Tag: GNR

GNR apreende 220 quilos de ameijola em Setúbal

Por
Mário Rui Sobral
22/01/2019

Homem de 40 anos foi apanhado em flagrante a capturar bivalves em reserva natural e fica sujeito a uma multa que pode atingir o valor máximo de 30 mil euros

A GNR apreendeu na madrugada de ontem 220 quilos de ameijola em Setúbal, num valor estimado de cerca de três mil euros, e identificou um homem de 40 anos pela captura ilegal dos bivalves em reserva natural.
“No âmbito da preservação do Parque Marinho Professor Luiz Saldanha, o qual tem uma extensão de 38 Km de costa rochosa, entre a praia da Figueirinha, na saída do estuário do Sado, e a praia da Foz, a norte do Cabo Espichel, a GNR procedeu a uma acção de fiscalização, tendo detectado em flagrante delito um homem, de 40 anos, a capturar ameijola, utilizando para o efeito uma ganchorra rebocada por uma embarcação, sendo este utensílio proibido nesta zona protegida”, explicou a Unidade de Controlo Costeiro da GNR em comunicado.

“Desta acção resultou a elaboração do auto de notícia por contra-ordenação, ficando o visado sujeito a uma coima máxima de 30 mil euros”, revelou a GNR, acrescentando que “os bivalves apreendidos, por ainda se encontrarem vivos, foram devolvido ao habitat natural com vista à preservação da espécie e do respectivo Parque Marinho”.

No mesmo comunicado, os militares explicam ainda que a ganchorra “é uma arte de arrasto de pequena e média dimensão em que a boca é composta por uma estrutura rígida e o saco é de rede ou constituído por uma grelha metálica, que visa a captura de moluscos bivalves”.

A operação foi levada a efeito sub-destacamentos de Controlo Costeiro de Lisboa e Setúbal da GNR.

Veja mais em :::::> Diário da Região

GNR caça arsenal a agressor no Seixal

Homem de 57 anos era ainda suspeito de violência doméstica sobre a mulher

João Tavares
20/12/2018


Militares do Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas de Almada detiveram um homem de 57 anos, suspeito de violência doméstica sobre a mulher, um ano mais nova, em Fernão Ferro, no Seixal. Ao agressor, a GNR apreendeu quatro caçadeiras de calibre .12 – com 292 munições – e uma pistola 6,35 mm. A vítima era ameaçada e agredida.

Ler mais em: Correio da Manhã

Idosos assaltados por técnicos de TV

Segundo apurou o CM, foram já identificados por 24 vítimas, que os colocam em 15 furtos qualificados realizados nos últimos oito meses em Setúbal, Azeitão, Sesimbra, Alfarim, Montijo, Quinta do Conde e Palmela

Suspeitos fizeram-se passar por funcionários de uma empresa de telecomunicações

A GNR de Setúbal deteve dois homens e uma mulher suspeitos de se fazerem passar por funcionários de uma empresa de telecomunicações para consumarem diverso crimes de burla e furtos a idosos, anunciou esta quinta-feira a corporação. Segundo um comunicado do Comando Territorial de Setúbal, a mulher fazia-se passar por vendedora de uma empresa de telecomunicações que oferecia grandes vantagens na contratação de serviços. As detenções foram efetuadas em Sesimbra pelos núcleos de investigação criminal de Setúbal e de Palmela. De acordo com a GNR, depois de conseguir que alguns dos supostos clientes assinassem um contrato, a mulher solicitava a presença de outro falso funcionário da referida empresa de telecomunicações para fazer a passagem dos cabos de rede. “Uma vez no interior da residência, enquanto a mulher conversava com as vítimas numa divisão, um dos suspeitos percorria a restante residência e furtava todos os objetos de valor que encontrava, nomeadamente dinheiro e ouro”, refere o comunicado, acrescentando que só depois de os falsos funcionários saírem das residências é que as vítimas detetavam que tinham sido alvo de furto. O GNR refere ainda que a detenção dos três suspeitos – uma mulher brasileira e dois homens portugueses – foi o culminar de uma investigação que decorria há cerca de um ano, período em que os arguidos furtaram diversos objetos de valor no interior de residências, essencialmente de pessoas idosas e a viverem sozinhas. Além das três detenções efetuadas, a GNR apreendeu cerca de 150 gramas de objetos em ouro, uma arma de caça e diversas munições, 500 euros em numerário, uma viatura e diversos telemóveis. Os detidos foram presentes a tribunal na quarta-feira, tendo um deles ficado em prisão preventiva e os outros dois com a obrigatoriedade de se apresentarem semanalmente no posto policial da área de residência.

Ler mais em: Correio da Manhã

Costa da Caparica – Militar da GNR esfaqueada em maio suicidou-se

Sabrina Espada, militar da GNR na zona da Costa da Caparica, morreu depois de, na segunda-feira, ter dado um tiro na cabeça.

gnrcaparica
A jovem de 24 anos não morreu no imediato. Foi levada para o Hospital Garcia de Orta, em Almada, onde lhe foi induzido o coma. Contudo, os ferimentos provocados pela arma foram fatais e Sabrina não resistiu.

“Nunca há só uma causa para o suicídio. Não podemos ser simplistas”, disse ao Notícias ao Minuto José Alho, presidente da Associação Sócio-Profissional Independente da Guarda, lamentando o facto de uma “miúda” ter posto termo à vida.

Sabrina, de 24 anos, estava de baixa médica depois de, em maio, ter sido perseguida e esfaqueada por um gangue após mais um turno de trabalho.

Os três homens perseguiram-na no caminho para casa e conseguiram obrigá-la a parar o carro na zona dos Capuchos, em Almada. Sem ter como resistir, a jovem militar foi arrastada para fora da viatura, espancada e esfaqueada na zona do pescoço.

Levada para o Hospital Garcia de Orta, Sabrina teve alta pouco depois, pois os ferimentos não a faziam correr risco de vida, pelo menos os físicos.

Os ferimentos psicológicos, esses sim, foram fatais e a jovem acabou por tirar a própria vida.

Para José Alho é preciso que os “comandos diretos dos militares da Guarda estejam mais atentos” para poderem antecipar e evitar estas situações.

“O comando direto – falo dos postos, dos destacamentos – parece que leva estas situações de ânimo leve e não conseguem descobrir atempadamente que aquela pessoa, que até já falou em suicídio, não está a fazer bluff”, referiu, apelando a uma “maior sensibilidade” das chefias para os problemas de quem tem de lidar diariamente com os cidadãos e com a pressão a que estão sujeitos no cumprimento das suas funções.

veja mais em ::::> Notícias ao Minuto

Homenagem a GNR assassinado na Quinta do Conde

Mais de mil pessoas participaram este sábado numa marcha silenciosa de homenagem ao jovem elemento da GNR assassinado a semana passada, em serviço, na Quinta do Conde, em Sesimbra.

qtaconde
Tomei a iniciativa de organizar a manifestação na sequência da tragédia que nos levou três pessoas da comunidade, sendo que dois deles eram agentes de polícia, da GNR e da PSP”, disse aos jornalistas Maria Bell, promotora da manifestação deste sábado através de uma rede social na Internet.

uma maior atenção a estes agentes, à polícia à GNR, porque esta situação está a revoltar vivamente a população. É bom que eles (MAI) se debrucem sobre isto e que façam uma melhor apreciação, porque as coisas não podem continuar assim. Eles (GNR e PSP) precisam de mais efetivos nas ruas, não podem ir dois agentes, num jipe velho, acorrer uma situação destas”, acrescentou.

Maria Bell, antiga colaboradora da Cruz Vermelha, decidiu convocar a manifestação na sequência do triplo homicídio que ocorreu no passado dia 29 de agosto na Quinta do Conde, quando um homem assassinou um vizinho e agente da PSP, e o filho deste, acabando, pouco depois, por também balear mortalmente o jovem militar da GNR Nuno Anes, de 25 anos, que acorreu ao local do crime em serviço.

Entre os manifestantes, que desfilaram este sábado entre a Junta de Freguesia da Quinta do Conde e o posto local da GNR, participaram também representantes de sindicatos de polícia e da Associação dos Profissionais da Guarda (APG).

“Lamentamos que estas situações aconteçam e que continue a não haver o reconhecimento da profissão e do risco que nós temos. É preciso que alguém que tutela as forças de segurança reconheça que a nossa profissão, por situações como esta, é uma profissão de risco, uma profissão de desgaste rápido”, disse aos jornalistas José Miguel, vice-presidente da APG.

“Alguém tem de pensar na forma de legislar como se deve reconhecer o risco e a profissão de agente da autoridade”, acrescentou.

Veja mais em ::::> Jornal de Notícias

Agente da GNR morto em tiroteio na Quinta do Conde – actualizado

quinta_do_conde_1_750_2500
Dois mortos e um ferido é o balanço de um desacato ocorrido na Quinta do Conde, na tarde deste sábado, cerca das 17h30, quando vários tiros foram ouvidos pelos moradores, que deram o alerta ao posto territorial da GNR da Quinta do Conde.
Um dos indivíduos envolvidos no conflito, que já tinha ferido duas pessoas, atingiu mortalmente na cabeça com um tiro de caçadeira um agente da GNR, do efectivo do Posto Territorial da localidade, de 25 anos, de nome Nuno Anes, estava na força policial desde 2012 e morava na Quinta do Conde, e uma outra pessoa do sexo masculino.
O indivíduo, um homem de 77 anos, construtor, foi depois detido na sua casa, onde se refugiara e de onde disparava sobre quem se aproximava dos dois corpos. Após os disparos, o homicida tentou suicidar-se, com a caçadeira e foi depois transportado S. Bernardo, em Setúbal.
Segundo testemunhas, tratou-se de uma situação de conflito entre moradores da Rua Maria Matos, que se arrastava há algum tempo, devido a cães.

Actualizado – A segunda vítima mortal, um agente da PSP que não se encontrava de serviço, era também motorista do Gabinete do primeiro-ministro. O ferido grave, transportado para o Hospital de S. Bernardo, é um jovem filho deste agente da PSP.

Veja mais em :::> Comércio de Seixal

Sesimbra – GNR monta “caça ao homem” para capturar suspeitos de assalto

gnr

Suspeitos arrombaram uma caixa de multibanco de um hipermercado de Sesimbra, Setúbal

A GNR de Setúbal montou um dispositivo para capturar suspeitos de um assalto na terça-feira à noite a uma caixa de multibanco de um hipermercado de Sesimbra, Setúbal, disse hoje fonte daquela força de segurança.

Segundo a mesma fonte, os suspeitos, três pessoas, de acordo com testemunhas, arrombaram uma máquina de multibanco no hipermercado e puseram-se em fuga num carro, conduzido por um quarto elemento.

A mesma fonte adiantou que ainda estavam alguns clientes no interior do hipermercado Continente, em Sesimbra, cerca das 23:00, embora já tivessem encerrado as portas, quando os assaltantes encapuzados entraram nas instalações contíguas e um deles fez um disparo de arma automática para o ar.

De seguida, o grupo fez explodir uma caixa multibanco que se encontrava no local, não se sabendo ainda se utilizaram gás ou explosivos, e levaram as gavetas com dinheiro, pondo-se em fuga num carro, onde os aguardava um quarto elemento, em direção a Almada.

A GNR criou um perímetro no local do assalto dentro do hipermercado para recolha de provas e montou um dispositivo para capturar os fugitivos nas principais estradas da margem sul, adiantou a fonte à Lusa.
veja mais em Diário de Notícias

Seis pessoas detidas por posse de droga em operação em Setúbal

A GNR deteve seis pessoas e apreendeu droga durante uma operação de fiscalização de 24 horas, no distrito de Setúbal, revelou hoje a força de segurança.

setubal1111

Segundo um comunicado do Comando Territorial de Setúbal da GNR enviado à agência Lusa, entre os detidos está um suspeito de tráfico de droga ao qual foi apreendido 203,7 gramas de haxixe.
As outras pessoas foram detidas, de acordo com a Guarda, uma por usurpação de direitos de autor, outra por falta de habilitação legal para conduzir, duas por condução sob o efeito do álcool e outra por desobediência, por ter a carta de condução apreendida.

Foram ainda elaborados 89 autos de contraordenação relativos a fiscalização rodoviária, 31 autos de contraordenação referentes a fiscalização a estabelecimentos, tendo dois sido encerrados, elaborados dois autos de contraordenação relativos à fiscalização ambiental, um auto de notícia por usurpação de direitos de autor, e identificados três cidadãos estrangeiros.

Esta operação do Comando Territorial de Setúbal da GNR, com o envolvimento de todas as suas valências e 137 militares, decorreu entre as 07:00 de sexta-feira e as 07:00 de hoje, com o apoio da Autoridade Tributária (AT), da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) e do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Segundo a GNR, esta operação, teve como principal incidência a promoção da segurança em ambiente escolar e no transporte rodoviário de crianças e jovens, a segurança dos idosos e das suas residências, o combate à criminalidade ambiental, a fiscalização de estabelecimentos de diversão noturna e a segurança rodoviária, com intenção de “reforçar o sentimento de segurança e tranquilidade públicas junto dos cidadãos no distrito de Setúbal”.

Veja mais em :::> Notícias ao Minuto

GNR apreende 330 quilos de amêijoa em Sesimbra Ler mais: http://jregiao-online.webnode.pt/products/gnr-apreende-330-quilos-de-am%c3%aaijoa-em-sesimbra/

Amêijoa
A GNR de Setúbal apreendeu hoje 330 quilos de amêijoa durante uma operação de vigilância à atividade piscatória que decorreu no Marinho Professor Luiz Saldanha, junto a Sesimbra.

O Subdestacamento de Controlo Costeiro de Setúbal detetou uma embarcação a efetuar pesca com arte de ganchorra no parque Marinho Professor Luiz Saldanha.

“Após abordagem, foram apreendidos 330 quilos de amêijoa, que seguiam a bordo da embarcação, por terem sido capturados em área protegida, os quais foram devolvidos ao seu habitat natural por se encontrarem vivos”, refere a GNR.

Os infratores foram identificados e elaborado o auto de notícia por contraordenação.

Ler mais:Jornal da Região

Almada – Coronel da GNR foge de acidente

Oficial na reforma abandonou ferido grave no IC20 e seguiu. Arrisca acusação criminal

A própria GNR, através do destacamento de Setúbal, investiga o acidente em que interveio coronel

A própria GNR, através do destacamento de Setúbal, investiga o acidente em que interveio coronel

Um coronel da GNR na reforma foi o causador de um acidente de viação no IC20, perto de Almada, abandonando depois o local do desastre sem prestar qualquer auxílio ao ferido grave que dele resultou. Fonte oficial da GNR confirmou ao CM que o acidente em causa ocorreu pelas 20h20 de domingo. O coronel da Guarda Republicana conduzia no IC20, sentido Costa da Caparica-Almada, quando fez uma mudança de direção para sair para o Monte de Caparica. A viatura transportava uma mesa no tejadilho que, depois de se desprender, atingiu um motard que circulava atrás. O condutor deste veículo veio a embater num outro automóvel, sofrendo ferimentos graves. Apesar de ter constatado a gravidade do acidente, o coronel da GNR seguiu caminho. Só cerca de meia hora depois voltou ao local do desastre, para se inteirar do estado de saúde do ferido, já com uma patrulha de Trânsito da GNR de Setúbal a tomar conta da ocorrência. O coronel veio, mais uma vez, a abandonar o local. O oficial reformado da GNR viria, mais tarde, a apresentar-se no posto da Costa da Caparica. Foi identificado e o processo baixa a inquérito. O coronel poderá vir a ser constituído arguido por condução negligente e omissão de auxílio. Corrigir Feedback

Ler mais em: Correio da Manhã

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.