Tag: 2014

Auditoria arrasa gestão da Câmara do Seixal

A mudança de instalações da autarquia seixalense levou a que a câmara se tornasse arrendatária

A mudança de instalações da autarquia seixalense levou a que a câmara se tornasse arrendatária

A auditoria do Tribunal de Contas (TC) à Câmara Municipal do Seixal é arrasadora. Analisando o período 2010-2014, os auditores do TC notam que a autarquia aumentou a dívida a fornecedores, passou parte dessa dívida a instituições bancárias em condições pouco claras e fez um contrato de aluguer para a construção da nova sede da câmara demasiado oneroso. A gestão do ex-presidente da câmara Alfredo Monteiro é especialmente visada. Nos diversos acordos de regularização de dívida feitos durante a sua vigência, o autarca terá usado “expedientes que levaram ao protelar do atraso de pagamento perante credores”. Apesar de reconhecer que a dívida da autarquia baixou de 110 milhões de euros, em 2010, para 92 milhões, em 2014, o TC nota que o município está impedido de pedir mais crédito bancário sem a autorização do mesmo tribunal. Nas restantes situações analisadas, salienta-se as operações que a câmara realizou para a mudança de instalações. O executivo fez um negócio de permutas de terrenos com um grupo privado, que levou a que se tornasse arrendatário de dois edifícios e uma garagem, com uma renda mensal de quase meio milhão de euros. Este relatório do TC vai ser enviado para o DIAP de Lisboa, solicitando abertura de investigação. Contactada pelo CM, a Câmara do Seixal confirmou já ter recebido o relatório da auditoria, “ainda confidencial”, sobre o qual já exerceu o contraditório. É desta forma que a autarquia diz “aguardar o desenrolar do processo”, desconhecendo a possibilidade de abertura de uma investigação criminal.

Ler mais em:Correio da manhã

Produtos das «Areias de Palmela» promovem-se em Fernando Pó

?????
A 20ª Mostra de Vinhos em Fernando Pó decorre entre 8 e 10 de maio, numa organização da Comissão da Mostra e da Associação Cultural e Recreativa de Fernando Pó, com o patrocínio da Câmara Municipal de Palmela. Pela primeira vez, a mostra e o concurso abrem as portas às adegas de todo o concelho de Palmela, ultrapassando as fronteiras das freguesias de Poceirão e de Marateca. A celebrar duas décadas de vida, o certame pretende inovar e oferecer aos seus visitantes uma visão mais ampla e completa sobre a produção vitivinícola do concelho, assente nas chamadas «areias de Palmela».

Assim, 29 tintos, em representação de 29 adegas do concelho, estão, já, a ser analisados pela Câmara de Provadores da Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal, que selecionará os 10 Melhores Vinhos do Ano, a revelar no domingo. Estes tintos a concurso estarão disponíveis, ao longo do fim de semana, para prova pelo público, a par de 15 brancos.
No recinto, será possível, também, adquirir alguns dos melhores vinhos produzidos na região, contactar de perto com os produtores e acompanhar os néctares com uma apetecível oferta de queijos, enchidos, doçaria e outros produtos de qualidade, num total de perto de três dezenas de pavilhões. No espaço cultural e de gastronomia, oportunidade, ainda, para provar a gastronomia local nas tasquinhas e desfrutar do programa de animação, com vários espetáculos musicais. Destaque, também, para as visitas guiadas às adegas Fernão Pó e Casa Ermelinda Freitas, com prova de vinhos, e para a caminhada “Por Terras de Jardins de Vinhas”, que parte da Casa Ermelinda Freitas, com acolhimento e boas vindas, passa pela adega Filipe Jorge Palhoça, com prova de Moscatel de Setúbal e Fogaça de Palmela, e termina com uma prova comentada de vinhos na Fernão Pó Adega. Quem desejar, pode rematar com um almoço buffet nesta última adega, acompanhado de prova de vinhos comentada.

Veja mais em ::::> MetroNews

PS no Seixal chumba «Relatório e contas de 2014» Um território a afastar-se da centralidade e a perder atratividade

Seixal-CMS
O primeiro relatório e contas da responsabilidade direta deste mandato autárquico no Seixal, decorrente das eleições de 2013, apresentado pelo executivo com maioria CDU, mereceu nota negativa do PS.

Nota de imprensa

PS no Seixal chumba, de novo, a politica local da CDU. Relatório e contas de 2014 demonstram um território a afastar-se da centralidade e a perder atratividade.
O primeiro relatório e contas da responsabilidade direta deste mandato autárquico no Seixal, decorrente das eleições de 2013, apresentado pelo executivo com maioria CDU, mereceu nota negativa do PS.
Na verdade, o ano de 2014, pautou-se pela recessão e austeridade, sem que a Autarquia tomasse medidas para atenuar esse ciclo, ao nível local, ou preparasse um novo ciclo, que mais tarde ou cedo terá de se iniciar, com investimento e dinâmica de projectos.
O Município está parado, e na apresentação das contas e relatório de 2014, a preocupacão foi, por parte da CDU, de evidenciar que a tesouraria ficou com 3M de euros. Num Concelho com 70 M de euros de orçamento, acrescido de 36 M de um empréstimo recente, o ano de 2014 caracterizou-se pelo marasmo, com 4% de investimento ( que não se traduziu em qualquer iniciativa de relevo nem obra de referencia) , sem que a revitalização do concelho, ao nível urbano, económico, cultural e social desse qualquer sinal de vida.
O Concelho cristalizou, num ano em que as receitas extraordinárias permitiram preparar o futuro próximo com uma visão de desenvolvimento foi mais uma oportunidade desaproveitada pela CDU.
O PS na Assembleia Municipal do Seixal votou contra o relatório e contas porque entende que a gestão municipal da CDU não está no caminho certo, está sem um rumo de progresso, sendo a Autarquia,neste momento, um fator que contribui para que o Concelho do Seixal se afaste da centralidade, que deveria ser, e se remeta para uma terra periférica, realidade que em nada ajuda os seus habitantes.

O Grupo Municipal do PS na Assembleia Municipal do Seixal.

Veja mais em :::> Rostos

Na região de Setúbal Greve dos trabalhadores não docentes encerra diversas escolas

escola
A greve que os trabalhadores não docentes, estão a realizar hoje dia 20 de Fevereiro, segundo a União dos Sindicatos de Setúbal – “está a ter impacto na região com o encerramento várias dezenas de escolas e agrupamentos”.

Refere a USS que até ao momento, os dados de adesão à greve os seguintes, escolas encerradas:

Almada – Agrupamento Monte Caparica, Sec. Emidio Navarro, Sec. Prof. Ruy Luís Gomes, E.B. 2/3 Elias Garcia e primárias, E.B. 2/3 António da Costa

Barreiro – Agrupamento Santo António, Agrupamento Casquilhos

Seixal – Agrupamento Cruz de Pau, Agrupamento João de Barros, Agrupamento Paulo da Gama, Sec. José Afonso, Sec. Manuel Cargaleiro, E.B. 2+3 Pinhal de Frades.

Moita – Agrupamento José Afonso, Sec. Fragata do Tejo.

Alcochete – E.B. 2/3 Manuel I e primárias.

Montijo – Sec. Poeta Joaquim Serra

Sesimbra – Sec. Sampaio, E.B. 2/3 Navegador Rodrigo Soromenho e Michel Giacometti, E.B.1/J.I. Qta. Conde.

Sines – Sec. Poeta Alberto, E.B. 2/3 Vasco da Gama, E.B.1 Sines.

Santiago do Cacém – Sec. Manuel da Fonseca, E.B. 2/3 Cercal do Alentejo, Frei André Veiga, Santo André, E.B.1/J.I. Santo André 2 e 4, E.B. 1 Santo André 3.

“Na origem do presente protesto está a reposição da jornada de trabalho das 35 Horas semanais/ 7 diárias, aumentos de salários, a valorização da carreira dos trabalhadores não docentes, a contratação de trabalhadores de forma a assegurar todos os serviços aos alunos e restante comunidade educativa (reprografia e bibliotecas), o combate à precariedade para “posto de trabalho permanente, vínculo efectivo”, pela defesa da escola pública” – sublinha a União dos Sindicatos de Setúbal.

A União dos Sindicatos de Setúbal/CGTP-IN, saúda os trabalhadores não docentes, pela sua adesão à greve, e apela à sua participação na manifestação do próximo dia 7 de Março em Lisboa, “pela ruptura com a política de direita, pela construção de uma alternativa de esquerda e soberana”.

Fonte – USS/CGTP-IN

Telma Monteiro orgulhosa por liderar ‘ranking’ mundial

Judoca de Almada, que soma 2.136 pontos, ‘destronou’ a francesa Automme Pavia

telma

A portuguesa Telma Monteiro assumiu-se esta quinta-feira orgulhosa por liderar o ‘ranking’ mundial de judo na categoria de -57kg. “Sou n.º 1 do ‘ranking’ mundial! Orgulho em todo o meu caminho até aqui. Muito feliz por pôr Portugal no topo do Mundo”, escreveu hoje a judoca natural de Almada, de 29 anos, na sua página na rede social Facebook, após o seu regresso ao primeiro lugar da hierarquia. Telma Monteiro, que soma 2.136 pontos, ‘destronou’ a francesa Automme Pavia, que ocupa o segundo lugar, com 2.110. As japonesas Nae Udaka, campeã do mundo, e Kaori Matsumoto, campeã olímpica, seguem nos nono e 12.º posto, respetivamente. Entre as categorias de -52 e -57 kg, a judoca do Benfica foi quatro vezes campeã da Europa e outras tantas vice-campeã do mundo. Entre os restantes judocas lusos, destaque para Joana Ramos que ocupa o 13.º lugar em -52kg, Yahima Ramirez o 26.º em -78kg, a mesma posição de Jorge Fonseca em -100kg, sendo o mais bem classificado no sector masculino.

Ler mais em: Correio da Manhã

Centros de Saúde de Almada / Seixal Câmaras contestam exclusão do Agrupamento do concurso para colocação de médicos de família

concelhos

A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), na qual se insere o Agrupamento de Centros de Saúde de Almada/Seixal (ACES-AS), fez publicar no Diário da República, dia 24 de dezembro de 2014, o Aviso nº 14395-A/2014, através do qual é aberto concurso para preenchimento de 70 vagas de Médicos de Família na área de intervenção daquela ARS.

Numa decisão que não conhece precedentes e de forma surpreendente, a ARSLVT não considerou, no quadro daquele concurso, qualquer vaga destinada às Unidades de Saúde dos Concelhos de Almada e do Seixal, não obstante o respetivo agrupamento ser atualmente um dos mais carenciados em termos de recursos humanos em toda a ARSLVT.

As Câmaras Municipais de Almada e do Seixal expressam, por esta via, a mais profunda contestação a esta decisão da ARSLVT, que prejudicará ainda mais o acesso aos cuidados de saúde primários às populações dos Concelhos de Almada e do Seixal.

A decisão da ARSLVT ignora a realidade concreta vivida ao nível dos cuidados de saúde primária nos Concelhos de Almada e do Seixal, em particular o elevadíssimo número de utentes sem médico de família atribuído nestes Concelhos.
Veja mais em:::> Rostos

Aldeia Natal do Seixal foi um sucesso


Nos dias 19, 20 e 21 de dezembro, a Associação Humanitária de Bombeiros Mistos do Concelho do Seixal recebeu a primeira edição da Aldeia Natal do Seixal, um evento único que reuniu artesanato, doçaria, uma feira do fumeiro, animação diversa e vários ateliês para toda a família.

O já habitual Natal do Hospital no Seixal também se juntou a esta iniciativa e este ano contou com a atuação de Toy, António Manuel Ribeiro (UHF), Tocá Rufar, David Ventura e Diamantina Rodrigues, Dany Silva, entre muitos outros artistas.

Veja mais em :::>http://www.cm-seixal.pt/cmseixal.site

Município de Almada encerra 2014 com realização orçamental superior a 90% .

Ausência de dívidas a fornecedores

cma
O Município de Almada – Câmara Municipal e Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS) – fechou hoje, dia 31 de dezembro, pelas 16h, as Contas do Exercício de 2014 com uma taxa de execução orçamental superior a 90%.

Em 2014 o Município efetuou pagamentos na ordem dos 97,5 milhões de euros.

No total, a receita do Município atingiu uma execução de 96,7% e a despesa uma execução de 90%.

Tal como em anos anteriores, o Município transitou de ano com saldo positivo e sem qualquer dívida vencida a fornecedores e/ou empreiteiros.

Estes resultados foram apurados num quadro desfavorável aos municípios portugueses, tendo em conta o contexto de crise económica e as políticas governamentais impostas às autarquias.

Os números são assim reflexo de uma gestão pública exigente, rigorosa e responsável, assegurando-se o apoio social às populações e a defesa do interesse público.

Almada, 31 de dezembro de 2014
Câmara Municipal de Almada

Veja mais em :::> ROSTOS

Setúbal – Passagem de ano 2014-2015

Moita – Atiça cão feroz e força polícia a dar-lhe 3 tiros

Proprietário do animal foi preso na Moita

cao
Um agente da PSP da Baixa da Banheira, Moita, foi forçado a dar três tiros a um cão pitbull, que foi atiçado pelo dono contra o polícia e um colega. O proprietário do animal foi preso. Os dois agentes policiais estavam em patrulha numa rua da freguesia do Vale da Amoreira, pelas 03h30 de ontem, quando se depararam com um homem, de 28 anos, que caminhava na rua junto a um cão pitbull, sem açaime e trela. Quando constatou a presença da PSP, o homem mandou o animal atacar os dois agentes. Um dos polícias sacou a arma de serviço e fez três disparos contra o cão. O pitbull foi transportado por técnicos do canil municipal da Moita com ferimentos. O dono do cão foi detido e constituído arguido.

Ler mais em: Correio da Manhã

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.