira vez, um submarino da classe Tridente deu entrada numa doca seca em Portugal.

O NRP Tridente vai estar as próximas semanas nos estaleiros da Arsenal do Alfeite S.A., localizada na Base Naval de Lisboa, em Almada, para uma operação de reparação.

Esta intervenção surge no âmbito de uma parceria entre a Arsenal do Alfeite S.A. e os estaleiros alemães, responsáveis pela construção do submarino português.

Está igualmente previsto que, nos próximos meses, o submarino gémeo do Tridente, o NRP Arpão, dê entrada na mesma doca seca para trabalhos de manutenção.

A cerimónia contou com a presença da vereadora da Câmara Municipal de Almada, Francisca Parreira.

Estiveram igualmente presentes, entre vários representantes de outras entidades, o presidente do conselho de administração da Arsenal do Alfeite S.A., o Almirante José Garcia Belo, o Chefe do Estado-Maior da Armada, o Almirante António Maria Mendes Calado, e a secretária de Estado da Defesa Nacional, Ana Santos Pinto.

O Submarino NRP Tridente

Foi construído entre 2007 e 2010 nos estaleiros de Kiel, na Alemanha.

Entrou ao serviço da Marinha Portuguesa a 17 de junho de 2010.

A sua guarnição é composta por 33 marinheiros, com capacidade para mais 10 militares.

Comprimento: 67,9 metros
Altura: 13 metros
Diâmetro de casco: 6,3 metros
08/11/2018

Fonte :::> CM Almada

Comments are closed.

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.