Tag: Manuel Rosado Caldeira Pais

Marcelo Caetano visita Almada em Março de 1974

marcelo

O Prof. Marcelo Caetano em Almada, acompanhado do Dr. Elmano Alves, Presidente da Comissão Distrital da União Nacional/Acção Nacional Popular e do Dr. Manuel Rosado Caldeira Pais, mui digno Professor de História e Filosofia na Escola Técnica Emídio Navarro e no Externato Frei Luís de Sousa, onde também foi Director dos Cursos Nocturnos.

O Dr. Elmano Alves é residente no Distrito de Setúbal.

O Dr. Manuel Rosado Caldeira Pais, foi Vice-Presidente da Câmara Municipal de Almada, quando era Presidente o Dr. Serafim Silveira Júnior, (que veio substituir o Dr. José Valeriano da Glória Pacheco) sucedendo depois ao Dr. Serafim Silveira Júnior na Presidência da Câmara em Março de 1974.

Foi portanto o último Presidente da Câmara Municipal de Almada antes de 25 de Abril de 1974.

Dizem-nos que esta foto foi obtida na Escola D. António da Costa, quando da realização de um Encontro Político da então Acção Nacional Popular.

Veja mais em :::> almaDalmada

Almada 28 de Março 1974 – Tomada de posse do Presidente da Câmara

Almada Março de 1974

almadamarco74

Tomada de posse do Dr. Manuel Rosado Caldeira Pais em 28 de Março de 1974 como Presidente da Câmara Municipal de Almada.

Foi o último Presidente da Câmara de Almada antes do 25 de Abril de 74. Figura muito conhecida e prestigiada no concelho, era Professor do Ensino Secundário na Escola Emídio Navarro e no Externato Frei Luís de Sousa.

Almada tinha no Dr. Caldeira Pais um Presidente de Câmara que se interessava pelo concelho, embora não fosse natural de aqui.

Como professor granjeou a consideração e amizade de alunos. Para quem o conhecia era um valor muito alto para o concelho tê-lo à frente do executivo municipal. Como pessoa e cidadão de sólida formação humanista, era admirado e considerado pelos almadenses e por isso mesmo muito havia a esperar da sua liderança na Câmara.

Tinha sido vice-presidente da Câmara de Almada quando o Dr. Silveira Júnior foi Presidente.

O Dr. Caldeira Pais, bem como seu antecessor eram pessoas que os almadenses viam com frequência no espaço público.

Passeavam com frequentemente pelas ruas e avenidas de Almada. Frequentavam os cafés de Almada. Não se refutavam ao encontro com os munícipes na rua. Sabiam ouvir e queriam aperceber-se dos problemas que os munícipes sentiam, situação que contrasta com a arrogância e desprezo que os actuais autarcas comunistas e outros que se dizem democratas e que dizem trabalhar para o povo, hoje não assumem, nem são capazes.

Os actuais “democratas” e comunistas mascarados de democratas, têm medo de se encontrar na rua, a sós, com os munícipes.

Almada viu-se privada de pessoas de bem à frente da Câmara Municipal, para mergulhar numa experiência democrática (de que se esperava melhor) liderada por oportunistas, que colocaram à frente dos legítimos interesses de Almada e dos munícipes, interesses pessoais, opções e ideologias políticas que as pessoas legitimamente rejeitaram há alguns anos, em muitas zonas do planeta, por conduzirem à aniquilação e aviltamento dos seres humano e à subjugação do exercício da cidadania a interesses nebulosos mascarados de democracia .

O Dr. Caldeira Pais deixou a Câmara Municipal mas continuou em Almada onde reside.

Veja mais em :::> AlmaDalmada

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.