Tag: Paredão

Adjudicada recuperação de 430 metros do paredão da Caparica por 600 mil euros

costa-caparicaparedao

Almada, 20 mai (Lusa) – O secretário de Estado do Ambiente, Paulo Lemos, adjudicou hoje o contrato de reabilitação de 430 metros do paredão da Costa da Caparica (Almada), por 600 mil euros, obra que será financiada em 85% por fundos comunitários.

“Esta obra é muito importante para a segurança de pessoas e bens”, disse Paulo Lemos, adiantando que a comparticipação portuguesa será assegurada pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e que o prazo de execução das obras é de dois meses.

“Esta zona do paredão está muito danificada. Não foram só os temporais recentes, os temporais anteriores também já tinham provocado alguns danos. Mas este ano houve galgamentos [do mar] que puseram em risco a zona do parque de campismo”, acrescentou.

O secretário de Estado do Ambiente revelou também que o contrato para a recarga de areias em seis praias da Caparica, desde a praia da Saúde à praia de São João, também já foi adjudicado, na segunda-feira, por cinco milhões de euros, neste caso com financiamento comunitário de 100%.

Segundo o governante, “a recarga de areias em seis praias da Costa da Caparica vai decorrer durante a época balnear, mas só vai obrigar à interdição de cada uma das praias intervencionadas durante uma semana”.

“Esta obra [recarga de areias] não estava prevista para este ano, porque estávamos à espera das dragagens que o porto de Lisboa vai realizar para aproveitarmos as areias. Mas tendo em conta a situação provocada pelos temporais, o ministro do Ambiente decidiu avançar com a recarga de areias”, acrescentou.

Paulo Lemos justificou o facto de a recarga de areias decorrer durante a época balnear lembrando que “foi necessário um reforço do orçamento da Agência Portuguesa do Ambiente e uma nova candidatura as fundos comunitários”.

Veja mais em :::> Porto Canal

Fechado o paredão da Costa de Caparica

costa9

Durante a manhã, muitas pessoas estiveram na Costa de Caparica na zona junto ao paredão onde esta noite as ondas voltaram a fazer estragos. Mas esta tarde já não o vão poder fazer porque as autoridades decidiram voltar a encerrar aquele local.

Veja o Vídeo em:::> RTP

Paredão da Costa de Caparica interdito de novo

costa_7

O posto da Costa de Caparica está a acompanhar a evolução das marés e a controlar as condições climatéricas
A situação na Costa de Caparica, Almada, voltou a piorar, com o mar a galagar o paredão junto à praia, pelo que a zona está interdita ao público, disse hoje à agência Lusa fonte da Polícia Marítima.

A mesma fonte acrescentou que, até ao momento, não há estragos a registar, mas como a preia-mar ocorre às 16:18 o paredão foi já interdito.

Hoje de manhã, a zona das praias esteve acessível ao público, já que a agitação do mar esteve mais calma, mas com o aproximar da preia-mar as ondas voltaram a galgar o paredão junto à praia do CDS, onde os cafés e restaurantes foram inundados na madrugada de sábado pelas ondas, referiu a fonte da Polícia Marítima.

O posto da Costa de Caparica está a acompanhar a evolução das marés e a controlar as condições climatéricas.

Na madrugada de sábado, as ondas galgaram o paredão inundando os estabelecimentos comercias da zona e arrastando areia e pedras para o paredão e parque de estacionamento.

A situação voltou a repetir-se, com menos intensidade, à hora do almoço de sábado e novamente esta madrugada (por volta das quatro da manhã de domingo).

Ver mais em :::> Jornal I

Circulação de pessoas proibida no paredão na Costa da Caparica

Reportagem  sobre a Praia da  Costa da Caparica.

A circulação de pessoas está proibida no paredão da frente urbana da Costa da Caparica, em Almada, devido à agitação marítima, anunciou hoje a Marinha Portuguesa.
De acordo com um comunicado hoje divulgado pela Marinha, “devido às condições meteorológicas adversas na orla costeira, a Capitania do Porto de Lisboa interditou a circulação de pessoas no paredão da frente urbana da Costa da Caparica, desde São João da Caparica até à Nova Praia”.

Segundo fonte do Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal, contactado pela agência Lusa, no local estão sete viaturas e 15 elementos das corporações de bombeiros de Cacilhas e de Almada.

De acordo com a mesma fonte, os restaurantes e bares daquela zona foram encerrados, por precaução.

Lusa/SOL

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.