Almada – Urgências com tarde de caos

Dezenas de utentes enchiam ontem o Serviço de Urgência do Hospital Garcia de Orta.

04.01.2015
hospital
O Serviço de Urgência do Hospital Garcia de Orta, em Almada, estava ontem repleto de utentes que aguardavam para serem atendidos. Às 19h30, eram 48 os doentes à espera de uma consulta. A maioria tinha pulseira amarela – o terceiro nível de triagem mais grave em cinco – e o tempo previsto de espera era de duas horas e 51 minutos. Filipa Torres, de 50 anos, que se encontrava a acompanhar um vizinho, estava à espera desde as 15h30. Quatro horas depois ainda tinha cinco pessoas à sua frente. O homem, de 74 anos, teve alta hospitalar há cerca de uma semana, após uma cirurgia à bexiga, e recebeu pulseira amarela por se encontrar “a urinar sangue”, revelou Filipa Torres, dando conta de que o caos ao início da tarde era muito maior. Vera Silva, de 38 anos, entrou nas Urgências de Almada com dores e vómitos por volta das 17h00, mas já se mentalizava ao cair da noite para uma longa espera. “Na triagem disseram- -me que podia ter de esperar até seis horas”, lamentou. O caos chegou também às Urgências do Hospital de Évora, com utentes a contabilizarem mais de 18 horas de espera para serem atendidos. Fonte da unidade de saúde alentejana avançou que a demora se deveu a um desfalque nas equipas médicas entre ontem e sexta-feira. Nos hospitais do Porto, a situação era tranquila.

Ler mais em: Correio da Manhã

Comments are closed.

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.