Tag: Lisboa

Medina quer “mandar” nos transportes da Área Metropolitana de Lisboa

Festival VISÃO

22.04.2018 às 19h27
JOSE CARLOS CARVALHO

O Presidente da Câmara de Lisboa revela que o Governo vai responder até junho às pretensões da AML e da Área Metropolitana do Porto sobre a criação de um bilhete único intermodal. Inês de Medeiros defende que a Costa de Caparica seja um “resort de ecoturismo” para quem visita Almada

Longe vão os tempos em que Lisboa e Almada viviam, aparentemente, de costas voltadas. Esta tarde, no painel “Os dois lados do Tejo”, inserido no Visão Fest, que decorre no Capitólio, em Lisboa, os presidentes das duas autarquias, Fernando Medina e Inês de Medeiros, alinharam os discursos e defenderam que é preciso reforçar “a complementaridade” entre os concelhos, quer para servir melhor quem neles vive, quer para benefício de ambos no que respeita ao boom turístico que se verifica no País.

Para Inês de Medeiros, está na hora de “olharmos para o Rio Tejo não como um obstáculo”, mas como “o centro” da Área Metropolitana de Lisboa (AML), motivo que considera suficiente para que sejam revistas muitas questões na mobilidade e nos transportes, na habitação e no turismo, numa articulação feita entre 18 concelhos e não apenas de forma bilateral (Almada-Lisboa).

A autarca almadense entende que “o excesso de carros” na capital, criticado por Fernando Medina, poderia começar a resolver-se com a criação de “um passe intermodal para a AML, a um preço acessível”, assim como através do desenvolvimento do “transporte fluvial em todo o arco ribeirinho” dos concelhos da margem sul do Tejo.

Fernando Medina foi mais longe e, vestindo o fato de presidente da AML, adiantou no debate moderado pelo jornalista Filipe Luís, que em março, numa “cimeira” entre a AML, a Área Metropolitana do Porto e o Governo, foi proposta a transferência de competências do plano nacional para o intermunicipal.

“Nós queremos assumir as competências das questões da mobilidade e queremos assumir a propriedade ou co-propriedade das empresas de transportes de âmbito metropolitano. Queremos ser nós a mandar na forma como eles se organizam e queremos encontrar uma fórmula para que possamos ter transportes acessíveis”, afirmou o chefe do executivo da capital.

Quanto ao diálogo com o Governo de António Costa, Fernando Medina revelou que ficou estabelecido que haveria uma resposta “já no mês de junho acerca do caderno de encargos que a AML e a AMP apresentaram. E que propostas foram essas? Um “plano de investimentos relativamente aos transportes na Área Metropolitana”, a “passagem do poder de regulação e comando para a Área Metropolitana” e também a “criação de um fundo que permitisse reduzir os preços dos tarifários e criar um bilhete único para a AML”.

Inês de Medeiros, que subscreve a iniciativa, indicou ainda que também no capítulo do turismo será necessário reforçar a coordenação entre as duas cidades e que, além da reabilitação do Cais do Ginjal (Cacilhas) ou do plano de urbanização da Lisnave, o papel da Costa de Caparica terá de ser reforçado. Atendendo à dimensão das reservas florestais junto às praias, defendeu mesmo que “a Costa de Caparica tenha de ser vista como um resort de ecoturismo” e não como um objeto de turismo de massas, como até aqui tem acontecido – dado os seus 15 quilómetros de contínuo areal.

Já quando o debate foi aberto às questões da plateia, ambos voltaram a estar sintonizados na necessidade de haver uma decisão tão “rápida” quanto possível acerca da construção de um segundo aeroporto na grande Lisboa. Medina deixou, contudo, o reparo de que “o Montijo não é solução ideal para Lisboa”, ao passo que Medeiros salientou que a construção é “uma inevitabilidade”, seja no Montijo ou noutro local.


Veja mais em :::> VISÂO

Prova de natação homenagem a José Freitas

Prova de Águas Abertas, para federados e populares realizou-se a 2 de Setembro junto ao Terreiro do Paço.
A prova de mar José Freitas resulta da sinergia criada entre a Câmara Municipal de Lisboa e a Associação de Natação de Lisboa no intuito de fazer renascer no Tejo as tradições que serviram de berço para o crescimento da natação em Portugal.

Para homenagear e celebrar a figura mítica e incontornável da natação nacional, o Prof. José Freitas, a Associação de Natação de Lisboa e a Camara Municipal de Lisboa organizam a primeira edição da prova que pretende associar a história do nadador/treinador/embaixador, aos maiores símbolos da sua carreira e da cidade de Lisboa.

Irão ser realizadas duas provas, uma para federados e outra em formato “Mass Event” para populares que se queiram associar a esta iniciativa.

VITÓRIA DO EX-PUPILO José Paulo Carvalho da SFUAPiedense

TVI
Tejo voltou a ser piscina para prova de natação
Ontem

Este sábado, cumpriu-se a primeira edição da prova “José Freitas”, uma homenagem ao nadador de 85 anos, que foi recordista da travessia do estreito de Gibraltar

TVI vídeo ::::>Click aqui para ver

Acidente com barco no Terreiro do Paço faz 34 feridos

<h3>Catamarã vindo do Barreiro choca contra cais e fere passageiros.

Um barco de transporte de passageiros embateu no cais do Terreiro Paço, em Lisboa, por volta das 8h30 desta manhã, causando 34 feridos. A embarcação é um catamarã da Soflusa que tinha saído do Barreiro pelas 8h10. O comandante Paulo José Isabel, da Polícia Marítima de Lisboa, diz ao CM que “os ferimentos ocorreram após o forte embate do barco contra o cais”. “Havia muita gente de pé, que foi projetada no choque. Temos indicação de existirem 33 feridos. Felizmente, não existem feridos graves”, acrescenta o oficial à CMTV. O balanço seria mais tarde atualizado para 34 feridos.

Sobre as causas do acidente, José Isabel disse à Lusa que “A velocidade certamente que não era [a mais adequada], isso não resta dúvidas. Agora, foi prejudicada pela falta de visibilidade”, disse o comandante do Porto de Lisboa, falando numa “má avaliação” da parte do piloto. “Ao vir com essa velocidade – o comandante pensava que estava mais longe – acabou por embater no cais”, concretizou. O catamarã acidentado, , com o nome ‘Antero de Quental’, tinha a bordo 561 passageiros e quatro tripulantes. segundo os dados da Capitania do Porto de Lisboa, dos 34 feridos, 32 são mulheres e dois são homens. A maior parte dos feridos que necessitaram de tratamento hospitalar foram encaminhados para o hospital de São José, onde entraram 19 pessoas com ferimentos ligeiros. O INEM enviou para o local pelo menos sete ambulâncias e as vítimas estão a ser assistidas no terminal fluvial.

Ler mais em: Correio da Manhã

Pesca de milhões na margem do Tejo

Terrenos da Lisnave, Quimigal e Siderurgia Nacional estão a ser vendidos no estrangeiro. Mas reabilitar não será fácil.

lisnave

Após a presença no MIPIM, certame de imobiliário em Cannes (França) aonde foram os presidentes das câmaras de Almada, Barreiro e Seixal , em que o Lisbon South Bay atraiu investidores do Reino Unido, Marrocos e Hong Kong, seguem-se agora apresentações no Brasil.

Lisbon South Bay: A “porta atlântica” que quer conquistar o Brasil

Projeto de dinamização económica da cidade de Lisboa e da Margem Sul ruma ao Brasil
Este mês, a empresa Baía do Tejo ruma ao Brasil para apresentar um dos mais inovadores projetos empresariais portugueses e que visa dinamizar a zona económica de Lisboa e da Margem Sul.
O Lisbon South Bay foca-se na requalificação de três zonas situadas nas margens do rio Tejo: Lisboa, Barreiro, Seixal e Almada. Lembrando que estas foram zonas que sempre contribuíram para a dinamização económica da cidade e do país, o projeto, da autoria da empresa Baía do Tejo, quer atrair mais investimento estrangeiro.

O projeto inclui também espaço para habitação, tornando a zona mais atrativa não só para os de fora, mas para os que já moram nestas zonas. Criar mais emprego é outra das finalidades do projeto que se quer tornar numa referência a nível nacional.

Para que isso aconteça, vai começar a ser apresentado lá fora. Depois de Cannes, o Brasil é o próximo território a conhecer melhor esta iniciativa, que quer mostrar que estas zonas possuem as condições para qualquer tipo de negócios, indicou fonte da Baía do Tejo ao Notícias ao Minuto. O arquiteto Sérgio Saraiva será o responsável pela apresentação.

“Em coordenação com a Invest Lisboa, a Lisbon South Bay vai estar presente num roadshow por 4 cidades brasileiras, onde serão efetuadas diversas palestras sobre as oportunidades, vantagens e incentivos da região de Lisboa para investimentos, empresas e empreendedores brasileiros”, conta o também administrador executivo da Baía do Tejo.

Brasília, Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro serão as cidades onde o projeto será apresentado. “Os eventos terão lugar nas várias embaixadas e consulados e certamente contarão com a presença de empresas brasileiras interessadas em garantir a sua presença em Portugal”, diz o arquiteto.

O objetivo, esclarece, “é conseguir contactar com empresários e sinalizar os territórios geridos pela empresa como excelentes oportunidades”, provando que Lisboa é a melhor “porta atlântica para as empresas brasileiras entrarem no mercado europeu”.

Veja mais em :::::> Correio da Manhã

Notícias ao minuto

Área Metropolitana de Lisboa quer discutir programa POSEUR com ministro do Ambiente

ambiente
A Área Metropolitana de Lisboa (AML) vai solicitar uma audiência ao ministro do Ambiente para discutir as condições de candidatura dos municípios aos fundos para a renovação de redes de água e saneamento, decidiu hoje o conselho metropolitano.

“Temos de dizer com clareza que o POSEUR [Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência na Utilização dos Recursos] e os fundos do Ambiente são para o desenvolvimento e para a sustentabilidade ambiental das águas e do saneamento, não são uma verba cativa do grupo Águas de Portugal”, criticou o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina (PS).

O autarca, que falava no Conselho Metropolitano de Lisboa, afirmou que, após a polémica reestruturação do setor da água, só faltava “as verbas do POSEUR relativamente aos sistemas de ‘baixa’ [redes de abastecimento ou de recolha de efluentes] serem canalizadas prioritariamente para as áreas em que há acordos de parcerias” com entidades do grupo Águas de Portugal.

A decisão de solicitar uma “reunião urgente” ao ministro do Ambiente resultou das críticas da vice-presidente da Câmara do Barreiro, Sofia Martins (CDU), avisando que, em relação às candidaturas ao POSEUR para renovação de redes do ciclo urbano da água, “ainda que sejam avisos dirigidos a situações particulares, não têm a possibilidade de elegibilidade da maior parte dos municípios, principalmente da área metropolitana”.

A autarca explicou que, apesar das garantias do ministro Jorge Moreira da Silva, de que as verbas seriam canalizadas para as autarquias, há a necessidade de garantir que “todos os municípios, antes da publicação de qualquer aviso, possam ser considerados beneficiários e com características de elegibilidade”.

O presidente da Câmara do Montijo, Nuno Canta (PS), defendeu que são precisos “ajustes” aos critérios de candidaturas ao POSEUR, porque, apesar de em termos globais a AML possuir um bom nível de desenvolvimento na área do saneamento básico, alguns municípios ainda precisam de investir neste setor.

O presidente do conselho metropolitano, Basílio Horta (PS), sugeriu à comissão executiva que seja enviada uma exposição ao ministro do Ambiente antes da “marcação urgente” de uma audiência e referiu que posteriormente os 18 autarcas da AML tomarão posição em relação à resposta governamental.

O conselho metropolitano é o órgão deliberativo da AML, que integra os municípios de Alcochete, Almada, Amadora, Barreiro, Cascais, Lisboa, Loures, Mafra, Moita, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Seixal, Sesimbra, Setúbal, Sintra e Vila Franca de Xira.

O POSEUR é um dos programas criados para a aplicação das verbas do programa comunitário Portugal 2020 e visa contribuir para o crescimento sustentável, através de “uma economia de baixo carbono”, com a utilização mais eficiente dos recursos.

Veja mais em :::> Jornal da Região

Impugnada eleição de António Costa no Conselho Metropolitano de Lisboa

os presidentes das câmaras de Almada , Seixal, Alcochete, Barreiro, Moita, Loures, Palmela, Sesimbra e Setúbal defendem que cada um dos 18 presidentes dos municípios da Área Metropolitana de Lisboa “têm direito a um só voto”, contestando a votação ponderada
acosta

De acordo com a mesma fonte, António Costa “já foi notificado” e, “como a decisão é contraditória com outra do Supremo Tribunal Administrativo (STA) sobre os vice-presidentes, vai interpor recurso para uniformização de jurisprudência”.
A CDU anunciou esta quarta-feira que o Supremo Tribunal Administrativo deu razão a esta coligação quanto à impugnação da eleição de António Costa como presidente do Conselho Metropolitano de Lisboa.

“Nós recebemos a informação do STA a indicar que o recurso que tínhamos feito nos dava razão e que, portanto, a eleição do presidente António Costa para presidente do Conselho Metropolitano era nula”, disse à agência Lusa Carlos Humberto (CDU), presidente da Câmara do Barreiro e ex-presidente da antiga Junta Metropolitana de Lisboa.

O autarca explicou que em causa está a falta de quórum da reunião que elegeu António Costa.

Carlos Humberto realçou que o tribunal considerou que o quórum “é metade mais um”, pelo que a eleição de António Costa para o Conselho Metropolitano decorreu sem quórum, porque os nove autarcas da CDU, metade dos 18 representantes de municípios na AML, abandonaram a sala antes da votação.

De acordo com o autarca comunista, após esta decisão “é preciso fazer uma nova eleição” do presidente.

Veja mais em :::> Jornal de Notícias

Ferries de carros vão para Belém

trafaria

Medida retira veículos do centro histórico de Lisboa e aproxima utentes da Caparica.´

O transporte de veículos por ferry entre Lisboa e Almada, a partir do dia 26, passa a ser efetuado entre a Trafaria-Porto Brandão e Belém, terminando nessa data a ligação Cacilhas-Cais do Sodré.

A administração da Transtejo justifica a medida pela necessidade de responder “de forma abrangente às necessidades de acessibilidade entre as duas margens do Tejo, contribuindo, igualmente, para a melhoria da distribuição do tráfego” nas cidades de Lisboa e Almada.

Com esta solução são descongestionados os centros urbanos e históricos de Almada e Lisboa. Informa a Transtejo que com este novo percurso vai oferecer aos seus utilizadores algumas vantagens em termos económicos, como o desconto de 10% na aquisição do novo pack de 10 bilhetes. O valor dos bilhetes simples para motos e triciclos vai ser reduzido de 1,80 € para 1,60 €.

“Com esta alteração da rota vamos contribuir para encorajar a escolha de caminhos alternativos e promover hábitos de vida saudáveis”, disse o presidente da Transtejo, João Pintassilgo. “O transporte de bicicletas é gratuito, o que permite uma articulação natural entre as ciclovias de Lisboa e Almada”, acrescentou João Pintassilgo.

Ver mais em :::>Correio da Manhã

Milhares de pessoas participaram na meia marota de Lisboa

Foto de Miguel Casanova

Foto de Miguel Casanova

Milhares de pessoas participaram hoje de manhã na meia maratona de Lisboa, prova de atletismo que começou na praça da portagem da Ponte 25 de Abril e terminou em frente ao Mosteiro dos Jerónimos, em Belém.

Os presidentes das câmaras municipais de Lisboa, António Costa, e de Oeiras, Paulo Vistas, foram algumas das pessoas que passaram a Ponte 25 de Abril a correr, juntamente com cerca de 40 mil participantes.

Já os ministros da Presidência e dos Assuntos Parlamentares, Luís Marques Guedes, e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, Pedro Mota Soares estiveram presentes na iniciativa para entregar os prémios aos vencedores, nomeadamente na prova de deficientes motores em cadeiras de rodas.

Em declarações à agência Lusa, o ministro Mota Soares afirmou que o número de atletas com deficiência cresceu na edição de este ano da corrida, destacando o recorde feminino conquistado na prova.

“Esta corrida tem uma importantíssima parte de atletas com deficiência”, disse, sublinhando que a prova “foi um grande sucesso a todos os níveis”.

“Sabemos a importância de valorizar o desporto, nomeadamente em tudo o que tem a ver com muitos dos atletas paralímpicos e com deficiência que ultrapassam todos as dificuldades e dão o melhor de si próprio”, sustentou ainda.

Lusa/SOL
Vídeo de Miguel Casanova

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.