Tag: policia

Homem atropela companheiro da ‘ex’ em Almada

Criminoso atuou com “medo” por temer agressões de praticante de jiu jitsu.

Correio da Manhã

Um homem de 33 anos atropelou o atual companheiro da ex-namorada de forma intencional, no Laranjeiro, em Almada, no sábado. Acabou detido instantes depois pela PSP de Setúbal.

O agressor, que partilha a guarda da filha menor com a ‘ex’, preparava-se para passar o fim de semana com a menina depois de a ter ido buscar à casa da mãe. Explicou aos agentes da PSP que atuou para se defender, depois de a vítima o ter ameaçado com agressões.

Com medo e, tendo em conta o facto de o companheiro da ‘ex’ ser praticante da arte marcial jiu jitsu, lançou o carro em que seguia contra o homem, às 07h45.

O caso aconteceu à porta da casa onde a menina mora com a mãe e com o padrasto. A vítima teve de ser assistida pelos bombeiros de Cacilhas e hospitalizada.

Correio da Manhã

Férias tiram gratificados a polícias de Almada

56 250 euros por pagar a 125 agentes da PSP.

As férias do agente da PSP de Almada responsável pelo processamento e pagamento dos gratificados de 125 colegas impediram que os polícias que efetuaram os serviços remunerados na área de intervenção desta força de segurança, durante o mês de julho, fossem pagos. Deveriam ter recebido um total de 56 250 euros. A situação, denunciada ao CM pelo Sindicato Unificado da PSP (SUP), foi confirmada por fonte oficial do Comando de Polícia de Setúbal, que tutela a Divisão de Almada. “A situação está a ser corrigida e podemos garantir que os polícias prejudicados serão compensados”, explicou a mesma fonte oficial. Segundo o SUP, “esta tem sido uma situação recorrente nos últimos dois anos”. O agente em causa, que ainda se encontra em gozo de férias, está incumbido, em exclusivo, de contabilizar todos os gratificados feitos na área da PSP de Almada, e depois processá-los nas folhas salariais. “Este agente trabalha sozinho e de cada vez que vai de férias os polícias ficam sem receber. O comandante da PSP de Almada tem obrigação de zelar para que os gratificados sejam lançados”, afirma Peixoto Rodrigues, presidente do SUP. Pormenores 450 euros mensais Ao que o CM apurou, cada polícia de Almada que ficou sem receber devido às férias do colega ganha em média 450 euros mensais em gratificados. Tipo de serviços Os policiamentos gratificados que estão por pagar na PSP de Almada dizem respeito a vigilâncias feitas em eventos desportivos e a edifícios públicos e privados, como hospitais. Complemento Os polícias recebem os gratificados, em regra, dois meses depois de os fazerem.

Ler mais em: Correio da Manhã

PSP baleado a tiro de caçadeira no Montijo

Duas pessoas foram detidas.

Um agente da PSP foi atingido esta sexta-feira por um tiro de caçadeira disparado de um prédio no Bairro do Esteval, no Montijo. O homem, de 26 anos, foi atingido na cara, ombro e peito. Na altura do disparo o agente estava com outros elementos da polícia, nomeadamente da investigação criminal. Acabou por ser a própria vítima a contactar o INEM para pedir ajuda. O agente, que estava de folga, foi transportado pelo INEM para o hospital do Barreiro, e o seu estado de saúde não é grave. O homem tentava encontrar os autores de um furto de um motociclo quando foi disparado um tiro de caçadeira de um prédio e o atingiu, adiantou a polícia. Dois homens, pai e filho, que viviam no quarto andar desse mesmo prédio foram detidos e encontram-se na esquadra do Montijo. Os suspeitos fugiram numa carrinha que usavam para trabalhar e foram detidos perto da Moita. Segundo apurou o CM, os detidos dedicam-se à venda de produtos por todo o País. O INEM recebeu o primeiro alerta de um popular às 15h52 e dois minutos depois recebeu a chamada do agente.

Ler mais em: Correio da Manhã

2016 Almada Moedas denunciam assaltante com RSI

Funcionárias de restaurante foram ameaçadas por ladrões armados

Funcionárias de restaurante foram ameaçadas por ladrões armados

Dois homens – um deles beneficiário do Rendimento Social de Inserção (RSI) -, que assaltaram uma pizaria de Almada roubando 800 euros do cofre, foram traídos pelo pagamento do combustível do carro da fuga. Minutos depois do ataque armado abasteceram a viatura e pagaram com moedas. Foram presos pela PJ de Setúbal e colocados em liberdade pelo tribunal. Segundo apurou o CM, os suspeitos, de 21 e 26 anos, têm largos antecedentes por agressões, furtos, roubos, tráfico de droga, desobediência e posse de arma proibida. Nenhum tem emprego, vivendo dos assaltos e, um deles, do RSI que recebe. Foi com uma pistola que, em finais de agosto, os dois homens invadiram a pizaria localizada na zona da Cova da Piedade. No restaurante estavam duas funcionárias, que foram ameaçadas com a arma de fogo e forçadas a abrir o cofre. Os assaltantes – que atuaram com gorros passa-montanhas e luvas – amealharam 800 euros, metade dos quais em moedas. E foi para ‘despachar’ as moedas que, pouco após o roubo, foram abastecer o carro da fuga a um posto de combustíveis próximo da pizaria assaltada. Atestaram o depósito e pagaram com moedas toda a despesa. A PJ de Setúbal começou a investigar o caso e chegou à identidade dos suspeitos, tendo refeito os passos dos mesmos desde a pizaria até à bomba de gasolina. Presentes a tribunal, os homens ficaram obrigados a apresentarem-se três vezes por semana à Polícia e proibidos de contactar entre si.

Ler mais em: Correio da Manhã

Almada – Vítima leva PSP até assaltantes

<metroalmadah2>Ladrões usaram golpe de jiu-jitsu que deixou jovem a dormir

O jovem de 21 anos falava ao telemóvel enquanto caminhava e nem sequer se apercebeu de que estava a ser perseguido. Quando parou na estação do Metro Sul do Tejo (MST) da Ramalha, em Almada, ao final da tarde de sexta-feira, os três ladrões rodearam-no e um deles aplicou-lhe mesmo um golpe de estrangulamento de jiu-jitsu, que causou o desmaio da vítima, permitindo o roubo do telemóvel.

O rapaz perdeu os sentidos durante poucos segundos e quando tomou consciência ainda viu os três ladrões a fugirem pela linha do metro. Já refeito, entrou num comboio e percorreu duas estações sempre a visualizar os assaltantes. Saiu da carruagem, mal viu um polícia.

O agente, que fazia um serviço gratificado na estação do metro, ouviu o relato da vítima do violento assalto e, de imediato, mobilizou meios da polícia.
Uma brigada à civil de agentes da PSP de Almada acolheu o jovem de 21 anos na respetiva viatura de serviço e iniciou a busca pelos assaltantes.

Os ladrões viriam a ser descobertos entre os bairros Branco e Cor de Rosa, no Monte de Caparica. Um deles fugiu de imediato, tendo a PSP perseguido os outros dois.

Uma Equipa de Intervenção Rápida da PSP de Almada que estava de patrulha na zona também foi chamada ao local. Os agentes detetaram os dois fugitivos e correram atrás deles. Um foi preso debaixo de um carro e o outro fugiu para um canavial, onde também foi detido. O telemóvel foi recuperado.

Setúbal – Polícia trava motim no mar

setubal
O Grupo de Ações Táticas da Polícia Marítima tomou ontem de assalto o navio liberiano ‘Celine’, que se encontrava a 52 milhas de Setúbal, depois de um tripulante ter agredido o comandante e o 2º comandante. O primeiro ficou com ferimentos em dois dedos de uma mão e o segundo também apresentava marcas de agressão.

O homem ameaçou incendiar o navio e os oficiais tiveram de se refugiar na ponte. O tripulante, de nacionalidade turca, foi detido e entregue ao SEF.

O alerta foi dado às 09h10 e a operação terminou perto das 18h00. Ao que o CM apurou, na origem do motim estão motivos laborais, e o homem, com cerca de 40 anos, não ofereceu resistência à detenção. Na operação, coordenada com a Marinha e a Força Aérea, estiveram 21 agentes.

Veja mais em Correio da Manhã

Setúbal – Inspetor da PJ acusado de fraude de 6,6 milhões de euros

O inspetor da Polícia Judiciária de Setúbal João de Sousa, em prisão preventiva, é um dos 30 arguidos acusados de uma fraude de 6,6 milhões de euros no negócio do ouro, revelou esta sexta-feira a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa.

setubal

O Ministério Público decidiu acusar os suspeitos, cinco dos quais em prisão preventiva, da prática de diversos crimes: associação criminosa, branqueamento, fraude fiscal qualificada, corrupção ativa, recetação, falsificação e detenção de arma proibida.

Entre os 30 arguidos, além do inspetor da judiciária, está o então presidente da Associação de Comerciantes de Ourivesaria e Relojoaria do Sul (ACORS), Paulo Martinho, também ele a aguardar o julgamento em prisão preventiva.

De acordo com a PGDL, o grupo adquiria peças em ouro através de lojas próprias, e de fornecedores espalhados pela zona da Grande Lisboa e Alentejo, sem proceder à respetiva declaração fiscal e à comunicação, obrigatória, à Polícia Judiciária.

As peças de ouro eram depois fundidas e transformadas em barras, que eram transportadas de avião pelos arguidos e vendidas na cidade de Antuérpia, na Bélgica. Mais tarde, o grupo decidiu fazer o transporte de barras em ouro através de uma empresa especializada, por questões de segurança.

Segundo revela a PGDL, a organização terá vendido mais 1.600 quilos de barras de ouro na Bélgica, o que representa mais de 61,9 milhões de euros, e o valor da fraude está calculado em 6,6 milhões de euros.

O grupo foi desmantelado em março do ano passado, apesar de a investigação da Polícia Judiciária de Setúbal já decorrer há mais de um ano.

Veja mais em Jornal de Notícias

Moita – Atiça cão feroz e força polícia a dar-lhe 3 tiros

Proprietário do animal foi preso na Moita

cao
Um agente da PSP da Baixa da Banheira, Moita, foi forçado a dar três tiros a um cão pitbull, que foi atiçado pelo dono contra o polícia e um colega. O proprietário do animal foi preso. Os dois agentes policiais estavam em patrulha numa rua da freguesia do Vale da Amoreira, pelas 03h30 de ontem, quando se depararam com um homem, de 28 anos, que caminhava na rua junto a um cão pitbull, sem açaime e trela. Quando constatou a presença da PSP, o homem mandou o animal atacar os dois agentes. Um dos polícias sacou a arma de serviço e fez três disparos contra o cão. O pitbull foi transportado por técnicos do canil municipal da Moita com ferimentos. O dono do cão foi detido e constituído arguido.

Ler mais em: Correio da Manhã

Polícia Marítima resgatou dois náufragos no Sado

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Um embarcação de madeira que se encontrava no estuário do Sado naufragou, esta terça-feira de manhã, perto do Outão, mas os dois tripulantes foram resgatados com vida pela Polícia Marítima.

“O alerta foi dado cerca das 09.40 horas pelos dois tripulantes da embarcação ‘Sofia de Palhais’, que estariam com problemas no motor, mas quando a Polícia Marítima chegou ao local a embarcação já tinha naufragado e os dois homens já estavam dentro de água, com os coletes vestidos”, disse à agência Lusa Luís Jiménez.

De acordo com o comandante do porto de Setúbal, os dois náufragos, de 62 e 65 anos, foram transportados pela Polícia Marítima até ao cais das Fontainhas, de onde seguiram, cerca das 11.30 horas, de ambulância para o Hospital de São Bernardo.

Segundo Luís Jiménez, os dois náufragos estão livres de perigo

Veja mais em ::::> Jornal de Notícias

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.