Hospital Garcia de Orta nega caos no serviço

garciadahorta
Utentes tiveram de esperar várias horas para serem atendidos no serviço de urgência.

O Hospital Garcia de Orta, em Almada, recusou ontem que se tenha vivido o “caos” no serviço de urgência e rejeitou o “alarmismo que se está a criar” nos últimos dias devido ao tempo de espera.

Anteontem, foram muitos os utentes que tiveram de esperar várias horas para serem atendidos na urgência. Contudo, a administração do hospital nega que o serviço estivesse à beira da rutura. “Apesar do pico que ocorreu entre as 16 horas e as 21 horas [de sábado], em que a espera chegou a atingir um pouco mais de sete horas, devido a um conjunto de situações graves, a situação nem de perto justifica que se fale em caos nas urgências”, refere o hospital em comunicado.

Cláudia Martins foi uma das utentes que lamentou ao CM o tempo que esperou para que mãe, Dina Martins, de 60 anos, diabética, fosse atendida. “Tivemos pulseira às 11h20. Já passava das 16h00 quando tive de entrar pelas urgência dentro. A minha mãe estava a desfalecer depois de tantas horas e já escorregava pela cadeira. Ninguém fazia nada. Os estados de doença evoluem e na última medição, o colesterol já ultrapassava os 400”, referiu ao CM a utente.

Veja mais em ::::> Correio da Manhã

Comments are closed.

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.