Tag: CDS-PP

Campanha do CDS-PP de Almada contra eutanásia gera revolta

11 de Maio 2018

Partido de Assunção Cristas partilhou uma imagem de campanha contra a morte assistida.

O CDS-PP de Almada partilhou na sua página oficial de Facebook uma imagem de campanha contra a eutanásia. No cartaz, podia ler-se “Luta pela tua vida. Diz não à eutanásia”, mas a publicação foi entretanto eliminada. Na mensagem que incluía a frase “a eutanásia mata”, é anunciada uma concentração contra a morte assistida para dia 29 de maio, em frente à Assembleia da República. Nas redes sociais, a imagem foi duramente criticada, sendo que, um dia antes, o partido de Assunção Cristas já havia partilhado outra imagem no Facebook.

Ler mais em: Correio da Manhã

Almada – O transporte fluvial é muito mais que um meio de transporte CDS-PP reúne com Sindicato/Comissão de Trabalhadores da Transtejo

transtejo271103
A reunião inseriu-se na preocupação manifestada pelo CDS-PP na suspensão do transporte fluvial entre a Trafaria e Belém, no que respeita ao transporte de veículos automóveis pela Transtejo, facto quesegundo a comissão de trabalhadores, é prejucial para os utentes e mesmo para operacionalidade da empresa que presta este serviço público

CDS-PP Almada – Reúne com Sindicato/Comissão de Trabalhadores da Transtejo

No âmbito do Pelouro de Mobilidade, Acessibilidades e Transportes da Concelhia de Almada do CDS-PP teve lugar em Cacilhas uma reunão com a Comissão de Trabalhadores da Transtejo e o CDS-PP Almada.
A mesma inseriu-se na preocupação manifestada pelo partido em Almada na suspensão do transporte fluvial entre a Trafaria e Belém, no que respeita ao transporte de veículos automóveis pela Transtejo, facto quesegundo a mesma comissão de trabalhadores, é prejucial para os utentes e mesmo para operacionalidade da empresa que presta este serviço público.
Foram deixadas pela comissão de trabalhadores outras preocupações que o CDS-PP tomou em consideração sendo muitas delas pontos comuns e convergentes de preocupação tendo em conta que deverá estar em causa não só a manutenção do serviço de transporte fluvial entre as duas margens, como a necessidade de optimizar as melhores condições para servir os milhares de utentes que usam os barcos diariamente.
O CDS-PP em Almada agendará agora uma reunião com o Conselho de Administração da Transtejo para que esta possa apresentar os seus considerandos relativamente ao plano de funcionamento da empresa e a prestação de serviço público às populações.
De notar que as instalações da estação fluvial de Cacilhas, são manifestamente antigas estando desadequadas quer às necessidades para as operações diárias dos seus profissionais quer para utilização daqueles que escolhem o transporte fluvial, como o seu meio de transporte quotidiano.
O transporte fluvial é muito mais que um meio de transporte, pois, faz ao mesmo tempo, parte da identidade das nossas gentes e da história de Portugal.
Discutiu-se ainda a necessidade de haver uma maior e adequada coordenação entre os diversos transportes para que se possa prestar um melhor serviço e insentivar o uso dos transportes públicos em favorecimento do ambiente e descongestionamento do trânsito das grandes urbes.
Na mesma reunião além de outros membros da direcção da concelhia esteve presente o responsável pelo respectivo pelouro e deputado municipal António Pedro Maco.

veja mais em ::::> Rostos

Almada – Oposição manipula deliberadamente dados na Saúde

setubal3
O CDS-PP Almada reuniu cerca de três horas com o Conselho de Administração do Hospital Garcia Orta (HGO) – Almada, com a finalidade de ficar a conhecer a veracidade das noticias postas a correr na Comunicação Social por comunistas e socialistas ficando a concelhia com a certeza da tentativa de intoxicação por intuitos eleitoralistas que propositadamente a oposição causa junto da opinião pública e dos utentes.

Já o Conselho de Administração do mesmo Hospital reconhece que ainda há muito por fazer pelo Serviço Nacional de Saúde, mas reconhece ao mesmo tempo o enorme investimento que o Ministério da Saúde, Ministro e Governo têm feito para tornar o mesmo serviço mais prestável junto da população.

Desde 2011 que o serviço prestado aos utentes do HGO tem vindo sistematicamente a melhorar tornando-se mesmo num dos melhores Hospitais do país a servir a população.

O CDS-PP reconhece também o empenho e a gestão que o Conselho Administração do HGO tem dado em prol do melhoramento da prestação dos cuidados de saúde em Almada, repudiando ao mesmo tempo as manifestas tentativas de manipulação da realidade por parte da oposição nomeadamente pelo Partido Socialista e pelo Partido Comunista numa concertante estratégia de aproveitamento da saúde alheia para atingirem os seus objectivos políticos.

São inadmissíveis e indignas as declarações proferidas pelo presidente do Conselho Regional do Sul da Ordem dos Médicos, Jaime Mendes, quando apelida o serviço de urgências do mesmo hospital de terceiro-mundista denotando uma inqualificável falta de respeito não só pelos profissionais de saúde que todos os dias dão o seu melhor às populações, como também cria nas pessoas uma ideia de caos e de alarmismo que, de todo, não existe no HGO em Almada.

Mais entende o CDS-PP, que o presidente da câmara de Almada, enquanto médico deveria ter uma outra sensibilidade com a situação e deveria abordá-la de uma forma muito mais sensata, ao invés de colocar deliberadamente os seus interesses político-partidários à frente dos interesses da população tendo em conta a falta de frontalidade com que aborda esta questão.

O Hospital Garcia Orta em Almada não é o caos que este último quer fazer crer nem o Ministério da Saúde deixou de investir no mesmo Hospital, bem antes pelo contrário, auxiliando o esforço que o conselho de administração tem feito para equilibrar as contas para que não faltem inclusive medicamentos para administrar aos doentes.

O CDS-PP Almada através do Pelouro de Saúde irá muito em breve apresentar um relatório público com as conclusões da mesma reunião e demonstrar que a oposição mente deliberadamente e cria nas populações um alarmismo desnecessário e sem fundamento de verdade.

António Pedro Maco – 06-03-2015 11:06

Veja mais em :::> Setúbal na Rede

CDS-PP ALMADA QUER ESCOLA DE TURISMO DE QUALIDADE NO CONCELHO

almada4
O CDS-PP em Almada entende que o concelho deveria ter sediado no seu território uma Escola Internacional de Hotelaria e Turismo que formasse não só profissionais para o sector, como aumentar os parâmetros de oferta/qualidade a quem visita o concelho quer na época estival quer mesmo durante todo o ano.

Esta medida a ser implementada dinamizava não só a qualidade e a excelência do serviço, hoje em dia cada vez mais exigente, como também seria um incremento positivo e considerável para a economia local nomeadamente para o sector do emprego.

Beneficiando o concelho de Almada de condições propícias onde se destacam os diversos recursos naturais, o património, a gastronomia e as tradições como exemplo, é fundamental a preparação de recursos humanos devida e qualificadamente especializados que consigam responder às exigências da procura e do mercado atraindo um significativo número de visitantes e turistas que privilegiam a qualidade no atendimento.

Uma Escola Internacional de Hotelaria e Turismo de qualidade no concelho poderia essencialmente responder e atrair novos mercados e novos desafios abrindo horizontes e oportunidades por explorar que geram receitas e potenciam no sector a melhor oferta que Almada tem para dar.

Deve deste modo a autarquia em Almada olhar para esta realidade como uma prioridade devendo criar todas as condições ao seu alcance para que se possa concretizar mais um pólo dinâmico de formação, de qualidade e de emprego no concelho.

António Pedro Maco
Deputado Municipal e Presidente CDS-PP Almada

Veja mais em :::> Rostos

CDS-PP Almada contra maus tratos a idosos

cds

As políticas de apoio ao idoso ao nível local não podem passar apenas por uns arranjos e assentos de bancos de jardins. Deve ser muito mais que isso.

Também as autarquias entidades que estão primeiramente mais próximas do cidadão devem criar, neste caso, as melhores condições para que os idosos possam usufruir quer do espaço quer também das oportunidades que os municípios podem dar aos mais velhos.

A necessidade de combater o flagelo crescente da exclusão, do abandono e dos maus tratos a idosos, deixa às autarquias um papel fundamental na elaboração de soluções destinadas aos mais velhos para que sintam que a sociedade não prescinde do seu papel enquanto cidadão e que deve ser enquadrado na vida quotidiana da sociedade.

É com este entendimento que o CDS-PP em Almada pugna para que possa haver na sociedade a começar nas escolas, universidades e instituições uma re-educação para combater a exclusão e para que o idoso possa ser visto como que muito mais que uma fatalidade da vida, mas sim, como um elemento agregador e prestável na sociedade do séc XXI.

Assim, o CDS-PP Almada aponta algumas medidas que podem ajudar a combater quer a descriminação quer apoiar a integração dos mais velhos na tentativa de tornar a cidade mais solidária e mais humana para com aqueles que toda a vida contribuíram para o seu futuro.

Para que se possa melhorar a qualidade de vida atribuindo uma utilidade muito maior à terceira idade na comunidade, o CDS-PP em Almada entende e defende, e porque as câmaras devem ter um papel determinante nas questões sociais, a criação do Gabinete Municipal de Apoio ao Idoso, com vista ao desenvolvimento da promoção de linhas de acção que promovam essa integração e o seu reforço, sendo catorze as medidas pelo CDS propostas:

1 – Apoio domiciliário e alimentação
2 – Serviço de refeições completas e a custos controlados
3 – Assistência de enfermagem no domicílio e serviço de aquisição de medicamentos
4 – Assistência energética e climatização
5 – Reforço e maior abrangência no apoio domestico para pequenas reparações
6 – Parcerias de voluntariado para companhia a idosos e transporte de compras
7 – Parcerias com pequeno pequeno comércio local para assistência ao domicílio ex: cabeleireiro, restauração, lojas de distribuição, limpezas etc
8 – Apoio em transportes e acompanhamento ao exterior ex: criação do Taxi Sénior
9 – Maior formação e informação sobre os seus direitos
10 – Actividades profissionais/ocupacionais
11 – Programas de voluntariado e participação social para idosos
12 – Assessoramento e apoio às pessoas que se aproximam da reforma para que possam continuar a desenvolver todo o seu potencial humano
13 – Programa de incentivo à participação na vida em comunidade prevenindo a exclusão
14 – Departamento de apoio à inclusão e psicologia

São estas catorze medidas que o CDS-PP Almada entende que podem ajudar a ultrapassar a barreira da exclusão.

António Pedro Maco – 07-08-2014 09:24

Veja mais em :::> Setúbal na Rede

CDS-PP Almada Denuncia lixeira a céu aberto no centro da cidade

lixo

“Desde há muito que o CDS-PP tem vindo a alertar não só para a falta de civismo e de convivência em comunidade por parte de alguns cidadãos, como a falta de rigor na aplicação de coimas a quem seja reincidente a poluir o espaço público, espaço esse que deve ser de usufruto de toda a comunidade, como ainda tem alertado para a recolha deficiente de lixo e resíduos por parte dos serviços da câmara a quem compete essas tarefas.” – refere uma nota de imprensa do CDS/PP de Almada

CDS-PP Almada denuncia lixeira a céu aberto no centro da cidade

Desde há muito que o CDS-PP tem vindo a alertar não só para a falta de civismo e de convivência em comunidade por parte de alguns cidadãos, como a falta de rigor na aplicação de coimas a quem seja reincidente a poluir o espaço público, espaço esse que deve ser de usufruto de toda a comunidade, como ainda tem alertado para a recolha deficiente de lixo e resíduos por parte dos serviços da câmara a quem compete essas tarefas.

Acresce a isto, a denuncia e o alerta feito na última sessão de Assembleia Municipal de Almada pelo deputado municipal António Pedro Maco onde chamou a atenção e a preocupação para um caso em concreto no centro de Almada.

O CDS-PP em assembleia reportou a questão de na Rua D. Abranches da Câmara em Almada terem sido colocados, e bem, um conjunto de contentores individuais devidamente sinalizados onde a sua finalidade será o deposito de lixo devidamente “embalado” e fechado, como acontece em muitas artérias do concelho de Almada.

Acontece que o mesmo espaço junto a habitações é usado assiduamente com segundos fins para todo o depósito de entulho e de monos mais o restante lixo que se amontoa dias e dias sem a devida recolha.
Veja mais em :::> ROSTOS

CDS-PP Almada reúne com a Protecção Civil de Almada

Zonas no concelho de muito difícil acesso em caso de emergência
cds

O CDS-PP Almada juntamente com o Pelouro de Segurança e Protecção Civil da mesma concelhia estiveram hoje em reunião com a Protecção Civil de Almada nas suas instalações no Pragal onde se pode fazer o ponto da situação acerca dos meios e operacionalidade disponível nesta entidade municipal de coordenação e ajuda às populações em situações de socorro.

CDS-PP Almada reúne com a Protecção Civil de Almada

O CDS-PP Almada juntamente com o Pelouro de Segurança e Protecção Civil da mesma concelhia estiveram hoje em reunião com a Protecção Civil de Almada nas suas instalações no Pragal onde se pode fazer o ponto da situação acerca dos meios e operacionalidade disponível nesta entidade municipal de coordenação e ajuda às populações em situações de socorro.

Com uma área de jurisdição alargada e com todas as características e por vários factores, geográficos, físicos, sociológicos e humanos, o concelho de Almada torna-se num concelho onde a prontidão e os planos de emergência e de actuação carecem de cuidado e planeamento redobrado.

A afluência e convergência de pessoas e bens nomeadamente nas zonas balneares do concelho, as altas temperaturas verificadas nos meses estivais, o edificado antigo e de planeamento urbano inadequado e antiquado aos dias de hoje no que respeita a acessos e mobilidade para primeiro socorro, foram algumas das preocupações que o CDS-PP teve conhecimento e que, segundo a Protecção Civil, os meios que têm ao seu dispor estão perfeitamente adequados à sua missão e função enquanto autoridade de protecção dos cidadãos.

Encontrando-se Almada em zona baixa da foz do rio e em zona oceânica torna a missão de quem protege as populações muito mais atenta, vigilante e rigorosa.

Veja mais em :::> ROSTOS

Candidatos à câmara de Almada defendem extinção da Ecalma

pageArt20339

Os candidatos do BE, PCTP/MRPP e PSD à Câmara Municipal de Almada defendem a extinção da Empresa Municipal de Estacionamento e Circulação de Almada. “A Ecalma tem uma política de caça à multa e não desempenha devidamente a sua função, no entanto, é preciso assegurar previamente os postos de trabalho dos funcionários antes de extinguir a empresa”, afirma Joana Mortágua, candidata do BE. Domingos Bulhão, candidato do PCTP/MRPP considera necessário “extinguir algumas empresas municipais para desenvolver o concelho, nomeadamente a Ecalma, que não contribui para o progresso da cidade”. O candidato do PSD, António Neves, aponta os problemas de estacionamento, o Metro Sul do Tejo e a construção do Almada Fórum como “os responsáveis pela fraca atividade comercial no centro da cidade” e considera a possibilidade de “extinguir a companhia que gere os transportes”.

Também Fernando Sousa da Pena critica a construção do Almada Fórum, considerando que “destruiu o comércio local”. Relativamente à situação financeira, o candidato da CDU, Joaquim Judas, afirma que a Câmara Municipal de Almada “paga as suas dívidas a tempo e horas, pelo que apresenta contas certas”. Joaquim Judas admite que “as receitas previsíveis sofreram uma significativa redução”, no entanto, realça o facto de a autarquia beneficiar de uma “almofada financeira” que lhe dá algum “conforto”. “As boas contas são amigas das famílias, pelo que a prioridade do PS é reduzir a carga fiscal, uma vez que situação financeira da autarquia tem folga suficiente para isso”, adianta Joaquim Barbosa, candidato do PS. Por sua vez, António Neves, demonstra “preocupações de carácter social, pois Almada é um concelho pobre que enfrenta uma situação complicada nesse campo”.

Joana Mortágua concorda que Almada “é um concelho pobre, mas com boas finanças”. “Essa saúde financeira advém da expansão imobiliária que decorreu ao longo de décadas e da gestão muito própria do município”, prossegue a candidata do BE, que realça também a necessidade de baixar o IMI, “pois os dias difíceis já chegaram e é tempo de investir e utilizar os recursos para diminuir a austeridade”. Por sua vez, Sofia Silva, candidata do PAN, considera possível “aproveitar os espaços devolutos da câmara municipal para criar empresas e escritórios”. Fernando Sousa da Pena, candidato do CDS, relembra que o concelho tem “taxas muito elevadas” e, nesse sentido, “quem paga a sua saúde financeira é a população e as empresas”. “Não adianta ter contas muito certinhas e um concelho pouco desenvolvido, pelo que é preferível ter dívidas controladas e um concelho mais desenvolvido”, acrescenta Domingos Bulhão.

Veja mais em ::::> Setúbal na Rede

Luis Rodrigues é o Candidato PSD/CDS-PP à CM Setúbal – Vídeo

Luís Rodrigues candidato PSD/CDS-PP à presidência do município de Setúbal

82238

«As próximas eleições autárquicas revestem-se de uma grande importância pois marcam a transição entre um período de resgate e um período pós-troika assente num modelo sustentável» sublinhou Jorge Moreira da Silva, Vice-Presidente do PSD e coordenador permanente da Comissão Política Nacional.

Luís Rodrigues foi apresentado oficialmente como candidato a presidente da Câmara Municipal de Setúbal pela coligação PP/PSD CDS-PP numa sessão que teve lugar na Associação do Comércio e Serviços do Distrito de Setúbal, e que contou com a presença de várias figuras proeminentes dos partidos desta coligação a nível Distrital e Nacional dos quais se destaca o Secretário de Estado do Emprego, Pedro Roque.

Veja mais em ::::> ROSTOS

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.