Tag: Incêndio

Incêndio no Montijo cortou circulação na A33

15.09.2017

Incêndio combatido por 57 bombeiros e 17 viaturas.

Um incêndio de mato na zona da Estrada Velha da Lançada, no concelho do Montijo, distrito de Setúbal, está em conclusão e a circulação na A33 já foi normalizada disse à Lusa fonte da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

“A situação já está normalizada e a circulação na A33 foi restabelecida”, disse à Lusa fonte da ANPC, depois de o incêndio ter obrigado ao corte da autoestrada devido ao fumo provocado pelas chamas. Segundo a Proteção Civil, o incêndio, cerca das 19h00, já estava em conclusão, apesar de ainda estarem no local 22 operacionais, apoiados por 11 viaturas.

Ler mais em: Correio da Manhã

Fogo junto ao Almada Fórum causa susto

Chamas arderam junto à via rápida que dá acesso à Caparica.

Um fogo que deflagrou numa zona de mato na zona do Feijó, em Almada, causou esta quinta-feira um susto para os moradores e condutores que circulavam na zona de acesso ao Almada Fórum, e as que passavam na via rápida que liga Almada à Caparica.

As autoridades foram alertadas para o fogo por volta das 19h40. O fumo intenso chegou a afetar o trânsito da Ponte 25 de Abril em ambos os sentidos, mas as chamas foram rapidamente controladas.

O fogo foi dado como extinto por volta das 21h00.

Ler mais em::::> Correio da Manhã

Fogo ameaça habitações na Trafaria


06.08.2017 19h43
Um incêndio na Trafaria, no concelho de Almada, está este domingo à tarde a ameaçar várias habitações, como é possível ver nas imagens publicadas nas redes sociais. O fogo lavra na Trafaria, perto também de uma zona industrial.

Um incêndio deflagrou hoje na Trafaria, Almada, numa zona de mato, perto dos silos da Repsol, estando a ser combatido por 65 bombeiros apoiados por 17 veículos, disse à Lusa fonte do Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS).

“O incêndio teve início às 19h20”, adiantou a mesma fonte, salientando que este começou “numa zona de mato, com algum pinhal” na Trafaria, mais propriamente perto de Porto Brandão, onde existem os silos da Repsol.

As chamas estão “muito intensas no local”, acrescentou a mesma fonte.

Com Lusa

Veja o ídeo em ::::> SIC Noticias

Setúbal – Chamas ameaçam hospital, hotel e casas em Setúbal Proteção Civil apela à população da Quinta dos Vidais e da Reboreda para abandonar o local.

Setenta bombeiros de diversas corporações, 21 viaturas e um helicóptero estão envolvidos no combate a um incêndio que deflagrou esta terça-feira à tarde em Setúbal. O fogo está a ameaçar uma zona de habitações no bairro da Reboreda e as pessoas estão em pânico nas ruas. A Proteção Civil Municipal está a apelar à população da Quinta dos Vidais e da Reboreda para abandonar o local devido à proximidade das chamas. O fogo está próximo do hospital da Luz, que já foi evacuado, de algumas moradias e de uma bomba de gasolina na EN 10. Esta estrada estava pelas 20h30 cortada ao trânsito na localidade de Viso, desde o quilómetro 32 ao 38, apresentando-se como via alternativa o cruzamento Vale da Rasca – Arrábida. O Hotel do Sado também foi evacuado devido à proximidade das chamas. O alerta para este violento incêndio que começou numa zona de mato à entrada de Setúbal foi dado por volta das 18 horas.

Veja mais em :::> Correio da Manhã

1987-88 Incêndio e demolição SFUAP

1988 Secção de Campismo e Sede da SFUAP

uma vista da fachada da colectividade antes do incêndio

;No dia 2 de Dezembro de 1987 a Sede da SFUAP estava em chamas

Em 1988 deu-se a demolição do edifício

Incendio e demolição

 

Bombeiros de Cacilhas ajudam no incêndio de Pedrogão

Saiu de cacilhas, às 16:30, a rendição dos operacionais do Distrito de Setúbal, que estão no combate ao incêndio em Pedrógão. Esta rendição está a ser efetuada, em autocarro cedido pela Câmara Municipal de Almada.

Veja mais em :::> BV Cacilhas

Incêndio em apartamento de Almada provoca ferimentos em moradores

Um incêndio deflagrou esta tarde na cozinha duma habitação social na avenida Professor Rui Luís Gomes, no Laranjeiro, Almada, e provocou dois feridos, um deles queimado com gravidade.

Trata-se de um homem de 64 anos que sofreu queimaduras de segundo grau nas pernas. O outro ferido, homem com 26 anos, foi assistido no hospital por inalação de fumos.

O alerta foi dado às 15.17 horas para o quarto andar do nº19 desta avenida e no local estiveram 26 operacionais e 12 viaturas dos Bombeiros Voluntários de Cacilhas, auxiliados pela PSP e pela Proteção Civil Municipal de Almada.

De acordo com o CDOS de Setúbal, por medida de precaução, foi ainda evacuado um ATL no rés-do-chão deste mesmo prédio, com seis crianças e três educadores.

Por se tratar duma habitação social, foi ainda para o local o departamento de urbanismo da autarquia almadense.

Maximino Viegas, adjunto de comando dos bombeiros voluntários de Cacilhas, congratula a PSP pela evacuação do edifício. “Quando lá chegámos, já ninguém estava no prédio graças ao trabalho dos agentes da PSP que chegaram antes. O combate às chamas foi bastante rápido, cerca de dez minutos, apesar do fumo intenso”.

Os feridos foram levados para o Hospital Garcia de Orta e o incêndio está já dado como extinto.

Os dois homens serão realojados em casas de familiares até que estejam reunidas as condições de habitabilidade do apartamento.

Veja mais em ::::> Jornal de Notícias

Um ferido grave em incêndio no parque de campismo da Costa de Caparica

Foram afetados “quatro alvéolos” do parque de campismo


Um incêndio que deflagrou hoje no Parque de Campismo do Inatel, na Costa de Caparica, Almada, causou um ferido grave, disse à agência Lusa do Comando de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal.

“Recebemos o alerta para o incêndio no Parque de Campismo do Inatel pelas 22:17, tendo-se registado uma vítima em estado grave”, disse a fonte do CDOS, referindo que não existe relato de mais feridos na ocorrência.

Segundo a mesma fonte, o incêndio afetou “pelo menos quatro alvéolos” do parque de campismo, mas cerca das 23:15 já estava extinto pelos bombeiros, não sendo ainda conhecidas as causas.

No local estiveram os bombeiros de Cacilhas e da Trafaria, as viaturas do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) do hospital São Francisco Xavier e do hospital Garcia de Orta, em Almada, bem como a GNR da Costa de Caparica.

Veja mais em:::> Diário de Notícias

Treze crianças feridas em incêndio junto a escola no Barreiro

TVI 24

2017-03-13 10:45

Chamas obrigaram a evacuar Escola Básica do 2º e 3º Ciclo do Álvaro Velho. No local foram ainda assistidas mais 15 pessoas por inalação de fumos e alguns casos de ansiedade, entre eles o proprietário do espaço onde ocorreu o incêndio

Treze crianças foram transportadas para o hospital do Barreiro com ferimentos ligeiros devido a um incêndio, já extinto, em anexos junto à Escola Básica do 2º e 3º Ciclo do Álvaro Velho, Barreiro, disse à agência Lusa uma fonte dos bombeiros.

“Ocorreu um incêndio em três anexos e algum canavial, numa zona contígua à escola. Não atingiu o edifício escolar, mas devido ao fumo muito intenso foi necessário evacuar a escola num total de 900 alunos, que foram deslocados para um local seguro por indicação da Proteção Civil”, disse à Lusa Bruno Loureiro, adjunto de comando dos bombeiros Sul e Sueste, do Barreiro.

O incêndio ocorreu às 08:52, conforme disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal, num zona de anexos que fica situada junto à vedação da escola, perto do pavilhão desportivo do estabelecimento.

Bruno Loureiro referiu que o incêndio causou ferimentos ligeiros em 13 crianças, que foram transportadas para o hospital do Barreiro. Nenhum caso é considerado grave.

Veja mais em TVI 24

Morre carbonizado em parque de campismo no Meco

Para já, desconhecem-se as causas que provocaram o fogo

Um homem com cerca de 50 anos morreu carbonizado vítima de um incêndio durante a madrugada de quinta-feira no parque de campismo Campimeco, na aldeia do Meco, em Sesimbra. O alerta às autoridades foi dado por volta da 01h00 da manhã, no entanto, o óbito acabou por ser declarado no local, mesmo com a ajuda dos restantes utentes do parque de campismo que tentaram evitar o pior. O CM sabe que a vítima vivia há cerca de cinco anos num dos fabricados que servem o Campimeco, e onde deflagrou o fogo que lhe tirou a vida. No local estiveram a GNR e os Bombeiros Voluntários de Sesimbra. O caso está agora entregue à Polícia Judiciária de Setúbal que está a apurar as causas do incêndio.

Ler mais em: Correio da Manhã

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.