Tag: alcochete

Alcochete – Distribuição de pelouros aos vereadores

Representação institucional do município nas várias entidades.

Na reunião de 8 de novembro, a câmara municipal tomou conhecimento da distribuição de pelouros aos vereadores em exercício de funções a tempo inteiro e aprovou, por maioria, com a abstenção dos vereadores da CDU, a proposta de representação institucional do município de Alcochete nas várias entidades.

“A distribuição dos pelouros é da competência própria do presidente da câmara e foi feita de acordo com as competências curriculares e profissionais de cada um dos senhores vereadores”, disse a vice-presidente, Maria de Fátima Soares que, nesta sessão, presidiu à reunião.

Nos termos da Lei n.º 75/2013, o presidente da câmara procedeu à delegação de competências da seguinte forma:

PRESIDENTE DA CÂMARA – FERNANDO MANUEL GONÇALVES PINA PINTO

• Planeamento Estratégico e Coordenação Geral da Atividade Municipal
• Relações Externas e Internacionais
• Cooperação Intermunicipal
• Cooperação Autárquica
• Administração Financeira e Patrimonial
• Administração do Território
• Administração e Gestão de Recursos Humanos
• Proteção Civil e Segurança
• Desenvolvimento Económico e Empresarial
• Setor Jurídico
• Setor de Comunicação e Imagem

Representação Institucional do Município
• ADREPES – Associação de Desenvolvimento Rural da Península de Setúbal
• ERT – RL – Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa

VEREADORA – MARIA DE FÁTIMA MADURO GREGÓRIO SOARES
• Vice-Presidente da Câmara Municipal

• Coadjuvar o Senhor Presidente nas áreas da Proteção Civil e Segurança
• Setor Educação e Desenvolvimento Social (Incluindo a gestão dos recursos e equipamentos)
• Setor de Desporto
• Setor de Juventude e Movimento Associativo
• Setor Expediente Geral, Apoio aos Órgãos Autárquicos e ao Munícipe
• CPCJ – Comissão de Proteção de Crianças e Jovens

Representação Institucional do Município:
• Conselho de Administração da Fundação das Salinas do Samouco
• Direção da Fundação João Gonçalves Júnior
• Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Alcochete
• Comissão Pedagógica do Centro de Formação de Professores de Montijo e Alcochete – CENFORMA
• Presidência do Conselho Municipal de Educação
• Presidência do CLAS – Conselho Local de Ação Social do Município de Alcochete

VEREADOR – PEDRO SÉRGIO MARTINS FERREIRA LAVRADO

• Setor de Administração Urbanística
• Setor de Fiscalização
• Setor de Ambiente e Espaços Verdes
• Higiene Urbana
• Setor de Águas e Saneamento
• Setor de Obras Municipais e Rede Viária
• Mobilidade Urbana (Trânsito, Circulação e Estacionamento)
• Setor de Logística e Transportes

Representação Institucional do Município:
• SIMARSUL – Sistema Integrado Multimunicipal de Águas Residuais da Península de Setúbal
• AMARSUL – Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos
• AIA – Assembleia Intermunicipal de Água da Região de Setúbal
• Associação Municípios da Região de Setúbal (AMRS)

VEREADOR – VASCO ANDRÉ MARQUES PINTO

• Cultura, Identidade Local e Turismo
• Setor de Modernização, Gestão de Sistemas e Tecnologias
• Setor Energético e Iluminação
• Setor de Saúde Pública

Representação Institucional do Município:
• Representação Institucional do Município no Conselho Cinegético

Fonte – CMA

Veja mais em ::::> Rostos

Junta de Freguesia de Alcochete sem executivo

03 de Novembro 2017

À terceira não foi de vez. Três tentativas e igual número de expectativas goradas em conseguir que houvesse fumo branco para constituição do novo executivo para a Junta de Freguesia de Alcochete. Para o próximo dia 14, pelas 21h00, está marcada nova reunião, tendo em vista a resolução do impasse.

A CDU foi a força mais votada, elegendo para a presidência do órgão Natacha Patinha, porém sem alcançar maioria absoluta. O resultado obriga a um entendimento com a oposição (PS e coligação CDS/PSD), mas quer a segunda força mais votada (PS) quer a coligação (CDS/PSD) têm rejeitado as propostas até ao momento apresentadas.

A presidente Natacha Patinha começou por propor um executivo composto por quatro elementos da CDU e um da oposição, o que foi prontamente rejeitado pelos elementos do PS e do CDS/PSD. Contrapôs a oposição, através do PS, com uma proposta de um executivo com dois elementos da CDU, dois do PS e um da coligação do CDS/PSD, que não foi aceite pela força mais votada.

Natacha Patinha viria ainda a apresentar uma solução que passava por três elementos da CDU e dois da oposição, proposta também ela recusada por PS e CDS/PSD.

Em causa está quem ficará em maioria no executivo da Junta, ponto de que não abdicam CDU nem a oposição.

Recorde-se que a CDU venceu a eleição para a Junta de Freguesia de Alcochete com 1.839 votos (32,40%), seguindo-se o PS com 1.818 (32,03%) e o CDS/PSD com 1.502 votos (26,42%), o que se traduziu no seguinte número de mandatos para a Assembleia de Freguesia: cinco da CDU, quatro do PS e quatro do CDS/PSD.

Veja mais em ::::> Diário da Região

Noite negra para o PCP, que perde 10 câmaras, incluindo Almada

Jerónimo de Sousa afirma que o resultado “não reduz a influência do PCP-PEV”.


Confrontado com a perda de várias Câmaras Municipais para os socialistas, Jerónimo de Sousa assumiu este domingo que poderão ser “nove ou dez”, mas o líder do PCP desdramatiza a situação. “Este resultado não reduz a influência do PCP-PEV”, afirmou o secretário-geral do PCP após já ser conhecido que os comunistas perderam oito Câmaras Municipais para o PS: Alandroal, Alcochete, Barreiro, Beja, Barrancos, Moura, Castro Verde e Constância. Entre estes estão bastiões históricos para o PCP. Na ponta final da noite eleitoral, surgiu uma surpresa muito amarga para os comunistas. A câmara de Almada, grande bastião comunista desde há décadas, caiu para a atriz Inês de Medeiros, do PS. Pelas 1h15, os dados oficias confirmaram que apenas 213 votos separaram Joaquim Judas, o presidente que procurava a eleição da candidata do PS. Um margem mínima, se tivermos em conta que ambos os candidatos reuniram mais de 20 mil votos cada. É já certo também que a Câmara de Peniche deixou de pertencer ao PCP. Os comunistas sofreram um quebra de 41,3% para 15,1%. Venceu o movimento independente liderado por Henrique Bertino, que rompeu com a CDU após vários anos como candidato nas listas comunistas. O PCP mostra-se assim afetado pela saída do histórico António José Correira, que atingiu o limite de três mandatos consecutivos à frente da autarquia.
Jerónimo de Sousa voltou a realçar a importância do partido que teve um “papel decisivo na derrota da coligação PSD/CDS”, frisando que o partido “mantém o compromisso único com os trabalhadores e com o povo português” e anunciando que quer ver alargados os direitos e liberdades dos cidadão – deixou já a ressalva que quer ver o aumento do salário mínimo nacional. Barreiro cai para o PS Outro bastião comunista que ruiu nesto noite eleitoral foi o Barreiro. O PS consegue uma vitória por margem mínima, mas afasta os comunistas da liderança de um município que há muito estava nas suas mãos. Pelas 1h16, ainda não eram conhecidos os números finais, mas a vitória do candidato socialista Frederico Rosa era certa. Derrota do PCP em Alcochete Uma das derrotas mais difíceis de digerir para o PCP é a registada em Alcochete. Os comunistas, que tinham ganho em 2013 com 54% dos votos, perderam agora o município para o PS por apenas 22 votos.O candidato socialista Fernando Pinto ganha as eleições com 947 votos (36.12%), roubando a câmara ao comunista José Luís Alfélua, até agora vice-presidente da Câmara. O PS fica 3 dos 5 vereadores, o PCP com 2. Participaram nas eleições 2622 dos 4370 registados, o que equivale a uma participação de 60%

Ler mais em:Correio da Manhã

Alcochete-Requalificação do Miradouro Amália Rodrigues

Com a intervenção no miradouro Amália Rodrigues, principal acesso ao centro de Alcochete, pretende a câmara municipal revitalizar uma das mais belas zonas de lazer e de estar da vila, que reúne as características de um privilegiado mirante, e prosseguir com o processo de regeneração urbana da frente ribeirinha.

A requalificação do miradouro Amália Rodrigues constitui uma operação integrada no âmbito das obras de reabilitação do espaço público previstas na Estratégia de Reabilitação da ARU do Núcleo Antigo de Alcochete e no PARU da vila de Alcochete e foi objeto de uma candidatura a fundos europeus estruturais de investimento no âmbito do Portugal 2020.

A empreitada tem o valor base de €351.439,36 e abrange uma área de 5 000 m2, integrando além do espaço do miradouro, a avenida dos Combatentes da Grande Guerra até à rua do Norte.

Da autoria de Sidónio Pardal, arquiteto responsável pelo arranjo paisagístico do Passeio do Tejo, o projeto de requalificação do miradouro assenta numa diferenciação em todo o espaço privilegiando a vista panorâmica sobre o Estuário do Tejo, contempla a implantação de uma escadaria informal e a criação de uma plataforma como zona de estadia, protegida do trânsito rodoviário, e ainda a construção de 2 mirantes sobrelevados e arborizados, que vão conferir uma singularidade ao local.

O desnível acentuado existente no local apresentou-se como um desafio para o arquiteto Sidónio Pardal pois “não permite a quem circula no passeio se deslumbre com a paisagem espantosa e a vista para o Tejo” e nesse sentido projetou o reperfilamento da via e a repavimentação dos arruamentos privilegiando a circulação pedonal numa ligação ao Passeio do Tejo, e em simultâneo a criação de “uma zona de estar que domina o campo panorâmico do rio e dá um sentido único e diferenciador, pois sem as palmeiras o miradouro ficou um sítio vazio e era preciso dar-lhe um conteúdo, criar um relvado e dois mirantes, um de cada lado que vão criar um efeito interessante”, sublinha o professor Sidónio Pardal.

O projeto paisagístico contempla ainda a plantação de árvores em caldeira, que vão assegurar sombra ao longo do miradouro, reforçando desta forma as funções de estadia e contemplação inerentes a toda esta zona.

Com esta intervenção a autarquia pretende revitalizar uma das áreas de estar de excelência, que ao longo dos anos foi bilhete-postal da vila de Alcochete e local de eleição da população e visitantes para fruição de momentos de lazer.

A câmara municipal vai dar início ao procedimento concursal relacionado com esta intervenção, cujo projeto de execução já foi aprovado, em reunião de câmara descentralizada na Junta de Freguesia de São Francisco, a de 29 de março último.

veja mais em :::> CM Alcochete

Costa defende arco ribeirinho do sul do Tejo como novo motor da Península de Setúbal


O primeiro-ministro defendeu hoje que o arco ribeirinho na margem sul do Tejo, englobando os municípios do Barreiro, Seixal e Almada, deve ser reabilitado economicamente e ambientalmente para se assumir como novo motor da Península de Setúbal. Esta posição foi assumida por António Costa no final de uma reunião de trabalho com os presidentes das câmaras do Barreiro, Carlos Humberto de Carvalho, do Seixal, Joaquim Santos, e de Almada, Joaquim Judas – todos eleitos pela CDU -, na qual também participaram em representação do Governo os ministros do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, e do Mar, Ana Paula Vitorino. A manhã de António Costa e da comitiva do Governo começou com uma curta viagem de barco entre a estação portuária do Terreiro do Paço e a do Barreiro, tendo-se seguido uma reunião com os autarcas do chamado arco ribeirinho do Tejo, zona em que nas décadas de 60 e 70 do século passado floresceram grandes unidades industriais, mas cujos terrenos se encontram agora abandonados e, parte deles, contaminados.

Ler mais em: Correio da Manhã

Alcochete – Passeios gratuitos no Bote Leão durante festividades locais


Em Alcochete, durante as festas de São João, em junho, e as festas do Barrete Verde e das Salinas, em agosto, é possível passear de forma gratuita na embarcação tradicional Bote Leão.

Os dias 23 e 24 de junho e 12 e 14 de agosto são as datas disponíveis para realizar passeios gratuitos a bordo desta embarcação que, desde a sua inauguração (a 16 de junho do ano transato), tem sido um dos atrativos turísticos do Município de Alcochete.

Sendo também nas festividades locais que o Município regista mais afluência de visitantes e turistas, entendeu a câmara municipal dar continuidade ao calendário de passeios turísticos, uma proposta que mereceu unanimidade por parte do executivo municipal, no passado dia 7 de junho, em reunião de Câmara.

Veja mais em::::> CM Alcochete

Trinta e duas crianças assistidas em escola de Alcochete

Alunos têm entre 10 e 13 anos e estão a ser assistidos

Trinta e duas crianças da Escola Básica Rei D. Manuel I, em Alcochete, que se queixam de tonturas e dificuldades respiratórias, estão esta quarta-feira a ser assistidas por uma equipa do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), informaram os bombeiros. Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal, os bombeiros foram alertados às 14h41 para um problema com uma única criança, mas cerca das 16h10, o INEM já estavam monotorizar 17 crianças, com idades entre os 10 e os 13 anos, todas com os mesmos sintomas: tonturas e dificuldades respiratórias. Durante a tarde, surgiram novos casos aumentando para 32 crianças. As causas prováveis dos problemas de saúde detetados não foram ainda divulgadas. A agência Lusa tentou ouvir os responsáveis da escola, mas não foi possível estabelecer contacto. O CM sabe que pelo menos três crianças foram transportadas para o Hospital do Barreiro.

Ler mais em: Correio da Manhã

Na região de Setúbal Greve dos trabalhadores não docentes encerra diversas escolas

escola
A greve que os trabalhadores não docentes, estão a realizar hoje dia 20 de Fevereiro, segundo a União dos Sindicatos de Setúbal – “está a ter impacto na região com o encerramento várias dezenas de escolas e agrupamentos”.

Refere a USS que até ao momento, os dados de adesão à greve os seguintes, escolas encerradas:

Almada – Agrupamento Monte Caparica, Sec. Emidio Navarro, Sec. Prof. Ruy Luís Gomes, E.B. 2/3 Elias Garcia e primárias, E.B. 2/3 António da Costa

Barreiro – Agrupamento Santo António, Agrupamento Casquilhos

Seixal – Agrupamento Cruz de Pau, Agrupamento João de Barros, Agrupamento Paulo da Gama, Sec. José Afonso, Sec. Manuel Cargaleiro, E.B. 2+3 Pinhal de Frades.

Moita – Agrupamento José Afonso, Sec. Fragata do Tejo.

Alcochete – E.B. 2/3 Manuel I e primárias.

Montijo – Sec. Poeta Joaquim Serra

Sesimbra – Sec. Sampaio, E.B. 2/3 Navegador Rodrigo Soromenho e Michel Giacometti, E.B.1/J.I. Qta. Conde.

Sines – Sec. Poeta Alberto, E.B. 2/3 Vasco da Gama, E.B.1 Sines.

Santiago do Cacém – Sec. Manuel da Fonseca, E.B. 2/3 Cercal do Alentejo, Frei André Veiga, Santo André, E.B.1/J.I. Santo André 2 e 4, E.B. 1 Santo André 3.

“Na origem do presente protesto está a reposição da jornada de trabalho das 35 Horas semanais/ 7 diárias, aumentos de salários, a valorização da carreira dos trabalhadores não docentes, a contratação de trabalhadores de forma a assegurar todos os serviços aos alunos e restante comunidade educativa (reprografia e bibliotecas), o combate à precariedade para “posto de trabalho permanente, vínculo efectivo”, pela defesa da escola pública” – sublinha a União dos Sindicatos de Setúbal.

A União dos Sindicatos de Setúbal/CGTP-IN, saúda os trabalhadores não docentes, pela sua adesão à greve, e apela à sua participação na manifestação do próximo dia 7 de Março em Lisboa, “pela ruptura com a política de direita, pela construção de uma alternativa de esquerda e soberana”.

Fonte – USS/CGTP-IN

Centenas de voluntários da Siemens requalificam vila do Samouco

samouco
A Siemens concretizou na vila do Samouco, concelho de Alcochete, uma das intervenções de maior dimensão já organizadas pela empresa neste âmbito.
Cerca de 400 voluntários estiveram envolvidos, durante toda a manhã, na reconstrução e requalificação da vila, beneficiando diretamente cerca de 1260 famílias. Esta iniciativa de cariz social contou, para além dos colaboradores da Siemens Portugal, com a participação dos habitantes da vila, de várias entidades da região e da autarquia local.

Nos diversos trabalhos realizados foram utilizados mais de 3000 litros de tinta, cerca de 300 rolos, trinchas e pincéis, 330 metros quadrados de piso pavê e de borracha e 24 toneladas de areia, entre muitos outros materiais.

samouco2
“Com o orçamento da Junta de Freguesia era-nos impossível avançar, no curto prazo, com estas intervenções que trazem evidentes mais-valias quer para os espaços públicos, nomeadamente, para o Jardim de Infância e escola EB1, quer para a zona envolvente ao depósito da água e casas particulares. A gratidão da população ao apoio da Siemens tem sido fortemente manifestada”, acrescenta António Almeirim, Presidente da Junta de Freguesia do Samouco. A freguesia do Samouco tem mais de 3.100 habitantes, dos quais mais de 15% têm mais de 65 anos e cerca de 18% são crianças ou adolescentes. A taxa de desemprego ronda os 13%.

Das 15 intervenções que os voluntários da Siemens realizaram destacam-se os trabalhos levados a cabo no Jardim de Infância e na Escola Primária EB1. No Jardim de Infância foi feito o reforço estrutural do muro do recreio que se encontrava em risco de queda, o edifício foi isolado contra infiltrações, aumentou-se a segurança das crianças contra a intrusão de animais e estranhos através do levantamento de muros e foi feita a substituição dos toldos solares para que as crianças pudessem desfrutar do recreio.

Ler mais: Jornal da Região

RIO FRIO RECEBE PRIMEIRA PROVA EQUESTRE EM OUTUBRO

Alcochete e Palmela
Projeto da Sociedade Agrícola visa a recuperação de Herdade histórica
riofrio

O pólo equestre da Herdade de Rio Frio, localizado nos concelhos de Alcochete e Palmela, recebe em Outubro a sua primeira prova oficial, com o apoio da Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa (ERT-RL). Este é um passo importante na consolidação deste projeto, com fins agrícolas e turísticos, que vai culminar na abertura de um hotel rural em 2017.

O “Raide Rio Frio”, a primeira prova hípica na Herdade, vai ser coordenada pelo instrutor e cavaleiro da equipa nacional de endurance, Filipe Caixeirinha, e inclui quatro concursos de endurance: 20 km de promoção iniciação, 40 Km de promoção, 80 Km de qualificação e 80 Km de velocidade livre.

Para além da Coudelaria de Rio Frio, a Herdade inclui um Centro Hípico dotado, nesta primeira fase, com 52 novas boxes, balneários, zona social, vários picadeiros descobertos e instalações de apoio, assim como uma Academia de Equitação a instalar nas antigas cavalariças, picadeiro e instalações anexas.

A herdade tem ainda mais de 180 km de percursos equestres e parqueamentos. Estas primeiras instalações serão ainda reforçadas com novas boxes, um picadeiro Coberto, novas pistas exteriores e um Poney Club.

“Este equipamento, concebido à escala da área metropolitana de Lisboa, permitirá realizar em Rio Frio um conjunto de atividades equestres que se pretendem de dimensão nacional e internacional e afirmar a Região como referência para o treino a prática de desportos equestres”, de acordo com Vítor Costa, presidente da ERT-RL.

O projeto de Rio Frio inclui ainda uma componente de vinhos e enoturismo, com base numa vinha de 118 hectares plantada nos últimos quatro anos, e cujos novos vinhos “Herdade de Rio Frio”, branco e tinto da colheita de 2013, serão colocados no mercado durante este mês de Julho.

“A entrada em funcionamento do “Hotel Rural Rio Frio”, prevista para 2017, aumentará e consolidará a oferta global permitindo que, num horizonte de médio prazo, Rio Frio, para além de um centro de produção agrícola se afirme também como um grande centro de lazer e atracção da região de Lisboa, vocacionado para actividades de animação turística em torno do turismo equestre, enoturismo, turismo natureza e alojamento turístico em espaço rural”, afirma José Ramos Rocha, presidente da Sociedade Agrícola de Rio Frio.

O Pólo Equestre Rio Frio, localizado na Herdade de Rio Frio, nos concelhos de Alcochete e Palmela, ocupa uma área de 25 hectares, junto ao Monte de Rio Frio e no centro dos 5.200 hectares da Herdade.

A prova é organizada pela Sociedade Agrícola de Rio Frio S.A e apoiada, além da ERT-RL, pela Federação Equestre Portuguesa e os Municípios de Alcochete e Pamela.

veja mais em :::> Rostos

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.