Tag: Distrito

Setúbal é o distrito com mais mortes na estrada

5/11/2018

Morreram 422 pessoas nas estradas do País nos primeiros 10 meses do ano.

Nos primeiros 10 meses do ano, 422 pessoas perderam a vida em acidentes nas estradas portuguesas. Mais duas vítimas mortais comparadas com o mesmo período de 2017 (mais 50 do que em 2016). Números da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária revelam que o distrito de Setúbal é o mais sangrento do ranking. Nas estradas sadinas já morreram 61 pessoas, mais 15 do que em 2017. O aumento do número de mortes poderá ser explicado pelo crescente número de acidentes. Em 2017, as autoridades policiais registaram 106 986 acidentes de norte a sul do País. Este ano, e até 31 de outubro, esse número já ultrapassou os 109 mil (109 030). Setúbal aparece no topo da lista de vítimas mortais mas, contudo, está fora dos quatro distritos com mais acidentes. Em primeiro lugar encontra-se Lisboa, com 21 744 sinistros, dos quais resultaram 42 vítimas mortais. Segue-se o Porto com 19 603 acidentes, há a lamentar 46 mortos; Braga (9255 acidentes e 25 mortes); Faro (9180 acidentes e 28 mortes) e, por fim, Setúbal. Os números da ANSR continuam elevados quando se faz a contabilidade de feridos: 1739 pessoas sofreram ferimentos graves (1834 em 2017) e 33 742 apresentaram ferimentos ligeiros (34 488 no ano passado). Apenas três distritos revelam números inferiores a uma dezena, no que diz respeito a vítimas mortais. Portalegre registou cinco vítimas, seguindo-se Bragança e Viana do Castelo com seis cada.

Ler mais em:Correio da Manhã

Papa nomeou José Ornelas Carvalho para bispo de Setúbal

O papa nomeou, para bispo da Diocese de Setúbal, José Ornelas Carvalho, de 61 anos, ex-superior geral dos Dehonianos, que sucede a Gilberto Reis, após este ter renunciado devido à idade, anunciou hoje a Agência Ecclesia.

Ornelas-preaching-2013

A Ecclesia cita a Nunciatura Apostólica (embaixada da Santa Sé) em Lisboa, referindo que o bispo eleito nasceu a 05 de janeiro de 1954, no Porto da Cruz (Madeira), tendo feito a formação religiosa na Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos).

José Ornelas Carvalho foi ordenado padre a 09 de agosto de 1981, na terra onde nasceu.

Especialista em Ciências Bíblicas, com o grau de doutor em Teologia Bíblica pela Universidade Católica Portuguesa, foi docente daquela instituição entre 1983-1992 e 1997-2003.

Na sua congregação, o novo bispo foi superior da Província Portuguesa, cargo que assumiu a 01 de julho de 2000, e foi eleito Superior Geral dos Dehonianos a 27 de maio de 2003, função que desempenhou até 06 de junho de 2015.

Gilberto Reis, bispo de Setúbal desde 1998, completou 75 anos de idade a 27 de maio e, de acordo com o Direito Canónico, apresentou a renúncia ao serviço episcopal, que o papa Francisco aceitou hoje, ao nomear o seu sucessor, afirma a Ecclesia.

A Diocese de Setúbal foi criada há 40 anos, através da bula (documento oficial) “Studentes Nos”, por Paulo VI, e o primeiro bispo foi Manuel Martins, que desempenhou funções entre 1975 e 1998.

Veja mais em ::::> Jornal de Notícias

Taxa de desemprego no Distrito de Setúbal Registou um valor de 16,5% sendo 60.074 os desempregados inscrito

desemprego
. Verificou-se um aumento da percentagem do desemprego dos desempregados com idade superior a 55 anos.

“Se cada desempregado estiver inserido num agregado familiar de três pessoas, então o problema do desemprego no Distrito de Setúbal afecta 180 mil pessoas, número superior ao total de habitantes do concelho de Almada.” – refere uma nota da União dos Sindicatos de Setúbal.
Desemprego em Mar’15

Em Mar de 2015, a taxa de desemprego no Distrito de Setúbal registou um valor de 16,5%, sendo 60.074 os desempregados inscritos nos Centros de Emprego do distrito.

Em relação ao mês anterior a percentagem da taxa de desemprego manteve-se estacionária, mas continua a tendência do seu aumento face aos últimos meses de 2014.

O desemprego feminino representava 52,6% do desemprego, sendo de 20,7 a percentagem dos desempregados com idade superior a 55 anos e de 43,9 a percentagem dos desempregados de longa duração.

Os jovens, até aos 25 anos de idade representavam 10,8 por cento do desemprego e os desempregados com formação académica superior representavam 11,3%.

Em relação ao mês anterior verificou-se um aumento da percentagem do desemprego dos desempregados com idade superior a 55 anos.

A situação do desemprego em Março continua a mostrar a falência da politica de direita, com ou sem troika, que mantém esta chaga social.
Se cada desempregado estiver inserido num agregado familiar de três pessoas, então o problema do desemprego no Distrito de Setúbal afecta 180 mil pessoas, número superior ao total de habitantes do concelho de Almada.

É com esta política que é necessário acabar!

A USS/CGTP-IN apela aos trabalhadores e à população do Distrito de Setúbal a uma participação massiva nas Comemorações do 1º de Maio – Dia Internacional do Trabalhador que irão constituir uma imensa jornada de luta para romper com a política de direita.

A Comissão Executiva da USS/CGTP-IN

Veja mais em :::> Rostos

Partido Socialista denuncia publicamente Situação de degradação dos cuidados de saúde no Distrito de Setúbal

ps
“No Distrito de Setúbal também se assinalam situações de grandes tempos de espera no atendimento das urgências, as quais são muito preocupantes, no Hospital Garcia de Orta, em Almada, e no Hospital do Barreiro e em particular, no Hospital de S. Bernardo em Setúbal, onde, no dia 3 de Janeiro, um homem de 77 anos, que tinha sido assistido por um médico do INEM que não fez qualquer referenciação do doente para as urgências, depois de 4 horas num corredor do Hospital sem qualquer assistência, acabou por morrer” – refere um comunicado do Secretariado da Federação Distrital de Setúbal do Partido Socialista.

GOVERNO COLOCA EM CAUSA ACESSO DOS CIDADÃOS AOS CUIDADOS DE SAÚDE
Nas últimas semanas o País tem assistido ao caos generalizado das urgências hospitalares, situação que se repete um pouco por todo o País.
No Distrito de Setúbal também se assinalam situações de grandes tempos de espera no atendimento das urgências, as quais são muito preocupantes, no Hospital Garcia de Orta, em Almada, e no Hospital do Barreiro e em particular, no Hospital de S. Bernardo em Setúbal, onde, no dia 3 de Janeiro, um homem de 77 anos, que tinha sido assistido por um médico do INEM que não fez qualquer referenciação do doente para as urgências, depois de 4 horas num corredor do Hospital sem qualquer assistência, acabou por morrer.
Essas situações, ainda que agravadas nesta época, não constituem factos isolados, antes espelham a situação de abandono do Serviço Nacional de Saúde por parte do Governo PSD/ CDS.
Ainda recentemente numa visita que o Partido Socialista realizou a diversos Centros de Saúde do Distrito de Setúbal se pode constatar que para o Governo, os cuidados primários de saúde não são uma prioridade, situação refletida nas faltas de condições de atendimento, falta de recursos humanos e, muitas vezes, falta de material. A ausência de políticas de saúde adequadas fez com que nos últimos 3 anos haja menos cidadãos do distrito de Setúbal com acesso a médicos de família.
A carência de meios humanos e materiais também se verifica ao nível hospitalar. Esta realidade foi particularmente questionada em Julho do ano passado por 42 diretores de serviço do Hospital Garcia de Orta que denunciaram o adiamento de consultas, exames e de cirurgias por falta de profissionais, bem como a existência de equipamentos obsoletos.
A Ordem dos Médicos, ainda recentemente, responsabilizou diretamente o Governo PSD/ CDS pela situação que se vive no setor da Saúde.
Conscientes da situação que se vive atualmente em todo o País, e com reflexo no Distrito de Setúbal, a Federação Distrital de Setúbal do Partido Socialista denuncia publicamente a situação de degradação dos cuidados de saúde no Distrito de Setúbal, responsabilizando o Governo PSD/ CDS por, com a obsessão de acabar com o Serviço Nacional de Saúde, estar a colocar em causa o princípio constitucional de garantia de acesso aos cuidados de saúde.

Setúbal, 7 de janeiro de 2015

O Secretariado da Federação Distrital de Setúbal do Partido Socialista

Veja mais em :::> ROSTOS

Lisboa e Setúbal sob aviso amarelo devido ao frio

Os distritos de Lisboa e Setúbal estão hoje sob aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, devido à previsão de tempo frio, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

friu
De acordo com o IPMA, Lisboa e Setúbal estão sob aviso amarelo desde as 02:00 e até às 10:00 de hoje devido à persistência de valores baixos das temperaturas.

O aviso amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O IPMA prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, aumentando de nebulosidade a partir do final da manhã nas regiões do litoral, vento fraco, neblina ou nevoeiro matinal, acentuado arrefecimento noturno com formação de geada, pequena descida da temperatura máxima nas regiões do interior e subida da mínima nas regiões do litoral.

Veja mais em :::>Noticias ao Minuto

Bruno Vitorino, presidente da Distrital de Setúbal do PSD

BrunoVitorino2

Bruno Vitorino, presidente da Distrital de Setúbal do PSD, considera que é importante esclarecer a estratégia de desenvolvimento para o Porto de Lisboa e quais as consequências que ela terá para a região, sobretudo como ela se irá articular com o projecto do Arco Ribeirinho Sul.

“Queremos fazer do distrito de Setúbal o Distrito das oportunidades e do crescimento. Queremos aproveitar o nosso potencial para nos desenvolvermos e para ajudarmos o país na recuperação económica”, sublinha.
“Queremos ser o distrito de Setúbal das oportunidades e do crescimento”

O novo presidente da Distrital de Setúbal do PSD, Bruno Vitorino, quer voltar a pôr na ordem do dia os desafios que se colocam à região, discutindo estratégias e prioridades e defendendo o investimento público e privado.

Na cerimónia de tomada de posse da nova Comissão Política Distrital, realizada ontem, o dirigente social-democrata defendeu a necessidade de discutir apostas estratégicas de desenvolvimento sustentável para a região, assentes em quatro vectores fundamentais: o sector portuário; a agricultura e o mar; a reindustrialização; e o turismo.

Veja mais em :::> ROSTOS

No distrito de Setúbal, 43.658 clientes da EDP com electricidade cortada em 2013

distrito2

Segundo um comunicado do Partido Comunista Português, o Governo reconheceu que – “em 2013 a EDP procedeu a 43.658 cortes do fornecimento de electricidade no distrito de Setúbal, num total de quase 120 por dia”.

“Destes, em 31.569 casos houve reposição do serviço no prazo de menos de dois meses, revelando que as famílias continuaram a habitar as casas” – salienta-se.
43.658 clientes da EDP com electricidade cortada em 2013 no distrito de Setúbal

O Governo reconheceu recentemente, em resposta ao Grupo Parlamentar do PCP na Assembleia da República, que em 2013 a EDP procedeu a 43.658 cortes do fornecimento de electricidade no distrito de Setúbal, num total de quase 120 por dia. Destes, em 31.569 casos houve reposição do serviço no prazo de menos de dois meses, revelando que as famílias continuaram a habitar as casas.
São números que desmentem cabalmente todas as teses propagandísticas do Governo sobre a recuperação económica e que reforçam o carácter escandaloso dos lucros da EDP, que desde 2005 tem tido sempre lucros anuais superiores a mil milhões de euros.
É conhecido que as despesas relacionadas com a habitação são aquelas que as famílias procuram assumir sempre, mesmo em circunstâncias económicas muito adversas. Chegar ao ponto de ter a luz cortada implica por isso uma situação de grande pobreza, reveladora igualmente de fenómenos como a emigração, a perda das casas, a falência de pequenos negócios, a vida quotidiana sem electricidade, etc.
Regista-se igualmente que é o próprio Governo que reconhece que, neste contexto socioeconómico, o número de contratos com tarifa social diminuiu de 7.175 em 2011 para 4139 em 2013, num universo de mais de meio milhão de clientes domésticos, pequenas empresas e serviços no distrito.
As recentes medidas de cortes nos salários, nas pensões e prestações sociais, acompanhadas do escandaloso aumento da eletricidade, perspectiva para 2014 um agravamento da situação.
A luta contra esta política é um imperativo.

Veja mais em :::> ROSTOS

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.