Tag: Presidenciais

Eleições Presidenciais 2021

17 de Janeiro 2021

ALMADA

José João Pires

“Fila enorme no Pavilhão Municipal de Almada para votar presidenciais antecipadamente. Não posso ir cortar o cabelo por marcação ao Ze Barbeiro e para aqui já se pode andar em fila até ao cimo da rua! Porque não adiaram as eleições?Sou crítico tal como nas baldas pelo Natal que deu no que deu! Depois não se queixem! Haja coerência!”

Ermelinda Toscano

“Voto antecipado em mobilidade no concelho de Almada. Muitas dezenas, muitas mesmo, numa fila enorme durante a manhã. Era assim às 10:30H e agora às 12:15H ainda está pior. Desisti de votar hoje. Deve ser mais descansado no próximo domingo.”

Ana Bely Mayan

https://www.facebook.com/100009224416910/videos/2797984607185659

Paulo Gomes

https://www.facebook.com/paulo.gomes.315428/videos/3558950614222143

Helder Pereira

Pedro Guerreiro

“São 18:30 da tarde isto está assim desde manhã para votar.fds para o António costa”

SEIXAL

Carlos Dias

“É vergonhoso este cenário. Uma autêntica falta de civismo e de consciência nesta situação de Estado De Emergência… Voto antecipado nas instalações da CMS.
Vai Ficar TUDO BEM ( Só que NÃO)”

Cristina Pereira

Não entendo explicação para este disparate.Votar antecipadamente no pico da 3a vaga Covid19 e o cenário é este junto à CM Seixal.Impedir propagação de vírus é tarefa impossível perante comportamentos como este. Por mais leis, regras, restrições, os números da pandemia em Portugal não reduzirão nem se evitará a ruptura do SNS previsto para muito breve. Apenas o comportamento individual que fará a diferença, e, definitivamente, aqui não está correcto”

Pedro Filipe Tomás

“Felizmente o vírus é um peão e só se desloca para a frente… há civismo e respeito pelas regras por parte dos eleitores que guardam a distância na fila. Contudo, faltou a esta assembleia de voto contemplar que se as filas são lado a lado também as pessoas ficam a escassos centímetros umas das outras…”

MONTIJO

Helder Simoes

Eleitores de Palmela queixam-se de falta de organização

ão várias as pessoas do concelho de Palmela que solicitaram ao abrigo do voto antecipado, a reclamar das longas filas na única mesa de voto que foi instalada na Escola Preparatória Hermenegildo Capelo, em Palmela.

Os relatos estão a ser deixados nas redes sociais com as fotografias e onde informam que estão desde as 10h30 numa fila indeterminável para que possam votar antes do próximo domingo, 24 de janeiro.

vEJA MAIS EM ::::>Diário do Distrito

Presidenciais 2016 – Marcelo teve mais votos em todos os distritos

marcelo
No Norte e no Centro o domínio foi esmagador, mas até em Beja o futuro Presidente da República foi o candidato que recebeu mais votos

De norte a sul e nas ilhas, Marcelo Rebelo de Sousa foi o candidato que mais votos recolheu em todos os distritos do país. No Norte e no Centro as votações foram esmagadoras, com maioria absoluta em quase todos os distritos. Viseu foi o distrito em que obteve o melhor resultado, com 62,66%, acima dos valores de Bragança, Vila Real e Leiria, em que também superou os 61% dos votos.

Sampaio da Nóvoa fez melhor do que Manuel Alegre em vários distritos, sem que esses votos permitissem impedir a vitória do adversário à primeira volta. Marisa Matias teve bons resultados, batendo Edgar Silva em quase todos os distritos – exceções são Madeira, Beja e Évora. O candidato, com o apoio do PCP, teve um mau resultado. O melhor que conseguiu foi na Madeira, sua terra, onde foi segundo, e em Beja, terceiro com 15%. Maria de Belém foi um desastre em todos os distritos e foi mesmo batida por Vitorino Silva no Porto e em Viana do Castelo.

Professor bateu o reitor na capital dos estudantes

Marcelo Rebelo de Sousa não teve problemas em bater Sampaio da Nóvoa em Coimbra. Na capital dos estudantes, o professor obteve 50,2%, mais 27 pontos percentuais do que o ex-reitor da Universidade de Lisboa. Apesar de a percentagem de Marcelo ser inferior à de Cavaco Silva há cinco anos (teve 52%), o atual presidente teve quase menos dez mil votos do que aquele que será o seu sucessor. Já Sampaio da Nóvoa teve mais cinco mil votos do que Manuel Alegre em 2011. Em Coimbra, como a nível nacional, Marisa Matias foi a terceira (14%) – só no concelho de Condeixa-a-Nova conseguiu bater Nóvoa. Maria de Belém foi quarta (4,6%), seguida de Vitorino Silva (2,6%) e Edgar Silva (2,2%).

Almada

presidenciais

Fonte ::::> Diário de Notícias

Candidata presidencial Maria de Belém sublinha em Setúbal importância da economia social

A candidata presidencial Maria de Belém afirmou hoje, em Setúbal, que a economia social é um eixo importante da sua candidatura, porque é uma área de intervenção fundamental para que muitas pessoas consigam reconstituir as suas vidas.

mbelem
Esta área “tem um enorme poder de intervenção na reconstituição da vida de muitas pessoas, que, se não fosse esta forma de economia [social], estariam completamente fora de qualquer hipótese de vida com dignidade”, disse.

Maria de Belém falava aos jornalistas no final de uma visita ao Centro Social de Nossa Senhora da Paz, da Cáritas Diocesana de Setúbal, em que se fez acompanhar pelo reitor do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa, Luís Reto, autor de um estudo sobre a importância económica da economia social.

“Aquilo que vim aqui visitar foi um estabelecimento muito importante da Cáritas Diocesana de Setúbal, Centro Social de Nossa senhora da Paz, que está inserido num bairro social [Bela Vista], com problemas muito específicos e muito próprios”, disse a candidata presidencial.

“E aquilo que nós vemos é uma capacidade grande de intervenção social em várias áreas, desde o acolhimento de crianças, até ao acolhimento de pessoas mais velhas, quer em centro de dia, quer em apoio domiciliário e, também, um protocolo com o IEFP (Instituto de Emprego e Formação Profissional), que permite dar competências a muitas das pessoas que aqui moram e que não têm, sequer, as competências básicas mínimas”, acrescentou.

Questionada pelos jornalistas, Maria de Belém reafirmou a intenção de dar a conhecer a realidade portuguesa a chefes de Estado estrangeiros e a outras personalidades, com visitas a universidades, lares de idosos e outros equipamentos, deixando claro que, se for eleita para a Presidência da República, não se irá cingir aos jantares protocolares em Palácios e outros espaços tradicionais.

“Temos de mostrar o nosso país como ele é, sejam as nossas universidades, que são extraordinárias hoje em dia e que têm atividades no domínio da investigação, que devem ser conhecidas. É o país desenvolvido que nós queremos mostrar”, defendeu.

Segundo Maria de Belém Roseira, também devem ser mostradas as “redes de acolhimento”.

“Como é que nós trabalhamos e como é que nós pretendemos que as pessoas tenham oportunidades na vida, para que não sejam as primeiras vítimas da crise económica e financeira. Como dizia o relatório da Cáritas Europa do ano passado, os pobres são as vítimas de uma crise que não causaram”, concluiu.

GR // JLG

Lusa/Fim
Fonte ::::> SAPO noticias

Edgar já deteta “sinais negativos” no novo “quadro político”

O candidato comunista continuou durante a tarde na margem sul. Depois de Almada, de manhã, rumou ao “camarada” concelho de Palmela

edgar2
Edgar Silva começa sempre por destacar, nas intervenções ou curtas declarações que vai fazendo ao longo do dia, os “aspetos positivos” que estão a resultar do “novo quadro político”, referindo-se ao acordo de esquerda que apoia António Costa no governo. O previsível regresso das 35 horas de trabalho para a função pública e o anúncio da construção do novo hospital do Seixal (“há tantos anos ansiado por toda a região) são exemplos referidos. No entanto, ao final desta tarde, depois de uma arruada no Pinhal Novo, Edgar Silva avisou que não se pode estar “anestesiado”.

“Há outros sinais que temos de acompanhar com atenção”, sublinhou, “como é o caso do anúncio da privatização da CP-Carga, um plano que já vinha do anterior governo”. Para o candidato presidencial comunista “é um sinal de preocupação” e promete “como candidato e depois como Presidente da República (PR) a defesa das empresas públicas e do interesse público. Tudo devemos fazer para não ficar anestesiados e deve haver uma mobilização reivindicativa com muita força”.

Veja mais em::::> Diário de Notícias

Edgar Silva em Almada – “Em democracia não há foguetório antecipado”

O candidato apoiado pelo PCP, Edgar Silva, afastou, esta manhã, o favoritismo de Marcelo Rebelo de Sousa na corrida a Belém, considerando que está tudo em aberto.

edgar1
“Não seria o primeiro o primeiro caso em que lançaram os foguetes e depois se viram na contingência de apanhar as canas. Em democracia não há foguetório nem vencedores antecipados. Está tudo em aberto. Os resultados conquistam-se e nós estamos no terreno para construir a nossa base eleitoral”, disse, aos jornalistas, durante uma ação de campanha no Feijó, em Almada.

Na véspera do arranque da campanha eleitoral, Edgar Silva realçou que ainda há muito caminho para fazer até 24 de janeiro. “Eu sei que há algumas sensibilidades mais inquietas, algumas almas mais desassossegadas com a nossa candidatura mas vamos só dia 24 se vão contar os votos”, acrescentou.

E se os votos chegarem para obrigar a uma segunda volta nas Presidenciais, então Edgar Silva tem a certeza da derrota de Marcelo. “Se os valores de abril tiverem essa garantia de vitória a 24 de janeiro, de certeza que o candidato apoiado pelo PSD/CDS não vencerá”, disse.

Veja mais em ::::> TSF

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.