Tag: Academia

Montijo prevê novos investimentos ao abrigo do Portugal 2020

montijo

O presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, aproveitou a presença dos órgãos de comunicação social no Montijo para dar conta do panorama de investimentos em execução e/ou previstos para o concelho.

Numa visita in loco à Estrada da Vara Longa, o autarca explicou a importância desta obra que irá criar melhores condições de acesso ao Bairro da Bela Colónia. A empreitada de pavimentação iniciou-se no mês de outubro, estando prevista a sua conclusão para o primeiro trimestre de 2017. Um investimento de 95 105,68 euros (mais iva).

O presidente deu, ainda, aos jornalistas uma perspetiva geral dos investimentos previstos para o concelho ao abrigo do Portugal 2020, assim que os avisos de candidaturas forem abertos pelas entidades responsáveis.

Assegurando que a Câmara Municipal do Montijo está totalmente empenhada neste processo, desenvolvendo todos os procedimentos necessários para a sua concretização, Nuno Canta indicou alguns dos investimentos previstos para os próximos anos.

O investimento mais emblemático, na ordem dos 2 milhões de euros, será a Casa da Música Jorge Peixinho e o Jardim do Pocinho das Nascentes. Um projeto muito importante para o Montijo, localizado nos terrenos da antiga Quinta São Pedro das Nascentes, e que permitirá coser a malha urbana entre os bairros antigos e os bairros novos da cidade, com um espaço público de qualidade ao serviço do ambiente e da cultura.

Outro investimento estruturante será a requalificação dos edifícios e do espaço público dos bairros sociais da Caneira e do Afonsoeiro. No total, a previsão de investimento é superior a 2 milhões de euros e permitirá a melhoria das condições de habitabilidade e de integração social dos moradores destes dois bairros do Montijo.

Na área da educação, a prioridade das prioridades do Município do Montijo são as obras de requalificação da Escola Luís de Camões e da Escola Joaquim de Almeida, no valor total de 670 mil euros. Foi, ainda, projetado e contemplado nos investimentos na Escola Pública do concelho, a concretização do CRIA – Centro de Recursos para a Infância e Adolescência, que além de combater o abandono e insucesso escolar tem como objetivo principal a promoção da democratização do sucesso educativo dos alunos.

Entre outros projetos, as intenções de candidaturas apresentadas pela câmara ao Portugal 2020 incluem, ainda, o projeto Montijo Ciclável, que consubstancia um investimento de 870 mil euros na construção de uma ciclovia entre o Montijo e o Pinhal Novo; a requalificação das Piscinas Municipais; a continuação da pedonização da Rua Miguel Pais; a conversão de um pavilhão na Montiagri para instalação dos serviços operários municipais; e a requalificação da Ermida de Santo António.

O presidente Nuno Canta garantiu aos jornalistas que, numa primeira fase, esteve empenhado na estabilidade e na consolidação da situação financeira da câmara e que, agora, há condições para iniciar um novo ciclo de importantes investimentos para o concelho, que será suportado pelo Portugal 2020 e pelo município.

Veja mais em ::::> Setúbal na Rede

Almada – Elvira Fortunato distinguida pela Academia Europeia de Ciências

A investigadora almadense Elvira Fortunato foi distinguida com a Medalha Blaise Pascal 2016 para a Ciência dos Materiais, atribuída pela Academia Europeia das Ciências.

fortunato

A Academia Europeia de Ciências justifica esta distinção, anunciada a 10 de maio, como «reconhecimento dos contributos» da investigadora almadense «para a Ciência e a Tecnologia e promoção da excelência na investigação e educação».

A Medalha Blaise Pascal será entregue a 19 de novembro, em Bruxelas.

Elvira Fortunato é coordenadora do Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT) da Faculdade de Ciências e Tecnologia – Universidade Nova de Lisboa (FCT-UNL), na Caparica, e criadora do transístor de papel (2008).

Recentemente Elvira Fortunato, juntamente com o professor e investigador Rodrigo Martins, que dirige o Departamento de Materiais, na FCT-UNL, foi também nomeada para o Prémio Europeu Inventor 2016, atribuído pelo Instituto Europeu de Patentes, cujos resultados são conhecidos no dia 9 de junho.

Reconhecimento da cidade onde nasceu

A propósito da atribuição deste prémio, a Câmara Municipal de Almada saúda a professora e investigadora Elvira Fortunato, e sua equipa, por mais esta distinção.

Em 2012, Elvira Fortunato, em parceria com Rodrigo Martins, venceu a 1.ª edição do Prémio de Investigação Cidade de Almada.

O Município de Almada atribuiu-lhe também, em 2007, a Medalha de Ouro de Mérito e Dedicação pelas «raras qualidades humanas e de entrega total ao seu trabalho».

Veja Mais em:::> CM Almada

Alunos da Academia de Música de Almada ainda sem aulas

ama
Uma semana depois da greve da Associação dos Estabelecimentos do Ensino Particular e Cooperativo Privado, cerca de 200 alunos da Academia de Música de Almada continuam à espera de pagamentos do Estado em atraso.

A diretora pedagógica da Academia de Música de Almada, Sílvia Sobral, diz que já contactou o Ministério da Educação, bem como a DGEST, não tendo obtido qualquer resposta até agora.

As aulas estão suspensas desde o dia 14 de janeiro e não podem ser reabertas sem verbas para o normal funcionamento.

A Associação dos Estabelecimentos do Ensino Particular e Cooperativo Privado diz que o Estado ainda deve cerca de três milhões de euros ao sector.

Veja mais em ::::> RTP

Bloco de Esquerda reuniu com Direção da Academia de Música de Almada

academia
A Deputada Mariana Aiveca e uma delegação do Bloco de Esquerda estiveram ontem, dia 20 de Janeiro, reunidos com a Direção da Academia de Música de Almada (AMA).

O Bloco de Esquerda de Almada e a Coordenadora Distrital de Setúbal expressaram à Academia de Almada, professores, alunos e pais, toda a solidariedade perante esta situação inaceitável e o compromisso de continuar a pressionar o Governo e denunciar esta situação a nível parlamentar e autárquico.

A Deputada Mariana Aiveca e uma delegação do Bloco de Esquerda estiveram ontem, dia 20 de Janeiro, reunidos com a Direção da Academia de Música de Almada (AMA). A Academia de Almada é um dos 15 estabelecimentos de ensino artístico a quem o Ministério da Educação deve cerca de 3 milhões de euros. No distrito de Setúbal estão também nesta situação o Conservatório de Palmela, o Conservatório de Setúbal e a Academia Luísa Todi.

Tal como as restantes, a AMA é uma escola de ensino especializado da música com paralelismo pedagógico para os cursos básico e secundário. Isto significa que o Estado paga a esta escola para cobrir uma oferta de ensino que não existe na rede pública de educação.

Apesar dos atrasos nas transferências serem habituais, a falta de pagamento que se verificou este ano relativamente à primeira tranche de 190 mil euros já causou problemas muito graves para docentes e alunos da Academia. Os 190 alunos do ensino articulado encontram-se neste momento com as aulas suspensas porque as escola não tem dinheiro para pagar aos professores. Por sua vez, os professores têm dois meses de salário e o subsídio de Natal em atraso e os dirigentes da Academia acabam por ter se endividar para manter níveis mínimos de funcionamento.

É preciso não esquecer que estas escolas de ensino articulado prestam um serviço público para o qual foram contratadas pelo Estado e que é o Estado que está em falta para com estes alunos e professores. Os alunos de ensino básico e secundário que frequentam o ensino da musica articulado precisam destas avaliações para concluírem os seus graus de ensino. Os professorem e funcionários que aqui trabalham são necessários e trabalham todos os meses, mas nem em todos os meses recebem salário para pagar as suas rendas e compromissos financeiros.

O Bloco de Esquerda de Almada e a Coordenadora Distrital de Setúbal expressaram à Academia de Almada, professores, alunos e pais, toda a solidariedade perante esta situação inaceitável e o compromisso de continuar a pressionar o Governo e denunciar esta situação a nível parlamentar e autárquico.

A delegação do Bloco foi composta por Joana Mortágua, da Coordenadora Distrital, pelos autarcas Carlos Guedes, Pedro Oliveira e Nuno Moreira, e ainda pelos dirigentes concelhos Luis Filipe Pereira, Helena Nunes e Almerinda Bento. Esta delegação foi recebida pelos Professores e dirigentes da AMA Fernando Pavão, Susana Batoca e Sílvia Sobral.

Veja mais em ::::> ROSTOS

Academia de Almada – obras de requalificação da antiga Sede,

Academia
Academia de Instrução e Recreio Familiar Almadense

A Academia informa que, após todas as complicações referentes ao processo das obras de requalificação da antiga Sede, as mesmas irão ser retomadas a partir da próxima 2ª feira, a cargo da Empresa Betonit – Engeharia e Construções, e terão a duração aproximada de 4 meses.

Veja mais em :::> Academia Almadense

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.