Tag: Proteção Civil

Nove pessoas desalojadas em Almada: “Foi acionada a emergência social”

Vereadora responsável pela área da Proteção Civil, Francisca Parreira, deixou mais informações sobre as duas famílias desalojadas na Charneca da Caparica.

Devido às condições meteorológicas adversas, a Câmara Municipal de Almada – Serviço Municipal de Proteção Civil (CMA – SMPC) informa que está a acompanhar o evoluir da situação, em estreita colaboração e articulação com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, agentes de Proteção Civil e demais entidades envolvidas.

Até às 13h desta quinta-feira, 19 de dezembro, no concelho de Almada, há registar a queda de um eucalipto, na freguesia da Sobreda, que provocou danos, ao nível da cobertura, em dois anexos, onde residiam dois agregados familiares, num total de nove pessoas.

O realojamento de emergência temporário em Setúbal, disponibilizado pela Linha de Emergência Social (144), foi acionado, mas as duas famílias desalojadas decidiram ficar por conta própria, numa unidade hoteleira da Costa da Caparica.

A Câmara Municipal de Almada continuará a monitorizar a situação, com uma avaliação constante durante o período de alerta.

Serviços da câmara vão avaliar as condições de habitabilidade do edifício.

A queda de uma árvore no Porto Brandão, Almada, na noite de quarta feira deixou nove pessoas temporariamente desalojadas. O acidente ocorreu pelas 20h07, na rua 1º de maio.

A árvore, de médio porte e que estava entre duas habitações, tombou e obrigou à intervenção dos bombeiros, com cinco operacionais.

As nove pessoas passaram a noite em casa de familiares.

Os serviços da câmara de Almada vão hoje avaliar as condições de habitabilidade do edifício.

Veja mais em:::::> Correio da Manhã

Mau tempo causa nove desalojados em Almada


O vento forte que se faz sentir um pouco por todo o país provocou a queda de uma árvore de grande porte, em Almada, tendo caído em cima de duas casas.

ste incidente provocou nove desalojados, sem consequências maiores e sem feridos.

O comandante Rui Laranjeira confirma que esta é a situação mais grave.

As vítimas estão agora a cargo dos serviços de ação social de Almada, com vista proceder às reparações das habitações.

São os primeiros estragos, provocados pela tempestade Elsa, que tem afetado, sobretudo a região de Braga e do Porto.

Desde a meia-noite, a Proteção Civil já registou cerca de mil ocorrências, sendo a maioria quedas de arvores e algumas estruturas.

O número de distritos sob aviso vermelho subiu para nove, anunciou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

Com a previsão de rajadas de vento superiores a 100 quilómetros por hora

Veja mais em ::::> RTP

Seixal debate o papel das autarquias locais na proteção civil

Comemorações do Dia Internacional para a Redução de Catástrofes

O Seixal acolhe no próximo dia 12 de outubro, sexta-feira, pelas 15 horas, no auditório dos Serviços Centrais, a conferência O Papel das Autarquias Locais na Proteção Civil, no âmbito do desafio lançado pelo Comando Distrital de Operações de Socorro de Setúbal.

Este encontro lança o debate sobre o papel das autarquias locais na articulação com os agentes de proteção civil, em contexto das operações de socorro e reposição da normalidade.

A iniciativa assinala as comemorações do Dia Internacional para a Redução de Catástrofes e é organizada pela Câmara Municipal do Seixal, em parceria com a Autoridade Nacional de Proteção Civil e o Comando Distrital de Operações de Socorro de Setúbal.

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas em cm-seixal.pt, nos Serviços Online.
Mais informações pelo telefone 210 976 185 ou pelo email smpc@cm-seixal.pt.

VeJa mais em :::> ROSTOS

Autarca de Cabo Verde visita Proteção Civil de Almada

Almada e município de Cabo Verde partilham conhecimento sobre Proteção Civil

Foto: Francisca Parreira

Herménio Fernandes, presidente do município de São Miguel, Cabo Verde, foi recebido pelo vice-presidente da Câmara de Municipal de Almada, João Couvaneiro, e pela vereadora Francisca Parreira, para partilha de conhecimento na área da Protecção Civil.

A Câmara Municipal de Almada recebeu o presidente da Câmara Municipal de São Miguel, da ilha de Santiago, Cabo Verde, Herménio Fernandes, no dia 14 de março.

No âmbito desta visita, foi abordada a possível parceria e/ou colaboração entre os municípios de Almada e São Miguel, ao nível da Proteção Civil e outras áreas de interesse comum.

O autarca cabo-verdiano foi recebido, nos Paços do Concelho, pelo vice-presidente da Câmara Municipal de Almada (CMA), João Couvaneiro, e pela vereadora com o Pelouro da Proteção Civil, Francisca Parreira, e pelos comandantes das Corporações de Bombeiros Voluntários de Almada, Cacilhas e Trafaria.

Após este encontro, seguiu-se uma reunião técnica nas instalações do Serviço Municipal de Proteção Civil (SMPC), no Pragal.

A visita de Herménio Fernandes a Almada, surge após o VI Encontro Técnico da Rede Temática de Proteção Civil, no âmbito da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA), realizado na ilha de Santiago, em outubro de 2017, e no qual participou o SMPC de Almada.

Veja mais em ::::> CM Almada

Proteção Civil alerta para possíveis fenómenos extremos de vento e inundações em especial no sul do país

chuvas2

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) alertou hoje para a possibilidade de fenómenos extremos de vento e inundações devido à chuva e trovoada prevista para as próximas 24 horas.

O alerta da ANPC surge após o contacto com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que prevê a partir de hoje à tarde um agravamento das condições meteorológicas nos distritos de Faro, Beja e Setúbal devido à possibilidade de precipitação forte e fenómenos extremos de vento.

Segundo o IPMA, a chuva poderá atingir valores de 10 e 20 milímetros por hora nos distritos de Faro, Beja e Setúbal, em particular na tarde de sexta-feira.

Também no distrito de Faro, as ondas podem atingir os dois metros, além de se registar na sexta-feira às 17:02 a preia-mar.

Neste sentido, a Proteção Civil alerta para a possibilidade de inundações nas zonas historicamente vulneráveis, piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água, cheias rápidas em meio urbano e possíveis acidentes na orla costeira.

No aviso à população, a ANPC recomenda a adoção de uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água, e a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento.

A ANPC aconselha ainda a população a não atravessar em zonas inundadas e ter especial cuidado ao circular junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a inundações rápidas.

Ler mais: http://jregiao-online.webnode.pt/products/protecao-civil-alerta-para-possiveis-fenomenos-extremos-de-vento-e-inundacoes-em-especial-no-sul-do-pais/

Seixal recebe Jornadas Distritais de Proteção Civil

seixal7

O Comando Distrital de Operações de Socorro de Setúbal da Autoridade Nacional de Proteção Civil, com o apoio dos municípios do Seixal, Almada, Palmela, Sines e Setúbal, realiza, durante o mês de março, as II Jornadas Distritais de Proteção Civil. No Seixal, o debate decorre no dia 19 de março, quarta-feira, a partir das 9.30 horas, no Auditório dos Serviços Centrais da Autarquia e tem como temáticas Socorro e Salvamento e Emergência Médica.

Na área do Socorro e Salvamento serão abordadas a intervenção das equipas cinotécnicas, as diferentes valências do socorro nos corpos de bombeiros e a organização de resposta no salvamento marítimo. A Emergência Médica é o tema do segundo painel do dia, onde serão abordados o papel do INEM, a vertente operacional do Sistema Nacional de Saúde e a Assistência Médica Internacional.

Com o lema «Proteção Civil e Cultura de Prevenção para Uma Sociedade Mais Segura», estas jornadas têm como objetivo sensibilizar para a importância da atividade da Proteção Civil, promovendo a preparação, prevenção e autoproteção das pessoas e bens.

A iniciativa passa pelos municípios do Seixal, Almada, Palmela, Sines, com seminários que incidem sobre várias temáticas.

O evento teve início no dia, 5 de março, no Fórum Municipal Romeu Correia, em Almada, onde foi debatido o papel da comunicação social na proteção civil e as catástrofes tecnológicas. Seguiu para o município de Palmela no dia 12, tendo como temáticas as catástrofes naturais e medicina, higiene e segurança no trabalho. As jornadas terminam no dia 26 em Sines, com intervenções sobre o voluntariado em proteção civil.

A iniciativa enquadra-se nas comemorações do Dia Internacional da Proteção Civil, que se celebra a 1 de março, e que todos os anos tem sido assinalado em Portugal através de vários eventos.

Veja mais em :::> metronews

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.