Tag: médico

Seixal: mais de 28 mil pessoas sem médico de família

cmseixal-300x200

A Câmara Municipal do Seixal anunciou que existem 28.279 pessoas sem médico de família inscritas nas unidades de saúde do concelho, referindo que é necessário mais investimento na área da saúde.

“De acordo com dados de 2015 disponibilizados pelo ACES Almada/Seixal regista-se a existência de 28.279 utentes sem médico de família inscritos nas unidades de saúde, dos quais 14.619 na freguesia de Amora e 13.660 na freguesia de Corroios”, refere uma tomada de posição da autarquia liderada por Joaquim Santos.

O documento acrescenta que os dados “totalizam 17,4% da população inscrita nos serviços de saúde públicos, percentagem acima da média nacional que é de 12,1%”.

“É também evidente a insuficiência de recursos humanos e equipamentos na Península de Setúbal, como podemos constatar pela cobertura de camas hospitalares a nível nacional que em 2010 era de 3,4 camas para mil habitantes, enquanto na Península de Setúbal era de 1,73 camas por mil habitantes em 2012″, frisa o autarca do PCP.

A autarquia reafirma que é necessário construir o hospital no Seixal, construir o novo Centro de Saúde de Corroios e concretizar o alargamento imediato dos horários de funcionamento nos três centros de saúde do concelho.

De acordo com Joaquim Santos, “o município tem, desde sempre, assumido a promoção da saúde da população como uma prioridade da agenda política”.

Fonte :::>Jornal médico

Setúbal – Utente apanha médico a dormir na Urgência

MEDICO

Ana Bravo gravou o momento e partilhou-o nas redes sociais

Ana Bravo, de 47 anos, nem queria acreditar quando encontrou a dormir o único médico da Urgência do Hospital São Bernardo (Setúbal) na madrugada desta quinta-feira. Ao fim de mais de uma hora à espera, sem que ninguém fosse chamado ao gabinete, Ana foi procurar uma resposta. Incrédula, agarrou no telemóvel e gravou em vídeo o médico que ressonava.

“Apresentei logo queixa e uma funcionária até me disse para o ir acordar. Fui ao gabinete, dei dois murros na porta e ainda me repreenderam por estar a fazer barulho. Então e nós que estávamos à espera de ser atendidos, cheios de dores?”, questiona Ana Bravo, que foi transportada pelo INEM por volta das 4 da madrugada com fortes dores devido a uma queda.

O Correio da Manhã confrontou o Centro Hospitalar de Setúbal, ao qual pertence o Hospital de São Bernardo. Fonte da unidade garante que “vai averiguar em que circunstâncias ocorreu o relatado e atuar em conformidade”.

Um caso semelhante registou-se na madrugada de 28 de julho no Hospital de Faro. Um médico ortopedista, ao serviço na Urgência da unidade, foi encontrado a dormir. Os outros dois estavam incontactáveis, deixando o serviço sem cirurgias. A Ordem dos Médicos e a administração do hospital abriram inquéritos ao episódio.

veja mais em ::::> Correio da Manhã

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.